Trezeguê” desta vez se deu mal…

Ele invadiu a residência de um aposentado para roubar e saiu de lá direto para o pronto socorro, com pancadas na cabeça!

Faltavam poucos minutos para a ‘hora da mula manca’ desta terça-feira,12, quando o aposentado Darcy Raimundo da Silva foi lentamente despertado dos braços de Morfeu! Apesar da penumbra sonolenta do seu quarto ele pode perceber que havia um vulto soturno revirando seu guarda roupa! Ao tentar entender o que estava acontecendo, ouviu a voz cavernosa da assombração:
– Fica na sua aí coroa, senão te mato! – Ameaçou o assaltante, levando a mão à cintura, sugerindo estar armado.
Depois de pegar um relógio que estava em uma caixinha de madeira, a assombração da meia noite continuou vasculhando o quarto na presença da vitima, como se estivesse na sua própria casa.
Foi aí que o borracheiro aposentado resolveu reagir; pulou sobre o assaltante, rolou com ele na poeira, recebeu e distribuiu socos & pontapés e… levou a melhor:
– Eu consegui pegar um pedaço de madeira no chão da borracharia e dei uma paulada na cabeça dele – contou o aposentado de 73 anos.
Com a cabeça sangrando, o assaltante resolveu bater em retirada. Pulou a janela da cozinha, por onde entrara, passou pelo quintal da vizinha e ganhou a rua. Mas não foi longe! Sentou na porta da casa da vitima e ficou ali, sentindo as pernas bambas – com o relógio roubado na algibeira – esperando a chegada dos ‘anjos do Samu’. E com eles vieram também os homens da lei.
Luiz Guilherme Luciano de Souza Carimba, o “Trezeguê”, 23 anos, figurinha fácil no álbum da policia, foi levado para o nosocômio municipal. A medica que o atendeu, aconselhou ‘observância’ durante 24 horas para avaliação de danos neurológicos. Por isso o assaltante permanece internado no nosocômio sob escolta policial. Somente depois disso ele poderá ser levado para a DP, onde sentará ao piano do paladino da lei para assinar o 157.
O borracheiro aposentado, de 73 anos, que foi surpreendido na penumbra do seu quarto, também sentou ao piano e será processado pelas pauladas que desferiu na cabeça do soturno assaltante!
O frustrado assalto aconteceu no bairro Quenta Sol, na – quase – tricentenária São Gonçalo do Sapucaí, a 70 quilômetros de Poso Alegre!

Anúncios

PM fecha ‘biqueira’ do “Geléia”

Juliano Monteiro foi preso minutos depois de um nóia sair de sua casa com as narinas esbranquiçadas de farinha do capeta!

Denuncias de amigos ocultos da lei levaram a polícia às proximidades da biqueira do cidadão conhecido pela alcunha de “Ju Geleia”, no bairro Alto da Aparecida, em São Gonçalo do Sapucaí nesta segunda-feira, 11. Os policiais chegaram na noite ainda criança e ficaram à distância, filmando o movimento, até que um nóia se aproximou, fez a transação comercial, consumiu imediatamente o ‘produto’ e se afastou do local com as narinas esbranquiçadas pela farinha do capeta! Abordado e interpelado, ele não teve como tapar a luz da lua com a peneira… e deu com a língua nos dentes!
– Eu comprei a farinha do “Ju Geléia” por dez reais! – disse ele se encolhendo de medo do… traficante.
Juliano Monteiro, o “Ju Geleia”, 35, foi preso no minuto seguinte, perto de sua casa. Os dez reais do nóia ainda estava em sua algibeira. Na sua casa havia mais, muito mais. R$ 3.688 em dinheiro de porta de igreja! Droga mesmo havia pouca coisa: apenas 9 barangas de farinha do capeta, mocosada num buraco do muro do quintal. Havia também na cozinha, um rádio HT, ligado e sintonizado na frequência da policia. Se ele estivesse em casa, saberia que os homens da lei estavam na sua sombra!
Diante dos indícios e provas da traficância, “Ju Geléia” derreteu, quero dizer, desceu para a Delegacia Regional de Policia Civil de Pouso Alegre, na companhia da amasia Rafaela Isabel Garcia, que disse que não sabia de nada sobre as atividades do amasio!

