Jonathan & Jony… os assaltantes intermunicipais!

Em pouco mais de 24 horas eles conseguiram assaltar estabelecimentos comerciais em tres cidades da região!Dois num mesmo dia!

Jonathan admitiu os 4 roubos mas livrou a cara do parça Jony…
A mesma pistola preta, o mesmo ‘modus operandi’, até as mesmas roupas usadas no três assaltos. Foram estes detalhes que levaram os homens da lei a seguir a sombra da dupla Jonathan e Jony.
A dupla, que até ontem cantava de galos no crime na região, foi abordada pela policia militar em um boteco da Rua Roberto Ramos de Oliveira na ‘baixada do Mandu’, ao pé da noite desta quarta,19. Na ocasião Jonathan usava roupas semelhantes à usada nos roubos da segunda-feira. No celular deles havia provas cabais do crime: o meliante Jony exibia a ‘pacoteira’ roubada, como troféu! Depois de um tete-a-tete com os homens da lei, Jonathan confessou os três roubos, dois cometidos na segunda-feira, 17, e outro na terça. E confessou mais…
O primeiro roubo do dia aconteceu na pequenina Congonhal, 16 quilômetros a nordeste de Pouso Alegre às quatro e meia da tarde. Do mercadinho Souza & Souza a dupla da pistola preta levou R$700.
Duas horas depois, enquanto a policia militar tentava prender a dupla nas cercanias, aconteceu o segundo roubo, na cidade de Cachoeira de Minas, a trinta e dois quilômetros ao sul de Pouso Alegre. A vitima da terra do biscoito foi também um mercadinho. E o prejuízo foi maior: atrás da ameaçadora pistola preta, numa ação que durou 44 segundos, os assaltantes levaram cerca de mil reais.
O terceiro roubo em vinte e quatro horas aconteceu no bairro Boa Vista, ao norte de Pouso Alegre. Brandindo a mesma pistola preta o assaltante fez o dono da mercearia e seus clientes se fecharem no banheiro enquanto ele limpava o caixa. Levaram da mercearia cerca de 800 reais e dois celulares.
Diante do detalhado relatório da policia militar narrando o que havia apurado, a jovem delegada de plantão Hipólita Brun, solicitou, e o homem da capa preta expediu o ‘mandamus’. Desde o final da noite desta quarta-feira, 19, Jonathan e Jony estão à disposição da justiça na DP, contando todo tipo de estória ao delegado Gavião e sua ‘pupila’. Jonathan Wesley Gomes de Oliveira, 25, confessou os dois roubos da segunda e o da terça-feira e confessou também o roubo ao posto do “Macaco” na tarde do dia 04 de julho. Mas diz que seu ‘parça’ nestes crimes é um tal de “R…”, dono da pistola preta. Ambos foram reconhecidos pelas vitimas dos três roubos.

Jony fez selfie com o dim-dim mas jura de pés juntos que não participou dos roubos…

Apesar de exibir em selfies parte do dinheiro roubado das mercearias, e do reconhecimento das vitimas, Jony da Silva, 25, sem registros policiais, jura de pés juntos que não participou dos roubos.
Nos próximos dias, o delegado Renato Gavião, responsável pela Delegacia de Furtos & Roubos da delegacia regional, deverá colocar tudo em pratos limpos.

 

  • Atualização: Em depoimento ao delegado Gavião na tarde desta quinta-feira,20, Jonathan confessou também o roubo ao Posto Santa Maria, ocorrido na noite do dia 08 de julho. Será que tem mais?

Aconteceu o 4º homicídio do ano em Pouso Alegre

A vitima é Elias Catarino Junior, 30, com varias passagens pela policia.

O acidente aconteceu no dia 21 de maio na Vicente Simões. Em seguida os policiais acharam arma e munições na casa do motorista Elias Catarino Junior no Cristal…


