Confraternização da Policia Civil

Fim de ano batendo à porta! É momento de confraternização entre familiares, amigos, grupos de peladeiros, empresas, instituições…

Este sábado, 09, foi dia de festa para os policiais civis do 17º Departamento de Policia Civil de Pouso Alegre, afinal, ninguém de ferro e os policiais também são filhos de Deus…!

O dia festivo começou logo cedo, às dez da manhã, com o tradicional torneio de futebol soçaite entre escrivães, detetives e delegados de policia. Logo em seguida foi servido um lauto almoço, regado a muita loira… gelada para os adultos, e ‘refri’ para as crianças e abstêmios! – Teve até uma garrafa de Ypióca 160 que alguém ‘levei’, a qual caiu no gosto dos diretores da chinesa XCMG. Aliás, guardaram até a garrafa vazia, como recordação!

Em meio aos comes & bebes o delegado Cesar Augusto, chefe do Departamento, ladeado por André Corazza, delegado regional, fizeram o sorteio de presentes à crianças e adultos. Teve desde creme de barbear, passando por bicicleta até TV de 32. A festa aconteceu nas dependências do Sesi e varou o dia ensolarado!







Para a festa de fim de ano da Policia Civil ficar completa, só falta agora o governo do Estado atualizar o pagamento dos servidores, cuja primeira parcela ainda não caiu na conta, e pagar também o 13º ainda este ano.

Anúncios

Maria da Penha manda valentões para o xilindró

Um deles agrediu a ex-amasia na porta da delegacia e encarou o policial que o prendeu!

Apesar da sisudez e severidade da senhora “Maria da Penha”, de apenas onze anos de idade, muitos brucutus continuam desafiando a lei e descendo o borralho na cara-metade. Esta semana foram dois casos clássicos de valentões que acham que a mulher tem que ficar com ele, mesmo contra a vontade dela!
O primeiro caso aconteceu no meio da tarde de terça-feira,05. E o valentão foi ousado: ele desceu o borralho na amasia na porta da delegacia de policia e ainda encarou o policial armado!
Cansada das ameaças e agressões do ex-amasio Paulo Henrique Moreira Garcia com quem dividiu os cobertores por uns tempos, dona Carmem, moradora do velho Aterrado em Pouso Alegre, procurou a delegacia de policia do bairro Foch para pedir proteção. Mas o brucutu foi atrás. Em meio a novas ameaças, tentando convence-la a não prestar queixas contra ele, Paulo Henrique Moreira Garcia – que por acaso é usuário de drogas -, desceu-lhe o borralho ali mesmo, na porta da DP.
Ao se deparar com a cena de violência explicita contra a mulher, o detetive R.A. tentou cumprir seu papel de policial. E teve que lutar bravamente para prender o valentão. Para não ter que puxar o gatilho do trabuco, o policial bateu com a coronha da pistola na cabeça de brucutu enquanto rolava com ele na poeira, até a chegada de reforços.
Depois de alguns arranhões de parte a parte, Paulo Henrique recebeu as pulseiras de prata da lei e foi sentar-se ao piano do paladino da lei na DP. Antes, porém, os tres, o policial, o brucutu e a senhora Carmem tiverem que ser medicados no nosocômio local, todos com escoriações generalizadas pelo corpo.
Paulo Henrique Moreira Garcia, 26, assinou o 129 praticado contra a ex-cara-metade e o 129 cometido contra o policial. E assinou ainda o 331 do CP por resistência. Por ora ele ficará hospedado no Hotel do Juquinha.