Pedra, erva e farinha em São Gonçalo do Sapucaí

O tráfico de drogas na velha, quase tricentenária, cidade dos Inconfidentes, sofreu três reveses nesta quarta-feira,30 de agosto. Uma ‘guardadora’ de crack e um formiguinha foram presos. Só faltou ‘alcançar’ o dono de uma bolsa, que estava com meio quilo de maconha e 164 barangas de cocaína, recém chegada do Vale do Paraíba!

Droga que Marcia Batista apenas ‘guardava’ em sua casa para o “Binho”

A primeira investida da policia foi mediante mandado de busca & apreensão, às sete da manhã, no bairro São Jose. Marcia Batista Rodrigues recebeu os homens da lei na porta da sua casa. Ao ser interpelada sobre a denuncia de trafico que pairava sobre sua cabeça, ela foi franca e mostrou onde estava a droga, debaixo do sofá da sala: 100 pedras beges fedorentas prontinhas para o comercio. Mas deixou bem claro:
– Eu não vendo nada, sargento! Não sou traficante! Eu apenas guardo a droga para o “Binho” em minha casa. Em troca ele mantém as despesas da minha casa! – Declarou a jovem de 19 anos.
Ainda segundo a ‘guardadora’ de droga, até uma semana atrás ela guardava também um revolver para o traficante Anderson Jesus Bento, o “Binho”, que já estava com pulseiras de prata na viatura policial.
E já que o negocio da Marcia era guardar, ela sentou ao piano, assinou o 33 e foi ‘guardada’ no Hotel do Juquinha!
A segunda prisão do dia aconteceu no final da noite, no bairro Inconfidentes. Jeferson Teodoro Vicente foi preso com 10 barangas de maconha. Ele tentou vazar, tentou espernear e finalmente depois de preso tentou tapar o sol com a peneira, dizendo que a droga é para satisfazer o próprio vicio. Mas acabou assinando o 33.
No momento em que a polícia fazia a prisão de Jeferson Teodoro Vicente, amigos ocultos da lei se empolgaram, digitaram o 190 e denunciaram que um guampudo havia acabado de chegar do Vale do Paraíba trazendo uma bolsa cheia de drogas. Segundo a denúncia, o traficante estava exibindo a droga na Praça da Comunidade.
Ao perceber a chegada dos homens da lei, o traficante passou sebo nas canelas e tentou dobrar a serra do cajuru. Para ficar mais leve e facilitar a fuga ele deixou a valiosa bolsa para trás. Na bolsa havia um tablete de meio quilo de maconha, 125 barangas de farinha do capeta, uma balança de precisão e um caderno de anotações da clientela.
Welquer da Silva Nogueira, 18, conseguiu driblar e ganhar a ‘batalha’ dos policiais… mas perdeu a ‘guerra’ para a lei! Ele foi identificado e a policia já tem a materialidade do crime!
A batata está assando pra ele…!

* Noticia de ultima hora… o Kamikase caiu! Leia logo mais.

Filho atira no pai em São Gonçalo do Sapucaí

Tudo começou com desconfiança de infidelidade entre os pais!