O macambúzio crime aconteceu por volta de onze da manhã desta terça-feira, 18, em via pública, em frente a casa do assassino Paulo Henrique Elias Simões, no Jardim Guadalupe, à oeste da cidade.
Segundo levantamentos da policia militar no local, a vítima teria feito ameaças ao assassino… que acabou revidando com tiros! Quando os anjos do Samu chegaram, ao local, não havia nada mais a fazer.
Aos 30 anos, Elias tinha várias passagens pela policia por crimes leves tais como agressão, ameaças, estelionato, porte de arma, e direção de veículo sob efeito de drogas. No dia 21 de maio, quando dirigia sua caminhonete Hilux preta, Elias Catarino Junior bateu o veículo em um poste na Avenida Simões. Na ocasião, em sua casa no bairro do Cristal, os policiais apreenderam um revolver calibre 38 com cinco munições e três barangas de farinha do capeta. No dia 03 de julho ele foi flagrado pela policia conduzindo um Fiat Fiorino em zig-zag com o pneu furado. Ao ser abordado tentou fugir dos homens da lei e, levado para o pronto socorro, mais uma vez tentou fugir. Segundo o BO, Elias teria justificado sua agitação dizendo que havia acabado de usar cocaína.
A ultima aparição de Elias nas páginas policiais aconteceu no dia 08 de julho, semana passada, quando agrediu a esposa com socos no rosto e depois foi à portaria do Hotel do Juquinha onde discutiu e ameaçou um agente prisional, e acabou sendo preso.
Paulo Henrique Elias Simões, 23 anos, também tem varias passagens pela policia, por infrações de transito e uma por trafico de drogas. Ele não esperou pelos homens da lei para dar entrevistas, mas a batata está assando…! Agora vai responder também pelo 121 do CP.
Este foi o 4º assassinato do ano em Pouso Alegre, sessenta e cinco dias depois do terceiro.

Limpeza de praças e jardins publicos…

Onde termina a responsabilidade da prefeitura?
Onde começa a responsabilidade do cidadão?

IMG_2840[1]

O corte da grama – que já havia virado mato! – chegou ao Fatima I. Semana passada foi a roça propriamente dita. Nesta segunda, 17 de julho, os funcionários da prefeitura voltaram ao bairro para retirar o que havia sido cortado do chão. Vários funcionários com rastelos, carrinhos de mão, caminhão e até uma gigantesca maquina carregadeira! para recolher a sujeira. De quebra veio outra equipe com roçadeiras, numa atitude inédita, roçando as ‘sobras’. Pode-se dizer que os funcionários fizeram a barba e o cabelo na área verde do bairro!
O que mais chamou a atenção foi a quantidade de mato e lixo, que exigiu o uso da carregadeira. É bem verdade que o serviço estava defasado, o mato estava grande, pois a ultima roçada aconteceu lá no longínquo mês de março. No entanto, é importante salientar que boa parte do lixo recolhido pela prefeitura, saiu dos quintais, dos jardins das casas dos moradores! Mas como assim!!! Os jardineiros estão jogando o lixo dos jardins na área verde do bairro? É. Não só grama e podas de todo tipo de arvore, bem como latas de tinta, pinceis, vassouras, bolsas, sofás velhos e toda sorte de lixo!

Aqui, mal a equipe de limpeza terminou seu trabalho, alguém já mostrou seu nível de educação!

Após a limpeza geral, o bairro, ou pelo menos a área verde, uma das mais belas do município, ficou lindo e aconchegante. É preciso mantê-lo limpo. Em boa hora a Associação de Moradores do Fatima I, vai promover um Mutirão de Limpeza no bairro. O evento acontece neste sábado, 22, a partir das 09:00h da manhã. Diretoria e moradores irão se reunir na “Praça da Academia”, na Rua Ciomara Casceli, onde o grupo será dividido e iniciará a coleta de lixo por todo bairro a partir da Área Verde. A Associação fornecerá luvas e os moradores levarão sacos plásticos para recolher a sujeira. A ação, a primeira pratica da Associação recém-criada, pretende, além de completar a limpeza feita pela prefeitura, recolhendo plásticos, garrafas pets e outros ‘bichos’, a integração e conscientização dos moradores para a importância de se manter o bairro limpo e saudável.

Sabe-se que a limpeza e higienização de ruas, praças e jardins da cidade, dever da prefeitura uma vez que o cidadão paga seus impostos, é salutar. No entanto, a cidade tem outras prioridades, inclusive com outras praças e jardins. À seguir um cronograma, quando a equipe de limpeza concluir o serviço nas outras praças e voltar ao bairro daqui a três meses, – se tudo correr bem – o mato já terá tomado conta outra vez! Portanto, é necessário que o cidadão, mesmo aquele que paga em dia seus impostos, “reclame menos”… e faça alguma coisa a mais!

