Meninos que Ví Crescer

Acesse a famosa série de Airton Chips na categoria “Meninos que ví crescer” em seu menu lateral, e leia as histórias já publicadas na íntegra.

0 comentários a “Meninos que Ví Crescer

    • Obrigado meu amigo Rodão. Brevemente estarei contando historias que farão lembrar nosso tempo de faculdade. O Blog era um sonho antigo que ficou adormecido por falta de conhecimento tecnico. Ainda sou leigo em computador e internet mas minha esposa Tatiana é fera nisso e me ajuda muito. Pretendo colocar muita coisa ainda, com conteudo, com fotografia…
      A proposito, a ideia é colocar uns oito ou dez colunistas para postar semanalmente uma materia versando sobre os mais variados assuntos de interesse geral. O Otail, por exemplo ja esteve comigo anteriormente num jornal impresso e vai escrever sobre ecologia. Voce não que escrever sobre algum assunto que voce goste e domine? Voce ou a Jack? Pense nisso.
      Foi muito bom tê-los encontrado… ainda que virtualmente.
      Abração fraterno, Rodão…

    • Obrigado Eugenia. O objetivo é exatamente este: Fazer as pessoas refletirem sobre aquilo que leem, sobre as pessoas, sobre os fatos e sobre os valores á nossa volta. Estou contente pois percebo que lentamente estou conseguindo este objetivo.
      Abraços.

  1. Oh Chips , muito bacana o seu trabalho de trazer a informação da bandidada em Pouso Alegre,pois como dizem os passáros por ai tem homé da toga preta proibindo a divulgação dos nomes e fotos dos (cidadões exemplares) meliantes em outros veículos de comunicação ,fazendo com que os jornais não mais publiquem os fatos que ocorrem na cidade.
    Parabens

  2. Olá Airton, parabéns… já plantou uma arvore? rs. Confesso que eu já fiz as 3 coisas, creio que vc também. Arvore, filho, livro. Assim como vc escrevi um… Luzia de volta pra casa— Uma história real que se passou aqui em 2005, conto a historia de Luzia que entre outras professoras se foram num terrível acidente, porém, o que acontece na sequencia é algo incrível! Deus lhe abençoe e guarde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *