PM prende Diná no Cidade Jardim

O formiguinha escorregou na pedra bege fedorenta e caiu nos braços da lei!

A prisão do pequeno traficante Leandro Oliveira da Silva, 31, o Diná, aconteceu às dez da noite desta quinta-feira,02. Ele estava no portão de sua casa quando os homens da lei passaram e, como quem tem culpa no cartório teme e treme, ele tremeu ‘na base’, e saiu correndo para o interior da própria casa em direção ao quarto. Mas os policiais entraram fungando no seu cangote e não deram tempo a ele de dispensar a causa do temor..! Ele levava na algibeira, segundo o BO, 47 pedras beges fedorentas!
Diná é figurinha fácil no álbum da polícia. Em novembro passado, depois de escapar ileso de uma busca & apreensão, ele fez o clássico gesto de puxar o gatilho na direção dos homens da lei: acabou preso por ameaças! Dias depois, numa batida de drogas, escapou pelo vão dos dedos dos policiais.
Ontem, foi dia de caçador. Diná sentou ao piano do paladino da lei, assinou o 33 e mudou-se do Cidade Jardim para o Hotel do Juquinha.

Mais uma farra de assaltantes de bancos na região…

Mas desta vez o tiro saiu pela culatra!
img_17261

O barulhento roubo permeado de tiros para o alto, tiros em lâmpadas, tiros em câmeras de segurança, tiros em lojas adjacentes e tiros até no quartel da polícia, aconteceu na pequena Senador Amaral, cidadezinha de pouco mais de 5 mil habitantes emancipada no final do século passado, a cerca de 70 quilômetros de Pouso Alegre. O modus operandi e até alguns dos assaltantes foram os mesmos que fizeram a farra vinte e quatro horas antes em Cambuí, a vinte quilômetros dali. Os bandidos, desta vez em número ainda maior, pareciam estar fazendo um pic-nic nas ruas da cidade. Se divertiram tanto que acabaram fazendo caca… Roubaram até farmácia, cheia se fraldas e até brinquedos infantis! Assaltantes elitizados, organizados, que buscam milhares ou milhões de reais em bancos, agem em silencio, não fazem tanto barulho, não chamam tanto a atenção… não roubam pirulitos! Numas das 12 lojas invadidas no centro de Senador Amaral, bandidos roubaram uma cela para cavalo! Noutra, uma casa lotérica roubaram centenas de “raspadinhas”. Caso uma delas esteja premiada, será o assaltante voltará à casa lotérica para buscar seu premio?
E foi o excesso de barulho, o excesso de ousadia, entre elas um assalto tão perto do outro quando a polícia nem havia ainda saído de cena, e o furto em pequenas lojas, que o tiro saiu pela culatra! As escarpas da serra da Mantiqueira ainda no estado mineiro até a cidade de Socorro no estado vizinho, passando por Pedra Bela, ficaram coalhadas de policiais civis e militares de Minas e de São Paulo, incluindo um helicóptero de Belo Horizonte, na caça aos assaltantes barulhentos.
E era dia de caçador! Depois de uma patrulha paulista trocar tiros cum um grupo de assaltantes próximo à Pedra Bela e outra patrulha mineira perseguir outro grupo próximo à Munhoz, três deles foram presos na cidade paulista de Socorro. Um deles, Luciano Mosca, nas horas vagas, quando não está desafiando a policia e aterrorizando a população das pequenas cidades com tiroteios de madrugada, é vendedor de “espetinhos” em Socorro!
Com a prisão dos três assaltantes, se a policia tiver autonomia para interroga-los, será possível desbaratar o restante da quadrilha, que pode ser responsável por pelo menos quatro dos roubos à bancos na região neste início de ano.

Quadrilha sacode Cambuí… De novo!

Quarenta minutos de tiroteio e duas agencias bancarias assaltadas! Para dificultar reação da polícia, marginais colocaram fogo em um caminhão na Fernão Dias.