O crime aconteceu no meio da manhã deste domingo,30, no bairro São Jose, na terra dos inconfidentes. Jurandir Teles de Lima, 41, recebeu um tiro de revolver calibre 32 na têmpora. Depois de receber os primeiros socorros no hospital local, ele foi levado inconsciente, em coma induzido, pelo helicóptero do Samu, para o Hospital Bom Pastor em Varginha, onde permanece internado em estado grave.
O tiro foi disparado pelo filho da vitima, N.V.O.L., 16, durante uma discussão justamente por causa da arma. O revolver calibre 32, com cinco projetis, teria sido adquirido na véspera pela vitima Jurandir, para ameaçar a esposa e os filhos adolescentes. Segundo apurou a policia militar no local dos fatos, Jurandir teria descoberto infidelidade da esposa, e para tal teria comprado o revolver a fim de matar o suposto rival.
– Ontem nós discutimos e brigamos por causa de traição conjugal. Depois da briga ele saiu de casa e voltou logo depois com uma arma e disse que ia matar as crianças se eu não contasse com quem eu estava traindo ele – contou a mãe dos adolescentes.
Ainda segundo A.O.L. os meninos dormiram fora, e quando chegaram em casa pela manhã, ela mostrou a eles onde Jurandir havia guardado a arma. Durante a luta pela posse da arma, o menor puxou o gatilho acertando um tiro na cabeça do pai.
Em virtude da discussão e ameaças do marido, sobre a tal infidelidade, Andreia teria tentado o suicídio, cortando o pulso e o pescoço. Ela também passou por atendimento médico no nosocômio municipal, onde foram constatadas as lesões.
N.V., 16 anos usa medicamento controlado, para epilepsia. Após se render e entregar a arma do crime, que estava no seu guarda roupa, ele foi levado para Delegacia Regional de Pouso Alegre, onde sentou ao piano e assinou o 121 c/c 14 do CP. Em todo o desenrolar do BO ele foi assistido pelo Conselho Tutelar e por uma psicóloga. Na tarde desta segunda ele será apresentado ao Ministério Publico de São Gonçalo do Sapucaí, o qual decidirá seu destino. Ambos, pai e filho, não tem passagens pela policia.

Abandono de incapaz em São Gonçalo

A mãe deixou as crianças sozinhas em casa e foi pra ‘biqueira’!

O majestoso Hotel do Juquinha… Novo endereço da mãe desnaturada!

A noticia de que três criança estavam, há dias, vivendo sozinhas em casa, chegou ao Conselho Tutelar de São Gonçalo do Sapucaí através de vizinhos. Quando a denúncia se repetiu, nesta terça,10, a conselheira de plantão voltou ao local e constatou o abandono. Na casa havia três crianças, sendo uma de 12, outra de 11 e outra de sete anos “por conta do Abreu”. As crianças abandonadas não souberam informar o paradeiro da mãe.
Depois de algumas diligencias com base em informações de vizinhos, a mãe das crianças foi encontrada pela policia. Ela estava na ‘biqueira’ do cidadão conhecido por “Juliano”. No momento da abordagem policial, a mãe desnaturada estava mamada e chapada, violenta e agitada. Além do terrível bafo de jiboia, ela ainda mantinha nas narinas os resquícios de farinha do capeta recém consumida.
Fabiana Cristina de Figueiredo, 37, recebeu as pulseiras de prata da lei, pegou carona o taxi do contribuinte e foi sentar-se ao piano do paladino da lei na delegacia regional de Pouso Alegre. De lá, depois de assinar o 133, foi se hospedar no Hotel do Juquinha, onde poderá ficar de seis meses a 3 anos.
As três crianças foram acolhidas na “Casa Lar” por conta do Juizado da Infância e Juventude.

Fim da linha para Inhainha

O traficante assaltante foi preso no início da madrugada deste domingo. Na ocasião portava um Smith & Wesson mas preferiu não sacar…!

“Pote tanto vai à fonte, que um dia volta quebrado”! Assim é a vida criminosa. Assim é a vida de William Marques da Silva, o “INHAINHA”!