O segundo caso de violência doméstica da semana vem da vizinha Camanducaia, encravada nos pés da Serra da Mantiqueira, a 70 quilômetros de Pouso Alegre. O brucutu é o cidadão Lucio Flavio Martins Memoria. Lucio Flavio vive amasiado com dona Denise. Mas ela não sua única paixão. Ele é apaixonado também pela estonteante Severina do Popote!
Nesta quinta-feira, 07, ele passou o dia amarrado num pé de cana. Não satisfeito, à noite ele foi para o boteco abraçar a loira… gelada. Já no final da noite, quando chegou à sua casa, segurando uma tremenda tocha, exalando o terrível bafo de jiboia, Lucio Flavio pegou as enteadas de 6 e 8 anos e tentou leva-las para dormir com ele! Quando dona Denise tentou intervir, acabou entrando no borralho!
Quando a policia chegou, dona Denise contou que esta não foi a primeira vez que o companheiro lhe desceu a manguara. A ultima havia sido na semana passada.
– Ele costuma manter um facão pendurado atrás da porta do quarto para ameaçar a mim e as crianças – contou Denise.
Tal qual o brucutu Paulo Henrique, Lucio Flavio – que não é “O Passageiro da Agonia” – mas costuma manter a companheira e as crianças em constante agonia – recebeu as pulseiras de prata e depois de ser enquadrado na Lei Maria da Penha em Pouso Alegre, foi hospedar-se no Hotel do Juquinha!
As informações sobre o primeiro caso chegaram até este Blog através da própria vitima Carmem. Diz ela:
“… estou vivendo um trauma terrível! Tenho medo até de sair na rua mesmo ele estando preso. Estou toda machucada em casa e não saio do hospital desde o dia do ocorrido, pois fui jurada de morte por ele”
Em sua mensagem enviada ao Blog ontem à noite, Carmem agradece a atuação e atenção da policia e finaliza com um apelo dramático em defesa das mulheres vítimas do valentões:
“Por favor, nos ajude a garantir nosso direito de continuarmos vivas”

Tentativa de homicídio na Arena Beer

Ao serem barrados no baile os ciganos rodaram a baiana e prometeram voltar para matar o segurança! E voltaram…

(I.i.)

O imbróglio aconteceu no final da madrugada deste domingo, 26, durante o “Arena Beer” na cidade de Cambui, a 54 quilômetros de Pouso Alegre.
Raspava quatro da madrugada quando vários ciganos chegaram na portaria e quiseram entrar sem se submeter à revista. Impedidos pelos seguranças, depois de muita discussão, os ciganos foram embora. Mas prometeram voltar para matar o segurança Eric Fernando Rodriguez de Araújo.
E voltaram mesmo!
Minutos depois dois dos ciganos encrenqueiros chegaram à portaria do evento. Um deles portava uma chave de roda. Outro um facão! Enquanto os dois ciganos tentavam cumprir a promessa de mandar o segurança para o andar de cima, outro cigano, do outro lado da rua, na surdina puxou o gatilho de um trabuco. Um dos tiros acertou a mão, o outro atingiu as costas do segurança.
– Eu só senti um calor, como se tivesse uma coisa queimando – disse o segurança Eric, de 35anos.
Eric foi levado pela ambulância da prefeitura para o HPS local, com uma bala cravada na mão e não corre risco de vida.
A ação dos ciganos foi de ‘caso pensado’. Antes de cumprir a promessa de matar o segurança, os ciganos se afastaram do local e posicionaram seus carros – um Kadet e um Gol -do outro lado da rodovia, prontos para a fuga.
Segundo levantamentos da policia militar os ciganos homicidas se mudaram do bairro Jardim Américo dois dias antes do crime. Eles ainda não armaram acampamento…

“Nói que é pobre…”!

Você quer passar momentos alegres, descontraídos, dar gargalhadas…? Então você tem que assistir ao show “Nói que é pobre”, do humorista Cleber Rosa!
Ele está com a agenda cheia, mas reservou um tempinho pra você. Cleber – aquele da ‘reclamação do dia’, que fala num caipirês/mineirês que dá gosto ouvir – estará no Clube Literário e Recreativo de Pouso Alegre nesta sexta,24 de novembro, à noite.
Adquira seu ingresso e vá morrer de rir – bem, morrer também não, né, você ainda tem muito que ler no blog do Airton Chips, mas vá ter ao menos uma dor de barriga de tanto rir – com a ‘prosa’ alegre do Cleber!
“Nói que é pobre” tem colocado um sorriso deste tamanho na cara de quem senta por alguns minutos na frente do Cleber!

Você não vai perder, vai?

PM prende colombianos ‘mãos leves’ em Estiva

A prisão de ‘los hermanos’ aconteceu no final da tarde desta sexta-feira, 10, na capital do morango. E aconteceu por acaso, por conta de um vacilo… Eles trafegavam pela contramão!