Ser sacudido da cama pelo barulho de tiroteios, explosões e incêndios em bancos no centro da cidade no meio da madrugada, não é mais privilegio de moradores das grandes cidades! A pequena Cambui de 28 mil habitantes, a 140 quilômetros de São Paulo e 50 de Pouso Alegre, também já vive este drama. Quadrilhas altamente organizadas resolveram fazer de Cambui o quintal de casa! Nos últimos doze meses assaltantes de bancos fortemente armados ‘tocaram o terror’ na cidade dos Sales, Chiaradias e Lambert! A ultima investida foi na madrugada desta terça-feira, 31.
A ação coordenada da quadrilha começou por volta de três da manhã. Atrás de uma pistola, três ocupantes de um Gol preto obrigaram o caminhoneiro Edson Ferreira Vieira a parar seu caminhão Ford cargo carregado com pranchas de madeiras na Serra da Canguava. Os assaltantes atravessaram o caminhão na pista, jogaram gasolina na cabine e atearam fogo! No espaço mínimo que sobrou no acostamento, suficiente para passar um veiculo pequeno de cada vez, os assaltantes espalharam “miguelitos”, – pequenos artefatos de metal para furar os pneus de quem tentasse passar. Além da carga de pranchas de ‘pinus’, documentos pessoais, cartões bancários, celular e R$ 2 mil, que estavam na cabine do caminhão de Congonhal, viraram cinzas!
O terror no centro de Cambui começou vinte minutos depois. Duas agencias bancarias foram atacadas: Santander e Caixa Econômica Federal. Cerca de dez homens participaram da ação criminosa. Além de tiros com armas de diversos calibres para amedrontar a população, eles usaram explosivos dentro e fora dos bancos. Várias lojas na vizinhança foram danificadas pelos tiros e explosivos. Os reforços policiais que partiram de Camanducaia e Extrema foram retardados pelo caminhão em chamas e pelos “miguelitos” ao pé da serra!
Numa mostra de ousadia, os assaltantes deram tiros até nos prédios da polícia civil e da polícia militar! Segundo moradores, com carros e motos, os meliantes estavam em vários pontos da cidade dando tiro à esmo, apavorando e mantendo a polícia à distância. Foram cerca de quarenta minutos de tiroteio. Além dos danos nos bancos, os assaltantes danificaram com tiros portas de lojas, janelas de residências, câmeras de monitoramento das ruas, fachada de igreja matriz, Casa Paroquial e base da PM.
Com as portas das lojas “Ótica Retina” e “RR Sports” estilhaçadas, ladrões pés de couve da cidade aproveitaram para roubar óculos de sol e materiais esportivos. Mais tarde a PM prendeu quatro destes meliantes oportunistas e recuperou parte da res furtiva. Os gerentes dos bancos não souberam informar o que foi roubado.
Apesar dos reforços policiais das cidades vizinhas, os assaltantes – mais uma vez – conseguiram dobrar a serra do cajuru.
Quando o ‘dia de tormenta’ – ou seria madrugada da tormenta? – amanheceu, a polícia encontrou dois dos carros usados pelos bandidos abandonados nas cercanias do município; uma caminhonete Toyota Hilux preta com placas de São Paulo, perto de Senador Amaral, e o Gol preto perto do Rio do Peixe.
Neste momento uma equipe da Policia Federal de Varginha está na cidade avaliando os ‘estragos’ e tentando levantar pistas dos assaltantes!

Ladrões da Adolfo Olinto usaram carro ‘emprestado’ para o roubo

– O Bruno me pediu o carro para ir a uma entrevista de emprego – contou o dono do carro usado no roubo.
O frentista Luiz Guilherme de Melo e seus amigos e colegas de trabalho, alguns deles parentes de Bruno Cesar Costa, ainda estão tentando entender “o que deu na cabeça dele” para cometer o roubo!
– Ele é um sujeito bom, de família boa, conhecido aqui no bairro! Quando ele me pediu o carro emprestado para ir a uma entrevista de emprego na cidade, eu emprestei… Jamais ia pensar que ele ia usar o carro para roubar uma residência! – contou o frentista.

Bruno Cesar pediu carro emprestado ao amigo frentista para cometer o roubo com os comparsas.