O garoto, que não tem o nome do pai na certidão de nascimento, cresceu nas ruas da velha São Gonçalo do Sapucaí fazendo feiúra. Desde tenra idade mantêm intima ligação com as drogas. Ora usando, ora distribuindo…
E como é um garoto atiçado, Inhainha resolveu logo cedo ampliar seu leque de crimes. No dia 06 de maio do ano passado, ainda com 17 anos, ele e outros dois comparsas assaltaram uma Van de sacoleiros. William Inhainha, Anderson “Gandula” e Yago “Louva Deus” abordaram a Van no momento em que o motorista ia sair para São Paulo, onde fariam compras. Pegaram uma dúzia de sacoleiros de sacolas cheias.

Outro dia Inhainha reuniu outro grupo de ‘parças’, e foram assaltar um restaurante na beira da Fernão Dias. Talvez por que era 1º de abril, tudo deu errado. No momento em que ele apontava o trabuco para a cabeça do comerciante, chegou ao local, casualmente, um policial militar à paisana, acompanhado da esposa. Deu zebra! Foram tiros para todo lado. O policial acabou ferido, não prendeu ninguém, mas o assalto ao posto foi por agua abaixo. Um dos assaltantes e outros dois colaborares foram presos em Pouso Alegre horas depois e deram toda a fita.
William Inhainha, que completou 18 anos no dia 07 de janeiro, teve a prisão preventiva pedida pelo paladino da lei de São Gonçalo do Sapucaí. Aliás, o Homem da Capa Preta expediu dois mandados; um pelo assalto ao posto e outro por tentativa de homicídio do policial.

A prisão do traficante assaltante foi cumprida na noite deste domingo, 09. Ele estava na casa do pai no bairro “Quenta Sol”. E estava bem escondidinho! Dentro da cama box! Inhainha levava na cintura um Smith & Wesson com seis azeitonas no tambor e outras dez na algibeira. Mas, com a casa cercada por homens da lei, Inhainha preferiu não sacar o Smith & Wesson! Recebeu as pulseiras da prata da lei e foi se hospedar no Hotel do Juquinha.
Apesar da prisão e de todo currículo do Inhainha, não se surpreenda se ele não criar raízes na cadeia. É que ele tem pelo menos tres pontos favoráveis…
Primeiro: a maioria dos seus BOs é do tempo em que era “dimenor”… E crime cometido por ‘dimenor’, sabemos que “dá nada, não”;
Segundo: Se ele não receber uma sentença condenatória nos próximos 89 dias (prazo processual) qualquer causídico poderá impetrar habeas corpus em seu favor, até mesmo o Defensor Publico, pois sua prisão estará ilegal. – Pra ficar mais de 90 dias preso sem condenação só for policial!
Terceiro: Como Inhainha é primário, pois apesar dos inúmeros BOs, nunca foi condenado, deverá pegar pena mínima, e ainda assim reduzida de um terço por ser menor de 21 anos, e, basta não tentar fugir do Hotel do Juquinha que terá bom comportamento e, portanto, poderá sair das grades depois de cumprir um sexto da pena! Ou seja: apesar de todo furdúnçio que o garotão andou fazendo em São Gonçalo do Sapucaí, e ter crimes que poderiam lhe garantir mais de vinte anos vendo o sol nascer quadrado, pode ser que ele volte para a terra dos Inconfidentes antes, bem antes do Natal de 2017! Afinal estamos no Brasil… E no Brasil as leis são assim!!!

PM prende assaltante de postos de gasolina

O moço cometeu pelos menos dez roubos à mão armada entre São Gonçalo do Sapucaí e Pouso Alegre nas últimas semanas!