Aqui os colombianos fizeram três vitimas…

Ao serem abordados os três ocupantes do Polo Class, placa CXF-9838, São Paulo, começaram suar frio. Seria apenas pelo fato de estarem trafegando pela contramão? Não! O trio tinha culpa mais pesada no cartório! Na verdade a culpa não estava exatamente no cartório… Estava nas algibeiras, no porta lateral, na porta luvas do Polo…! Durante as buscas no veículo suspeito, os policiais encontraram vários celulares de procedência duvidosa, um patuá de maconha e uma carteira com documentos de terceiros a qual os guampudos tentaram dispensar sobre um veiculo estacionado. Enquanto enquadrava o trio, os policiais foram informados por amigos ocultos da lei, que um quarto guampudo havia saltado do veículo minutos antes. Ele também recebeu as pulseiras de prata antes de dobrar a serra do cajuru.
Questionado sobre os objetos apreendidos os guampudos confessaram:
– É roubado, sargento!
Javier Andrez Gutierrez Duran, 27, Walter Andrez Buitrago Vargas, 31, Juan Albert Romero Rodrigues, 32 e Victor Hugo Molano Chaves, 35, são todo gringos! Eles tem residência na Baixada do Glicério, em São Paulo, mas vieram todos da vizinha Colômbia ‘tentar a sorte’ em terras ‘brasilienãs’. E pelo andar da carruagem estavam se dando bem, pois podiam se dar ao luxo de desfilar pelo país conduzindo um Polo Class emprestado de uma ‘amiga’ – segundo eles – vivendo por conta do alheio.

Um dos celulares apreendidos em poder de ‘los hermanos’ pertence à enfermeira Helda Escobar. Ele foi furtado da sala de enfermagem do Hospital Frei Caetano na cidade de Paraisópolis, por volta do meio dia de sexta-feira.
E pelo jeito os larápios colombianos são especialistas em furtos em hospitais. Antes de caírem nas malhas da lei em Estiva, eles estiveram visitando o Hospital da Santa Casa de Cambui. Foi lá que eles furtaram celulares e carteiras de tres funcionários. Antes de seguirem o ‘tour’ pelo interior de Minas os colombianos fizeram uma visita à loja Magazine Luiza, ainda em Cambui e, com o pretexto de usar o banheiro, furtaram a carteira da funcionaria Miriam A. Souza.
O quarteto de colombianos ‘mãos leves’, que faziam ‘tour’ pelo interior do Brasil, tem agora residência fixa: o Hotel do Juquinha em Pouso Alegre!

Policia Civil prende assassino de policial

“Gardenal” era procurado desde 2013 quando matou um policial à paisana durante um assalto em São Paulo.

Tiago Lopes Magalhães no momento da prisão. Ele vivia com outro nome em Cambui

A prisão do latrocida aconteceu no final da tarde desta segunda-feira, 06, na cidade de Cambui-MG, a 54 quilômetros de Pouso Alegre e 140 de São Paulo. Os homens da lei chegaram até o assassino após extensas investigações feitas pela policia militar paulista. O assassino Tiago Lopes Magalhaes, 29, vulgo “Gardenal”, estava mocosado na cidade sul mineira com nome falso.
O crime de Gardenal e seu bando aconteceu no dia 12 de julho de 2013 no bairro da Barra Funda, na capital paulista. Durante assalto a um estabelecimento Comercial os assaltantes passaram a revistar todos os presentes. Ao ver que seria identificado, pois portava na carteira sua identidade funcional, o policial militar à paisana reagiu, e foi morto.
A investigação que culminou com a prisão de Gardenal em terras mineiras ontem à tarde, foi encetada pela “Divisão PM Vitima” da policia militar de São Paulo. Tiago Lopes Magalhães, o Gardenal, foi levado para o presidio da Barra Funda, onde está com a prisão preventiva decretada. Quatro policiais militares de São Paulo participaram da prisão do matador de policial.

Semana começa com roubos em Cambui

Pouso Alegre está há seis dias sem nenhum roubo… Mas na vizinha Cambui!!!

A pequena Cambui de 27 mil habitantes , às margens da Fernão Dias, por mais que lute e labute, não consegue ficar longe das páginas policiais! No final do dia desta segunda-feira, 06, aconteceu mais dois arroubos à mão armada na cidade. Se servir de alento, os assaltantes quase sempre são ‘de fora’!
O primeiro roubo da tarde aconteceu a um deposito de gás de cozinha no Jardim América. No momento em que o comerciante fazia o acerto com um cliente no escritório, tres guampudos encapuzados entraram, um deles portando uma pistola, tocando o terror. O da pistola se atrapalhou e acabou puxando o gatilho. A azeitona quente ricocheteou na parede e atingiu a perna da comerciante. Os bandidos dobraram a ‘Serra da Canguava’ levando celulares e três cheques de clientes.
O carro usado pelos ladrões, um GM Cruze, placas OPC-0580, é clone de outro registrado na cidade de São Jose da Varginha!