Bruno Cesar pediu carro emprestado ao amigo frentista para cometer o roubo com os comparsas.


Bruno Cesar da Costa foi preso a pouco mais de cem metros do posto Cervo, onde pretendia devolver o Ford Ka ao frentista.
– Ainda bem que ele foi preso antes de devolver o carro pra mim, senão eu estaria ainda mais encrencado! – emendou Luiz Guilherme.
O roubo em questão aconteceu ao meio dia desta segunda, na Rua Adolfo Olinto, centro de Pouso Alegre. Ao chegar em casa para o almoço como faz diariamente, o Sr. Walter Oliveira, aposentado do BB e atualmente gerente administrativo de uma empresa da cidade, foi rendido no portão por três assaltantes. Eles alegaram que eram policiais, arrancaram Walter do carro e lhe colocaram uma presilha nos punhos. Quando ainda na garagem, antes de entrarem na casa, surgiu a esposa de Walter e começou questioná-los. Atraída pelos gritos da mãe, apareceu também a filha do casal. Durante a breve confusão, a esposa conseguiu sair para a rua e pedir socorro. Os bandidos apavoraram. A princípio queriam que a jovem abrisse o portão para pegarem a esposa de volta. O controle do portão eletrônico não funcionou. A muito custo a jovem conseguiu abrir o portão lateral e os três assaltantes saíram, abortando o roubo. Para não serem incomodados pelas pessoas que começavam se aglomerar na rua, o que portava a arma voltou a gritar:
– É policia, é policia…! – e embarcaram no Ford Ka.
A placa do veiculo, anotada pelos vizinhos, levou a polícia rapidamente ao dono do carro. Antes de chegar ao frentista, os policiais chegaram ao assaltante Bruno Cesar, na rodovia MG 179, a poucos metros do local onde ele havia tomado o carro emprestado. Os demais comparsas do frustrado roubo foram presos numa casa no bairro Cidade Jardim pouco tempo depois. Um quarto elemento, Wagner Pereira do Carmo, que estava com eles na casa no momento da abordagem deu mais trabalho. Ele fugiu e chegou a se esconder debaixo da cama da casa de uma vizinha!
Na casa dos ladrões trapalhões a policia apreendeu uma moto Yamaha YBR 125 prata, suspeita de ter sido usada em crimes recentes em Pouso Alegre.
Dos quatro envolvidos no malfadado roubo, apenas Diego Cesar da Costa, 24 anos, tem passagem pela polícia. Ele foi preso por trafico em Betim no ano de 2012.
Bruno Cesar da Costa, continua desempregado. Pelo menos agora tem hospedagem gratuita no Hotel do Juquinha

Assalto ao amanhecer no Massaranduba

Assaltantes, usando carro roubado em São Gonçalo, levaram R$ 8 mil do mercadinho!

Os comerciantes Tiago e Janete ainda estavam levantando as portas do Mercadinho Vista Alegre quando os primeiros fregueses do dia chegaram. Os quatro guampudos saltaram de um VW Fox branco usando capuzes, coletes balísticos e trabucos e não queriam comprar nada, queriam dim-dim! Atrás das ameaças de puxar o gatilho, o quarteto tomou uma bolsinha das mãos de Janete, a qual continha mil reais trocados, e o molho e chaves do mercadinho e da residência, no andar superior do estabelecimento. Enquanto dois dos assaltantes mantinham Janete de cara no chão, os outros dois levaram Tiago à residência e lá roubaram outros R$7 mil. Ao perceber o assalto ainda no térreo, uma filha da vítima se trancou no banheiro e não foi percebida pelos assaltantes.
O Fox branco, roubado na cidade de São Gonçalo do Sapucaí na noite anterior, foi encontrado batido num barranco no bairro Serrinha, nas proximidades do local do roubo.
Segundo levantamentos da polícia militar, um dos assaltantes é morador do vizinho bairro Volta Redonda, suspeito de outros crimes contra o patrimônio no bairro!