A prisão do assaltante aconteceu as nove da noite desta segunda-feira, 27, na Rua Romeu Campos, na Baixada do Mandú em Pouso Alegre. E não foi fácil! O assaltante tentou fugir, recusou as pulseiras de prata e foi necessário rolar com ele na poeira.
Jeferson Teodoro Vicente, 23, estava mocosado na casa de um amigo, possível comparsa em alguns dos roubos cometidos por ele nas últimas semanas na região. Os policiais chegaram até ele através de denúncias de amigos ocultos da lei, informando que o mocó abrigava uma quadrilha inteira. Quando chegaram ao mocó da rua Romeu Campos, Jeferson estava tentando guardar uma motocicleta Yamaha Fazer 250, azul, dentro de casa. O meliante tentou se esconder num quartinho dos fundos, mas não foi feliz. Os policiais entraram mesmo sem convite e o prenderam.
Antes de receber as pulseiras de prata, o fujão tentou quebrar o próprio celular atirando-o ao chão, provavelmente com intuito de apagar seus arquivos com mensagens pouco católicas!
A moto Fazer azul que o meliante tentava esconder dentro de casa, é produto de furto na cidade de Tres Corações. Nas últimas semanas a moto foi vista em vários assaltos na cidade de São Gonçalo do Sapucaí.
Pego com a boca na botija, com a res furtiva sem placas e sem lacre, o meliante não teve como tapar o sol com a peneira… E confessou – por enquanto – meia dúzia de roubos na região. Ele estava na cena do crime de roubo à Auto Peças Brandão, Auto Peças Fonseca e Posto Avenida, todos perpetrados no dia 20 de março na cidade de São Gonçalo do Sapucaí.
Segundo o próprio Jeferson, ele cometeu tais crimes em parceria com o meliante Wellington Oliveira, o “Tomate”.
A arma usada nos crimes, um revolver cromado, não foi localizada pela policia.
– Eu vendi o revolver por R$ 1 mil reais. – contou o assaltante, sem ficar vermelho!
No momento da prisão do intrujão da moto Fazer azul, chegou ao mocó o cidadão Leandro Pereira Messias, dizendo ser o dono do imóvel. Na ocasião ele conduzia seu GM Classic prata. Num dos roubos ocorridos na cidade São Gonçalo do Sapucaí em novembro passado, um GM Classic prata deu fuga aos autores do roubo de um Space Fox, que fugiu em direção à Cordislandia. Tanto Leandro quanto Jeferson juraram de pés juntos que -deste roubo, – são inocentes.
Jeferson Teodoro Vicente e Leandro Pereira Messias pegaram carona no taxi do contribuinte e foram sentar ao piano do paladino da lei na DP, onde foram enquadrados no crime de receptação.
O delegado de crimes contra o patrimônio deverá agora pedir a prisão preventiva de ambos e dos demais comparsas nos roubos. Eles têm ainda muita coisa pra contar…
Wellington “Tomate” não estava no mocó da “Baixada do Mandu” ontem à noite, por isso não sentiu o frio das pulseiras de prata. Mas a batata está assando pra ele…!

*** Abrace seu filho… Não deixe que as drogas o abracem!

Policia Civil prende Galinha em Heliodora

O fugitivo carioca era procurado desde o final do ano passado quando matou a tiros um ex-vereador na Baixada Fluminense!

A prisão do bandido aconteceu ao pé da manhã desta quinta-feira, 16. Ele estava trabalhando numa lanchonete em Heliodora, cidadezinha mineira no sul do estado, que homenageia a musa do inconfidente Tomas Antônio Gonzaga, autor do celebre poema… “Barbara bela do norte estrela, que o meu destino sabes guiar…”.
A polícia civil de Pouso Alegre soube do paradeiro de Galinha através de denúncias de amigos ocultos da lei nesta quarta-feira, 15 e armou a arapuca. Quando o sol mostrou os bigodes na manhã desta quinta, 16, a mando do inspetor Balca, os detetives Valdo e Davi, de Natércia e de São Gonçalo do Sapucaí, já estavam de campana na bucólica pracinha da cidade. Tão logo entrou na lanchonete, na qual trabalhava, Galinha ouviu a frase de gelar a espinha:
– “teje preso”! – e recebeu as pulseiras de prata.
Alexandre Magno de Aquino Sampaio, o “Galinha”, 30, era procurado pela justiça carioca desde o final do ano passado. Ele estava com a prisão preventiva decretada por conta do assassinato do ex-vereador e ex-policial militar aposentado, Nelson Gomes de Souza, o Nelson Lilinho. O crime capital contra o político aconteceu no dia 16 de dezembro do ano passado no bairro Tomazinho em São João do Meriti, na Baixada Fluminense. Galinha e o ‘parça’ Rodrigo Siqueira Moura teriam matado o desafeto em terras fluminenses por causa de uma briga de transito. Os assassinos que estavam numa moto atiraram quatro vezes contra o ex-vereador. Dois tiros acertaram sua cabeça. O comparsa de Galinha foi preso no mesmo dia. Galinha bateu asas, dobrou a serra da cajuru, a Serra das Araras, e foi se esconder na cidadezinha das cachoeiras, a 54 quilômetros de Pouso Alegre.