O Fátima II deve ser o próximo a receber a visita da equipe de limpeza… Está precisando!

E cada cidadão já estará fazendo uma boa parte, se não jogar seu lixo na área verde do bairro, que é pública e portanto é dele, mas que, também é do vizinho!
Um filosofo qualquer já disse: “Ambiente limpo não é o que mais se limpa… Mas o que menos se suja”!
Paralelamente ao evento, a diretoria da AMO-Fatima busca, junto à prefeitura entidades e pessoas interessadas, parcerias no projeto de ‘Adoção de Praças’, visando diminuir os gastos públicos com a limpeza e conservação da área verde do bairro Fatima I.

Pouso Alegre sem crimes…

No terceiro final de semana de julho, aconteceu apenas um roubo básico e 4 furtos na cidade!

Vários são os fatores para a queda na criminalidade na cidade mais populosa da microrregião do Sul de Minas, a segunda maior do sul. O frio certamente é o motivo mais quente! pois no inverno tudo se retrai, inclusive o ‘aninus matandi’! Tanto é verdade que, em 2016, quando a cidade presenciou 26 assassinatos, no período frio, do dia 09 de maio a 25 de julho, ninguém foi bater à porta de São Pedro em busca de hospedagem eterna. Foram exatos dois meses e meio sem crime capital em terras manduanas no ano passado. Mas há outros fatores extra clima inibindo a atuação dos meliantes:
– A atuação preventiva da policia militar;
– A eficiência na policiai civil na investigação dos crimes;
– A aplicação da lei pelo poder judiciário, mostrando à sociedade – especialmente à delituosa – que cometer crime… dá cana!
– Não podemos esquecer também o velho ditado que diz que depois da tempestade, – de homicídios no ano passado – sempre vem a bonança!
– É preciso levar em conta ainda que, dos vinte e seis homicídios de 2016, mais da metade envolveu desafetos ligados ao tráfico de drogas. Foram ‘acertos de conta’! Uma vez acertadas as contas, não há mais nada a cobrar! Que continue assim.
Apesar da calmaria, sempre tem um ou outro meliante desavisado navegando contra o vento…!
Ao menos quatro deles entraram em cena neste terceiro final de semana de julho em Pouso Alegre. Um arrombou uma Kombi que dormia ao relento no bairro Jardim Paraiso e furtou mis de cem pacotes de cigarros. Outro, ao deparar com um cidadão com o celular na orelha, na esquina da Rosario com Francisco Sales, às oito e meia da manhã, tomou-lhe o ‘radinho’! Um terceiro, aproveitando a distração da aposentada A.R., quando ela saia do banco Mercantil no meio da tarde ensolarada de sábado, puxou-lhe a bolsa do ombro e saiu correndo em direção à Baixada do Mandú.
Furto na garagem
O furto mais trabalhoso aconteceu durante a madrugada de sábado para domingo, na rua Lamartine Silva Paiva, no Jardim Olímpico. A moto Honda Fan 150, preta, placa PVS-6224, estava no interior da garagem da casa onde seu dono dormia. Para adentrar sem convite, o larapio usou uma chave mixa, e saiu empurrando a motoca. E deve tê-la empurrado por um bom trecho, pois a mesma estava com a bateria ‘arriada’!

Roubo do ‘baladeiro’
O único roubo do final de semana aconteceu no final da madrugada de domingo. A arma usada pelo assaltante foram os punhos e o par de 42! M.A.S.,30, que havia acabado de sair do “Republica” às cinco da manhã seguia para casa quando o crime aconteceu. O assaltante foi se aproximando de mansinho, tentando puxar prosa, até que, na gelada, deserta e macambuzia João Basilio, pulou sobre ele e desceu-lhe o borralho. Depois de joga-lo ao chão com um golpe na nuca, o lombrosiano tomou sua carteira com documentos e R$ 170 que havia sobrado da noitada. Tomou também o aparelho celular e, antes de dobrar a serra do cajuru, para garantir a subtração da res furtiva, ainda deu-lhe mais uns chutes.
A.M.S. ficou tão baratinado com a situação que somente no dia seguinte procurou a policia militar para registrar o BO.
Apesar da ‘fria’ imposta a estas cinco inocentes vítimas, em se tratando de criminalidade para uma cidade de 150 mil habitantes, foi um final de semana frio!
Que o ‘inverno’ dure muito…!