Roubo frustrado à residência no centro de Pouso Alegre

Ladrões desistiram do roubo e fugiram num Ford Ka. Para abrir caminho e evitar perseguição de populares, um deles exibiu a arma e gritou que eram policiais!
img_17291
PM acaba de prender os três assaltantes!
img_17301

O roubo aconteceu ao meio dia desta segunda-feira,30, na Rua Adolfo Olinto no coração de Pouso Alegre. No momento em que abria a garagem de sua residência, o Sr. Walter Oliveira Paiva foi abordado por três sujeitos armados. Sob a mira de um trabuco, ele foi obrigado a entrar em sua residência e foi imediatamente amarrado com presilhas de plásticos. No momento que tentavam amarrar a esposa da vítima, ela conseguiu fugir e saiu para a rua gritando por socorro.
Diante da trapalhada, os assaltantes desistiram do roubo e fugiram. Já na rua, um dos assaltantes guardou a arma que levava na mão e gritou que eram policiais! O trio fugiu do local em um veiculo Ford Ka branco.
img_17311Minutos depois do registro do crime, seguindo o rastro dos assaltantes trapalhões, a polícia militar apreendeu o Ford Ka em poder do cidadão Bruno Cesar da Costa, no bairro do Cervo, município de Pouso Alegre. Sua prisão levou os policiais ao demais comparsas no bairro Cidade Jardim. Numa operação de cinema de ‘quinta’, Marcio Santiago de Lima, Diego Miranda da Silva e Wagner Pereira do Carmo também receberam as pulseiras de prata. Neste momento os ladrões trapalhões da Adolfo Olinto estão sentando ao piano do paladino da lei na DP! A arma usada no crime, um revólver calibre 32, foi apreendido num terreno baldio no bairro Faisqueira. Eles devem responder por roubo tentado e cárcere privado!

Quatro roubos no fim de semana

Duas vitimas são agentes prisionais…!

Desde as 18h de sexta-feira 27, até as seis da manhã desta segunda, 30, a PM registrou 125 BOs em Pouso Alegre. Neste último fim de semana de janeiro tivemos:
– 1 tentativa de homicídio,
– 4 roubos ‘pés-de-couve’,
-14 furtos e
– 4 apreensões de drogas.

* Assalto às gentes prisionais
O roubo mais significativo aconteceu ao pé da noite de sexta-feira, 27, no bairro Recanto dos Fernandes. As vítimas são duas mulheres coincidentemente agentes prisionais. Elas passavam pelo local às onze da noite quando um guampudo branco, de estatura mediana e cabelos encaracolados se aproximou e fez a proposta indecente:
– Passa o ‘radinho’ senão lhes desço o borralho!
Uma delas, J.S.D. 22, se recusou a entregar o celular… E entrou no borralho! Foi jogada ao chão e recebeu socos e pontapés na cabeça! E foi roubada assim mesmo! Diante da brutalidade do assaltante, R.R.P. não reagiu… e também ficou sem o celular!
As jovens funcionárias do Hotel do Juquinha foram socorridas pelos seus pares e levadas ao pronto socorro do Hospital Regional Samuel Libânio. Segundo elas, o assalto não tem nenhuma relação com suas atividades profissionais, pois trabalham na unidade prisional do município há menos de um mês. Foi era coincidência!
* Me dá um cigarro?
Mais tarde, já no início da madrugada de sábado, outro roubo na Vinicius Meyer, próximo ao posto Tiger. A abordagem do assaltante foi bem original! O jovem M.K.F. passava distraidamente pelo local pensando na morte da cabritinha, quando o assaltante se aproximou montado numa bicicleta velha e pediu um cigarro!
– Desculpe, eu não fumo, brother… – disse o jovem.
– Então me passa tudo que tem, se não quiser morrer… – emendou o assaltante da bicicleta velha brandindo uma faca!
Como o jovem M.K.F. naturalmente não queria morrer, entregou seu celular e sua carteira com documentos e R$400.
* Assaltada no ponto de ônibus
A jovem D.N.O.D.C. foi assaltada às dez e meia da noite de sábado na Com. Jose Garcia. Ela estava no ponto de ônibus e no momento em que abriu a carteira para conferir se o passe estava lá, um sujeito sombrio encostou uma faca no seu umbigo e tomou a carteira de suas mãos… E dobrou a serra do cajuru em direção à Avenida Alberto de Barros Cobra levando a carteira amarela com o passe e R$150.
foto-2017-praca-joao-pinheiro