O segundo roubo aconteceu às nove e meia da manhã desta terça, 07. Tres guampudos, sendo dois atrás de trabucos entraram na loja “The Point” e fizeram a proposta de halloween:
– Gostosuras ou… Travessuras?
Sem esperar resposta o trio fez a limpeza dos caixa e dobrou a serra da Canguava em um Fiat Uno cinza com placas de São Paulo.
A policia militar foi chamada e saiu na sombra dos assaltantes paulistas. Enquanto seguiam pela Fernão Dias, os policiais de Cambui avisaram os co-irmãos de Camanducaia. No cesso norte da quase tricentenária cidade mantida pelo famoso distrito de Monte Verde, os policiais avistaram o Fiat Uno cinza e apontaram o trabuco. Enquanto o passageiro do Uno e deitava no chão avisando que tinha um trezoitão na cinta, o motorista do veiculo manteve uma mão para o alto e outra na cintura, segurando o 22 , até que o policiais encostaram o bacamarte na sua orelha.
João Carlos de Castro Souza, 25, o que relutou em se entregar e entregar o revolver calibre 22, e J.P.S., 17, o que tremeu e entregou logo o revolver calibre 38, saíram de São Paulo de manhazinha para cometer os assaltos em Cambui. Segundo o “dimenor”, na companhia de outro parceiro, que fugira num Fiat Palio, já havia assaltados outras duas lojas na cidade anteriormente.
João Carlos Castro de Souza assinou o 157 e deverá se hospedar no Velho Hotel de Extrema. O ‘dimenor’ J.P.S…. bem, o ‘menino’ só tem 17 anos! Não pode responder pelos seus crimes…!

Leia logo mais:Policia Civil prende assassino de policial

Namorado virtual furta namorada na Fernão Dias

Eles se conheceram através da internet e marcaram encontro pelo WhatsApp, mas…

Quando a garota percebeu a manobra do seu namorado caminhoneiro, ele já estava dobrando a Serra do Canguava…

No meio da madrugada desta terça- feira, 22, a policia militar foi chamada ao Posto Dom Pedro, na Fernão Dias para registrar um BO com histórico um pouco diferente! Segundo a vitima, ela teria sido furtada pelo namorado, um caminhoneiro que conheceu pela Internet!
A.F.S.A., 18 anos, moradora do Cidade Jardim, contou que marcou encontro com o Dom Juan pelo Whatsapp e se encontraram perto do Posto Fernandão. Dali foram… ‘fazer o que um homem e uma mulher fazem entre quatro paredes’… ou na boleia de um caminhão!
Segundo ela, o ‘programa’ foi combinado por R$ 1 mil! Após o ‘bembom’, que não ficou claro onde foi que rolou, foram para o Posto Dom Pedro fazer a higiene pessoal. Lá chegando, desceram do caminhão e cada um foi para o respectivo vestiário.
Ao sair do banheiro do posto, A.F. ficou esperando o namorado sair também para lhe pagar os mil reais e trazê-la de volta ao Fernandão. E a jovem esperou, esperou, esperou, esperou… Até que suas pernas começaram criar teias de aranha! Depois de mais de vinte minutos de espera ela perguntou a um segurança se ele havia visto um sujeito moreno alto, bonito e sensual, de olhos azuis e cicatriz de dragão no braço direito, saindo do banheiro…
– Vi sim, – respondeu o segurança do local – ele saiu do banheiro faz uns vinte cinco minutos e entrou num caminhão branco lá atrás.
A esta hora o caminhoneiro de olhos azuis e cicatriz de dragão no braço já estava subindo a Serra do Canguava, pra adiante de Cambui…! Sem pagar a conta de mil reais pelo programa com a namorada nada virtual…!
Mas o prejuízo da garota não ficou só nisso.
Ao descer do caminhão do “Dom Juan da estrada”, ela deixou sua mochila na cabine! No interior da mochila havia, além de roupas, documentos pessoais e cartões bancários, R$ 150 reais!
Além de iludir a ‘pobre’ jovem com promessas de amor eterno, e não pagar pelo ‘programa’ de mil reais, o caminhoneiro ainda levou seu suado dinheirinho!
Dentre as tantas estórias deste gênero contadas aqui no blog, em que as mademoiselles sobem na boléia e dão o tombo no caçador, desta vez a ‘ingênua’ mocinha caiu da boléia!