Ei tia…! Seu carro tá ´pegando fogo!!!

Mas o que queimou mesmo foram os 5 mil reais que a tia deu para o mecânico trocar a peça do carro!

(I.i.)


Passava a professora aposentada bela e formosa pela avenida Vicente Simões no meio da tarde desta terça-feira,11, conduzindo seu Renault Sandero, quando, ao passar por uma lombada de repente ouviu um barulho vindo aparentemente do seu carro. Ao olhar pelo retrovisor notou uma cortina de fumaça! No segundo seguinte um carro vermelho emparelhou ao seu e seus dois ocupantes gesticularam e alertaram:
– Tia, caiu uma peça… tem muita fumaça! Seu carro tá pegando fogo!
– “Óh, céus, óh Deus, óh vida – pensou a aposentada e parou seu carro na primeira brecha que deu.
Mal estacionou o carro, seu ‘salvador’ apareceu. Era moreno alto – não há registros se era bonito & sensual – e vestia uma blusa com emblema da Volkswagen. O solícito moço imediatamente se prontificou a ajudar a senhora. Após se informar sobre a seguradora pegou o celular dela e ligou para seguradora. Dois minutos depois chegou o mecânico da seguradora, também usando camisa com emblema da Volkswagen. Após avaliar o estrago o segundo mecânico disse:
– Lamento informar, mas a rebimboca da parafuseta queimou! Vai ter que trocar. A original de fabrica custa R$5 mil. A senhora vai ter que comprar a peça, mas como seu carro está na garantia, a seguradora repõe pra senhora a despesa. Posso ir buscar a peça?
A aposentada então foi ao banco, sacou R$5 mil e entregou ao funcionário da seguradora, enquanto o mecânico ‘trocava’ a peça queimada.
Ao chegar em casa e contar o fato ao filho, este ligou para a segurança da mãe e recebeu a seguinte informação:
– Não, não recebemos nenhuma ligação da cliente E.S.F. solicitando socorro ou peça para o Renault Sandero…
Neste momento a ficha caiu! E a professora se deu conta de que caíra num golpe. Seu Sandero não havia pegado fogo e nem soltado peça. Quem soltou uma peça qualquer de metal debaixo do seu carro quando ela passou na lombaba, foram os ocupantes do ‘carro vermelho’, obrigando-a parar. Eles são parceiros dos dois ‘mecânicos’ que simularam a troca da ‘rebimboca da parafuseta’…!
A única coisa que queimou neste embuste foram os cinco mil reais que a professora deu aos vigaristas!
A historia da professora aposentada E.S.F. tem uma particularidade…

Na manha do dia 26 de julho de 2016, um ano atrás, uma professora aposentada recebeu um telefonema em sua casa. O interlocutor dizia que havia sequestrado sua filha e exigia R$40 mil para soltá-la são e salva. Desesperada a professora pechinchou e conseguiu baixar o pagamento do resgate para R$9.900. No momento em que ela fazia as transferências para várias contas dos sequestradores no banco, o funcionário, percebendo seu nervosismo, conseguiu puxar sua linga, e ela contou que estava pagando o resgate da filha. Neste momento o bancário fez a perguntinha básica:
– A senhora já tentou ligar para o celular da sua filha?
Ela ligou… E descobriu que sua filha estava bela e formosa cuidando da vida lá na cidade do ET!
Felizmente o gerente conseguiu bloquear parte das transferências bancarias, e ela não perdeu tudo.
Mas qual mesmo a particularidade do caso?

A professora que caiu no golpe do “Tia, seu carro tá pegando fogo!”, nesta terça-feira, é a mesma professora que caiu no golpe do falso sequestro um ano atrás!
… Um raio às vezes cai duas vezes no mesmo lugar!

Policia Civil prende ladrão de carro e assaltante da enfermeira

Ele usou uma máquina de choque para subjugar e atacar as vítimas.

Luciano Gonçalves de Souza, o “Baiano” “Paulista” diz que o autor dos roubos é outro “Paulista”.