* Um abraço e um roubo.
O roubo pé-de-couve mais sutil do fim de semana aconteceu na Praça João Pinheiro, mais conhecida como ‘praça da rodoviária velha’ de Pouso Alegre. O Garotão C.D.S., 13 anos, estava sentado num dos bancos da praça esperando os amigos para irem à missa na Igreja São Benedito, quando o crime aconteceu. Um sujeito moreno, forte, de estatura mediana, usando regata verde, bermuda jeans e chinelos, sentou-se no banco ao seu lado, estendeu o braço por cima do seu ombro num abraço e disse baixinho:
– ‘Na moral’, por favor, passa seu celular!
Diante de um pedido tão sutil e educado, o garoto de 13 anos entregou seu Samsung J2 branco de capinha azul. Com um sorriso maligno nos lábios, próprio de quem toma doce de criança, o assaltante se levantou e calmamente saiu andando pela Cel. Jose Inácio.

Tentativa de homicídio no Jardim Yara

Depois de uma viagem de confraternização, irmão tenta matar irmão…

O sinistro aconteceu no final da noite deste domingo na Rua das Rosas no Jardim Yara em Pouso Alegre. Por motivos fúteis e banais, Jonathas Roberto de Oliveira tentou matar o irmão Luiz Alberto de Oliveira a golpes de faca.
O desentendimento entre Abel & Caim começou na cidade de Cachoeira de Minas. O pivô da briga teria sido o motorista do ônibus no qual viajavam. Jonathas e Luiz Alberto voltavam de uma confraternização na cidade e Paraisópolis quando então Jonathas começou uma discussão por motivos fúteis com o motorista do ônibus. Ao intervir na discussão, a favor do motorista, Luiz Alberto foi agredido pelo irmão com um tapa no rosto. Para sanar o atrito o motorista obrigou Jonathas a descer na cidade de Cachoeira de Minas enquanto Luiz Alberto seguiu viagem. Às dez da noite Jonathas chegou à casa dos pais e retomou a discussão com o irmão… e tentou matá-lo a golpes de faca.
Segundo o boletim médico do hospital regional Samuel Libanio, para onde foi levado, Luiz Alberto, 32, recebeu três golpes de faca; um na perna, um nas costas e outro na cabeça. Ele passou por cirurgia e seu estado é delicado.
Jonathas Roberto de Oliveira, 23, com passagens pela policia por ameaças e uso de drogas, não esperou a chegada da polícia para dar entrevistas. Mas a batata está assando pra ele!

Policia prende preso no presidio…

… O fugitivo da APAC havia usado o nome do primo ao ser preso com drogas!

Denuncias de amigos ocultos da lei levaram a policia militar a uma biqueira de drogas em São Gonçalo do Sapucaí no meio da tarde desta sexta- feira,27. No local, uma tapera abandonada, os policiais prenderam quatro sujeitos: Joaquim Gabriel Souza Ângelo, 24, Douglas Oliveira de Franca, 31, Igor Orozimbo da Silva, 20 e Anderson Eduardo Xavier Paz, 20. Com eles foram apreendidas pequenas porções de drogas que caracterizam tanto o uso quanto o trafico de drogas. Segundo levantamentos da PM, Douglas e Quinzinho são ‘empregados’ do notório traficante “Inhainha”, da terra de ‘Barbara bela…’! Ele não estava presente no muquifo para receber as pulseiras e prata.
No inicio da noite se sexta, depois de sentarem ao piano e assinaram o 33, Douglas e Quinzinho foram se hospedar no conturbado Hotel do Juquinha. Ambos deram números redondos à superlotação do presidio: 800 presos!

Ao usar o nome do primo para assinar o 33, Ricardo Inojosa 'engordou' um pouquinho sua capivara!

Ao usar o nome do primo para assinar o 33, Ricardo Inojosa ‘engordou’ um pouquinho sua capivara!