Execução em Bom Repouso

Antes de atirar no desafeto, o assassino parou num barzinho próximo para beber uma dose de ‘suco de gerereba’!

O funesto crime aconteceu ao pé da noite desta segunda, 14, no interior de um boteco no bairro Nossa Senhora do Rosario, também conhecido por “Cuba”, zona rural de Bom Repouso. Passava pouco de sete da noite quando o sujeito alto, magro saltou da garupa da moto, entrou no bar do João Carlos, apontou os trabucos para Jiovani José Moreira, que estava ao lado do amigo Edmilsom Aparecido, fez uma pergunta e sem esperar resposta puxou o gatilho. Ao ver a morte pelos canos dos trabucos, Jiovani virou nos calcanhares e tentou correr para os fundos do bar. Não teve chance! Dois tiros fatais atingiram suas costas. Um terceiro já havia acertado o punho esquerdo.
Sem tirar o capacete branco da cabeça, pela mesma porta que entrou o assassino saiu, montou na garupa da moto do comparsa que o esperava com o motor ligado, e dobraram a serra do cajuru.
Uma testemunha contou aos policiais, que minutos antes dos tiros, um sujeito entrou no bar vizinho, tirou o capacete branco da cabeça, pediu uma dose de cachaça, sorveu o liquido estonteante, pagou e foi embora. Enquanto sorvia o suco de gerereba, o motoqueiro atendeu o celular e travou um curto dialogo, onde teria dito:
– “ Estou chegando para ‘passar’ ele”
Ainda segundo a mesma testemunha, o moço do capacete branco, o qual tomou a dose de suco de gerereba, talvez para criar coragem, é Mateus Expedito Damião Garcia, morador de Bom Repouso, o mesmo que entrou no bar do João Carlos e atirou no jovem Jiovani.
Tão logo recebeu tais informações a policia militar procurou Mateus Espedito. Procurou na sua casa, na casa do seu pai, na casa da sua mãe, e em todos os bairros do município, mas não o encontrou.
Jiovani Jose Moreira tinha 21 anos. Há pelo menos uma denúncia de envolvimento com drogas contra ele. No entanto, nunca foi preso. Até o momento a policia não sabe dizer o que motivou o crime. Mas sabe que o assassino queria ter certeza de que cumpriria a ‘missão’, pois no momento do crime ele portava dois revolveres e apontou ambos para a vítima!
Mateus Espedito Damião Garcia é figurinha fácil no álbum da policia de Bom Repouso e região, por trafico de drogas e outros crimes. Sua ultima prisão, por ordem da ‘Mulher’ da Capa Preta de Cambuí, aconteceu em junho do ano passado, mas ficou poucos meses vendo o sol nascer quadrado. Como não conseguirá tapar o sol com a peneira, nos próximos dias ele deverá se apresentar à Policia e confessar o crime, ou… apresentar seu álibi!

Terror na Serra da Mantiqueira

Quadrilha explode banco, agencia dos Correios e espalha o terror em Bom Repouso.

Desta vez o bom repouso foi perturbado pelos tiros e bombas dos bandidos…!

O sinistro aconteceu no meio da madrugada desta terça-feira, 08, na pequenina Bom Repouso, nas escarpas da Serra da Mantiqueira, a 50 quilômetros de Pouso Alegre. Mais de dez assaltantes distribuíram tiros e bombas no centro da cidade buscando amedrontar a população e inibir a ação da policia. O pequeno efetivo da policia militar na cidade ficou sitiado, sem poder sair do quartel. A ação dos bandidos foi parecida com as últimas ocorridas nas vizinhas Cambui e Senador Amaral, no ano passado. Na ocasião boa parte da quadrilha, composta de meliantes da redondeza, foi presa na cidade de Socorro-SP, a poucos quilômetros dali.
Neste momento a policia está na região serrana perseguindo os assaltantes e ainda não tem um balanço dos estragos causados pela quadrilha na agencia do Sicoob, Correios e residências próximas que foram atingidas pelos tiros.