Luciano Gonçalves da Silva, o “Paulista” ou “Baiano” recebeu as pulseiras de prata da lei ao pé da manhã desta quarta, 12, no Cidade Jardim. Apesar de estar manso de gaiola, para evitar que ele batesse asas e levantasse vôo, o delegado Gavião e seus pupilos bateram à sua porta bem cedinho, e pegaram ainda no ninho. Embora não estivesse em flagrante, Luciano Baiano Paulista Gonçalves de Souza tinha a prisão preventiva decretada pelo Homem da Capa Preta, doutor Marcio Tulio L.Mota Naves, a pedido do delegado Renato Gavião. A investigação dos pupilos do delegado de furtos & roubos colocou Luciano na cena de ao menos dois roubos “chocantes” no comecinho deste mês.
No final da noite de sábado 1º de julho, o caminhoneiro J.B.N. estava dentro do seu Kadet, parado defronte a lanchonete do Gomes, perto da Medicina, esperando seu lanche, quando um macambuzio sujeito apareceu na janela, apontou uma pistola de choque e ameaçou eletrocutá-lo se ele não entregasse o carro. Mais tarde o Kadet foi vendido para dois moleques no Cidade Jardim por trezentos reais!
Segundo os moleques intrujões – que disseram que não sabiam que o carro era roubado! – eles o haviam comprado do tal “Baiano” ou “Paulista”.
Na aurora do domingo, 02 de julho, depois de uma noite de plantão no hospital Regional Samuel Libanio, a enfermeira J.D.R. voltava para casa pela Brito Filho, quando conheceu também a pistola de choque. Não só conheceu como sentiu os choques! Na tentativa de proteger sua bolsa ‘com tudo dentro’, ela foi agredida com socos, pontapés, puxões de cabelos e choques elétricos.
A dupla de assaltantes chocantes, que desceu o borralho na enfermeira e tomou sua bolsa com celulares e tudo mais, dobrou a serra do cajuru em um Fiat Palio Weekend… O Palio foi o fio da meada que levou os pupilos do delegado Gavião ao assaltante ‘chocante’.
Depois do ‘café na cama’ com os policiais em sua casa ao pé desta manhã de quarta, Luciano Gonçalves de Souza foi sentar-se ao piano do paladino da lei na DP… mas jurou de pés juntos que é inocente!
– Devo nada, não doutor. Já paguei minha cana tudo. Tô limpo. Quem fez essa fita aí da enfermeira foi o ‘Ditão’ e outro ‘maluco’ que tem o apelido de Paulista… Sou eu não senhor! O Kadet também foi desse Paulista. O carro tava parado na porta da minha casa… Só pedi para os moleques tirar ele de lá – afirmou o ‘cadeieiro véio’.

Luciano Baiano ou Paulista já passou 17 dos seus 40 anos atrás das grades paulistas e do Hotel do Juquinha, por roubos e trafico.


Se Luciano Gonçalves de Souza, figurinha fácil no álbum da policia, e no bairro Cidade Jardim, pelas alcunhas de Baiano e Paulista está dizendo a verdade, ele deve ter um irmão gêmeo univitelino! Com a mesma cara – e os mesmos hábitos – pois seu rosto estava no local dos dois crimes! Tanto a enfermeira quanto o caminhoneiro e uma testemunha que viu o assaltante levar o Kadet, reconheceram Luciano “Baiano” “Paulista” como sendo o assaltante da pistola de choque. Nos dois casos. Inocente ou não, ele voltou para o lar-doce-lar do Hotel do Juquinha! E pode ser reconhecido por outras vitimas em outros casos…

Roubo a residência no centro

A jovem filha de imigrantes chineses foi surpreendida, agredida e amarrada dentro do quarto onde dormia.
O roubo aconteceu à dez da manha ensolarada desta quarta-feira, 12, na esquina da Rua Com. Jose Garcia com Santo Antonio, no centro de Pouso Alegre.
A jovem Gong Chun-li foi arrancada dos braços de Morfeu por quatro violentos guampudos. Jovens e bem trajados, um deles brandiu uma chave de fenda e ameaçou matá-la caso ela gritasse. Outro cumpriu parte das ameaças usando os punhos contra seu rosto e seu estomago! E para ter certeza que ela não chamaria os pais que estavam na lanchonete da família no andar térreo, seguraram seu pescoço.
Em poucos minutos os assaltantes encontraram o que vieram buscar: cerca de R$30 mil que estavam numa gaveta da estante, vários cordões de ouro e documentos pessoais, incluindo passaportes dos comerciantes.
Para fugir em segurança, em um carro escuro estacionado na Rua Dom Assis, a poucos metros dali, os assaltantes amarraram pés e mãos da estudante. Depois de soltar os pés Gong Chun-li conseguiu sair à janela colocar a boca no trombone.
Para chegar ao quarto da vítima, os assaltantes usaram primeiro chave mixa para entrar no prédio, e depois arrombaram a porta do apartamento onde ela dormia.
Até o momento a policia ainda não achou o fio da meada que leva aos assaltantes ‘chineses’!