Mas será que eles eram ‘eles’ mesmo?
Joaquim Gabriel Souza Ângelo, o “Quinzinho”, não despertou suspeita. Mas Douglas Oliveira de Franca tinha uma tremenda cara lavada!
– Parece que eu já vi essa cara com outro nome! – pensou um dos agentes do presídio.
– Ele me lembra um antigo preso, de Camanducaia, que foi transferido para a APAC! Um tal de Inojosa – pensou outro!
– Parece que eu vi a cara dele no Blog do Airton Chips esta semana! – pensou um terceiro.
E viram mesmo!
A cara grande de Inojosa está estampada no Blog desde o início da semana. Ricardo Bezerra de Inojosa, 31, é um dos quatro presos que desistiram da “recuperação” e fugiram da APAC no final da noite do último domingo! Um deles, o Adalberto Resende da Costa, se arrependeu e voltou para a
APAC de livre e espontânea vontade dois dias depois. Ricardo Inojosa foi vender maconha em uma biqueira em São Gonçalo.
Ao ser submetido a exames de biometria, o fujão da APAC finalmente abriu o livro…
– Eu sou mesmo Ricardo Inojosa. Quando caí em São Gonçalo eu dei o nome do meu primo, Douglas Oliveira de Franca! – confessou o fujão.
Caída a máscara, o traficante de São Gonçalo e fujão da APAC, dono de extensa ficha criminal onde se vê furtos, roubos, extorsão e trafico de drogas, foi fazer uma breve visita à delegacia de policia onde sentou ao piano e assinou mais um BO para engordar a capivara… Falsidade ideológica!

* Ah, o “primo” Douglas Oliveira de Franca existe, e responde a processos por ameaça, furto e tentativa de homicídio!

Policia prende ‘mula’ na rodoviária de PA

Maconha, crack e cocaína seguiam de Itajubá para Três Corações! O traficante quase conseguiu ludibriar os homens da lei!

As drogas e o mula seguiam num ônibus semelhante a este!

As drogas e o mula seguiam num ônibus semelhante a este!


Os passageiros que viajavam de Itajubá para Ouro Fino no início da noite desta sexta-feira, 27, tiveram um pequeno contratempo. É que o ônibus da empresa gardênia, ficou parado mais de meia hora na rodoviária de Pouso Alegre! Segundo uma passageira, leitora do “Blog do Airton Chips”, os policiais retiraram um passageiro, ficaram conversando com ele durante meia hora e somente depois liberaram o ônibus para seguir viagem.
O passageiro retirado do ônibus é Douglas William Fonseca, 23. Ele viajava de Itajubá para três corações, com baldeação em Pouso Alegre. Segundo a polícia militar, ele estaria levando drogas para a ‘terra do Rei Pelé’. A droga, no entanto, não foi encontrada com ele. Depois do interrogatório no terminal rodoviário, onde Douglas jurou de pés juntos que era um bom menino, ele e o ônibus no qual viajava, foram liberados para seguir viagem.
Enquanto Douglas aguardava livre, leve e solto no terminal rodoviário, os policiais receberam nova denúncia de um amigo oculto da lei, provavelmente da mesma pessoa que havia feito a denúncia anteriormente:
– O mochila dele com a droga continua no ônibus que está indo para Ouro Fino – dizia a voz num sussurro! – ela está escondida atrás da última poltrona do ônibus.
O ônibus da ‘mochila verde-branca’ novamente foi interceptado pela polícia. Desta vez na MG 290 a caminho de Ouro Fino. De acordo com a denúncia anônima, lá estava a mochila quietinha atrás da última poltrona do coletivo. Em seu interior havia drogas variadas: maconha, crack e cocaína.
Apreendida a materialidade do crime, os policias voltaram a abordar o mula. Douglas William Fonseca ainda estava, ressabiado, na rodoviária de Pouso Alegre esperando o ônibus para Três Corações. Mas acabou pegando o taxi do contribuinte para a DP. Depois de sentar ao piano e assinar o 33 ele fez a última viagem do dia, no Taxi do Magaiver, para o Hotel do Juquinha!