Fim da linha para o “Galinha” Fluminense…


Além do assassinato do político, o meliante carioca é figurinha fácil no álbum da polícia por furtos, receptação e estelionato. A última vez que ele viu o sol nascer quadrado foi em dezembro de 2013, quando então saiu em liberdade condicional.
Enquanto espera bandeira 2 no Taxi do Magaiver para São João do Mariti, Galinha ficará hospedado no Hotel do Juquinha.

Preso o assassino de Careaçu

A policia chegou até ele através de denúncias de amigos ocultos da lei.

Fim da linha para o assassino passional...

Fim da linha para o assassino passional…

Marcelo da Silva Candido, assassino de Sandra Andreia de Morais, foi preso no final da manhã desta quinta-feira, 16, em um posto de gasolina na BR 267, perto de Seritinga, a cerca de 180 quilômetros do local do crime!
O assassino da ex-esposa estava sentado no canteiro defronte o posto comendo um marmitex comprado no restaurante ‘Bistecão’ quando os homens da lei chegaram. Ele não esboçou reação. Ao receber as pulseiras de prata, Marcelo admitiu que havia atirado na ex-esposa.
O crime ocorreu na noite de quarta-feira, 08, na casa de Sandra Andreia de Morais no centro de Careaçú. Andreia morreu dois dias depois, na sexta, 10.
Dada a gravidade, covardia, ameaças e premeditação do crime, Marcelo da Silva Candido, 41, estava com a prisão preventiva decretada pelo Homem da Capa Preta da Comarca de São Gonçalo do Sapucaí desde o dia seguinte aos tiros.
foto-2017-andreia
Ele contou que depois de disparar os três tiros na cabeça da ex-companheira de 15 anos, na frente dos dois filhos imberbes do casal, fugiu pelos fundos da casa, passou por um brejo e se embrenhou na mata, depois ganhou a rodovia e saiu andando a esmo até ser preso. O revolver calibre 22 usado no crime, ele disse ter perdido no mato.
Marcelo da Silva Candido, 41, deverá aguardar o julgamento atrás das grades e, após condenado, dificilmente deixará o Hotel do Juquinha antes de 2030!

Policia Civil queima drogas…

… E o crack virou fumaça!
img_16701
A ultima dor de cabeça que os 100 quilos de crack aprendidos pela PRF no ultimo sábado deu à policia civil de Pouso Alegre, foi às quatro da tarde desta segunda-feira, 23! Dor de cabeça causada pela fumaça da queima da droga! Mas durou pouco… em menos de dez minutos cerca de milhão de reais em drogas, virou fumaça! A pedra bege virou fumaça negra, fedorenta!
img_16781
A droga foi incinerada nas fornalhas da Cerâmica Pouso Alegre. Por ordem do Homem da Capa Preta de São Gonçalo do Sapucaí, jurisdição na qual os 100 quilos da droga foi apreendida, peritos colheram amostras de cada um dos tabletes de crack.
img_16881
Além do delegado Gilson Baldassari, responsável pela queima da droga, estiveram presente no local detetives, peritos, representante da Vigilância Sanitária do município, representante da OAB, representante do Ministério Publico e naturalmente este colunista policial.
img_17121

img_17211