Roubo de moto no Santa Elisa

A vitima estava sobre a moto parada quando foi abordada pelos assaltantes.

(I.i.)


Parar a moto ou o carro numa estrada ou rua qualquer e permanecer nele com a chave na ignição, para falar ao celular, esperar ou alguem, ou namorar é dar sopa para o malandro em prato fundo! Só falta colocar um bilhete bem grande no para-brisa ou vidro traseiro com os dizeres:
“Olá senhor assaltante… Estou totalmente vulnerável! Assalte-me”
O cidadão R.C.P. não teve essa intenção, mas, querendo ou não, deu sopa para os malandros em prato fundo… De canudinho! E ficou sem sua Yamaha/MT-03.
O roubo aconteceu às quatro da tarde desta terça-feira, na avenida Vereador Antônio Augusto Ribeiro em Pouso Alegre, no bairro Santa Elisa, em Pouso Alegre. R.C. estava parado sobre a moto de placa HHO-7278 quando dois motoqueiros passaram por ali numa moto pequena e resolveram levar sua Yamaha. A abordagem durou menos de um minuto. O garupa saltou da moto preta, apontou o trezoitão para o jovem, tomou seu lugar na Yamaha e dobraram a serra do cajuru em direção ao centro.
Após o registro do roubo, a policia militar rastreou, mas não conseguiu achar os rastros da Yamaha 660 preta.

Medico é assaltado na rodovia

Na volta do plantão em Pouso Alegre, para Alfenas onde mora, ele parou para descansar e foi rendido por dois motoqueiros.

O roubo aconteceu na altura do KM 80 da rodovia MG 179, no trevo de Silvianópolis, ao pé da manhã desta terça,11. O medico J.M.G.Mota, que havia saído do plantão do Samu em Pouso Alegre, resolveu parar para dar um cochilo dentro do carro na beira da estrada, quando os meliantes o abordaram. Antes mesmo que ele cochilasse literalmente, a dupla de assaltantes aproveitou seu ‘cochilo’ de parar na beira da estrada, e tomou seu carro.
Os assaltantes estavam numa motocicleta Honda CG azul. Para convencer o médico a entregar seu Hyunday Elantra prata, placas de Varginha, os assaltantes exibiram uma pistola. Além do veículo, os assaltantes levaram também um notebook, uma mala de roupas e seus uniformes do Samu que estavam no interior do carro. Os assaltantes dobraram a Serra da Folheta em direção a São João da Mata.

PM prende formiguinha com pedra no sapato

Mas ele teria ‘passado batido’ se não tivesse com mandado de prisão.

A abordagem, a fim de checar denúncias de amigos ocultos da lei, aconteceu no final da tarde desta segunda,10, na Rua Juruá, na Baixada do Mandú. Ao dar a geral – ou meia geral! – os policiais constataram que formiguinha Igor Eduardo Silva Gonçalves estava limpo. Não portava nada ilícito. Mas, tinha contra si um mandado de prisão expedido pelo homem da capa preta. Por isso ele foi levado à presença do paladino da lei na DP.
Na delegacia os policiais perceberam que Igor andava com certa dificuldade, como se tivesse alguma pedra no sapato. E resolveram aliviar suas dores… Mandaram que ele tirasse o pisante! Era a pedra que estava incomodando! Aliás, varias pedras! Entre os dedos do formiguinha havia 11 pedras beges – duplamente – fedorentas!
Igor Eduardo Silva Gonçalves, 19, figurinha fácil no álbum da policia por trafico de drogas, já seria preso de qualquer forma por ordem do Homem da Capa Preta. As pedrinhas no sapato garantiram a ele mais 33!
Isso lembra a historia do “Vaninho” em 1983! Mas essa já é outra historia…