Apac… A ultima fronteira!

Quando os pais falharem…
Quando os professores falharem…
Quando o promotor da infância e da juventude falhar…
Quando os homem da capa preta da infancia e da juventude falhar…
Quando o Hotel do Juquinha falhar…
…Tente a Apac!

A Apac-Pouso Alegre está instalada numa área de 6 alqueires às margens da MG 290

A Apac-Pouso Alegre está instalada numa área de 6 alqueires às margens da MG 290

Mario Otoboni esteve visitando a APAC de Pouso Alegre neste sábado, 03. Na sala de multimídia do Regime fechado, o fundador da entidade prisional, hoje com 86 anos, falou durante duas horas. Não falou mais porque o coordenador do evento não deixou, pois se deixasse ele estaria falando até agora. E estaríamos com o queixo dolorido de tano dar risada!
Não, não… Mario Otoboni não é um humorista de stand up! É que ele tem conhecimento, tanto carisma, tanto ‘tempo de voo’ com um microfone, tanta história para contar, que cada ‘causo’ que ele conta, cada experiência vivida, em cada frase que diz ele consegue inserir uma piadinha!
Mas o viajado e ilustre palestrante, fundador da APAC há quatro décadas e meia, fala de coisa séria. Ele propõe matar o criminoso… Para salvar o homem! E tem conseguido.
Esta é enésima vez que Mario Otoboni visita a Apac de Pouso Alegre desde sua criação em 2003. Já se tornou cidadão pousoalegrense por causa disso. Sua experiência, sua vivencia e suas palestras foram fundamentais para a instalação da entidade na Comarca. Quando soube, durante a palestra, que a Apac manduana irá promover mais um curso para novos voluntários, a partir deste mês, ele se ofereceu para voltar à entidade durante o curso para ministrar uma das aulas.

Mario Otoboni, 'tutor' de tantos 'meninos', recebendo o exemplar do livro

Mario Otoboni, ‘tutor’ de tantos ‘meninos’, recebendo o exemplar do livro “Meninos que vi crescer”, deste colunista.

A visita do criador à entidade ‘filha’ é sempre motivo de festa, de alegria. Não só os voluntários e convidados, mas também os recuperandos querem desfrutar da sua presença. No final da palestra, cercado de meninos que vi crescer, conversei com ele.
– Sei que são tantos os momentos marcantes vividos pelo Sr. nestes 45 anos de Apac… o Sr. Poderia destacar um deles? – perguntei.
– De fato são tantos, que eu cometeria injustiça se destacasse um… – respondeu depois de ficar sério, franzir a testa e olhar o vazio por alguns segundos.
– Com tanta transformação na sociedade, com tanta inversão de valores nas últimas décadas, com tanta violência nos presídios, o ‘Método Apac’ ainda tem aplicação na recuperação do criminoso?
– Continua mais atual do que nunca … – respondeu o ‘criador’, desta vez sem pestanejar. E acrescentou:
– Se não existisse, eu o criaria hoje… O método Apac, alicerçado na doutrina cristã, é o único caminho para recuperar criminosos…
Conversei também com alguns dos “meninos que vi crescer”. A mudança se percebe na fisionomia e na fala…
– Eu era muito moleque e irresponsável. Agora estou percebendo o que é a vida… – disse-me o garoto Alex, personagem de várias manchetes policiais aqui no blog a pouco mais de dois anos.
– Posso tirar uma foto com o sr…. Para mandar pra minha família? – Quis saber o recuperando Jeferson Maciel, um dos ganhadores do concurso de resenha literária da entidade, já abrindo o sorriso e posando para a foto.
Um dos mais empolgados com a nova perspectiva de vida é o recuperando Lucio Gaudino, ‘menino que vi crescer’ junto com os meus no bairro da Saúde. Bem trajado, bem barbeado, solícito e educado ele se orgulha de ser o presidente do Regime fechado. Tem sob sua responsabilidade o comportamento de dezenas de recuperando.
– Vou sair daqui outro homem, sr. Chips – diz ele confiante, com os olhos brilhando.
Próximo de 90% dos presos que cumprem pena na Apac se recuperam, se tornam homens outra vez. O sistema apaqueano é tão eficiente – e é o único capaz de fazer isso – que se espalhou por vinte e sete países. Inclusive Estados Unidos e Alemanha. Só no Estado de Minas Gerais são 70 unidades da Apac. Trinta e oito delas já instaladas, matando criminosos, salvando homens – e mulheres.

Padre Mario Borghi, pessoa indispensável  na Apac.

Padre Mario Borghi, pessoa indispensável na Apac.

Apesar da possibilidade única oferecida pela Apac, alguns escorregam…! Quando o leitor lê a manchete aqui no blog: “fulano abandonou a recuperação na Apac e dobrou a serra do cajuru”. É isso mesmo… Ele desistiu da recuperação, desistiu dele mesmo! Ele se enquadrou nos 12 ou 13% dos que não se recuperam!
Por isso, quando o velho advogado, que em 1972 teve um insight e criou a Apac, afirma que a entidade prisional é única capaz de recuperar o criminoso, ele não está sendo imodesto.

Lucio Gaudino - de branco em pé- , responsavel pelo regime fechado, muito próximo de ganhar a liberdade.

Lucio Gaudino – de branco em pé- , responsavel pelo regime fechado, muito próximo de ganhar a liberdade.

Na Apac há vida sem medo, sem carranca, sem rancor. Na Apac todos trabalham, todos produzem, todos aprendem, todos – que querem – se transformam. Na Apac o criminoso morre à mingua… e ressurge o homem. Na Apac o preso recupera a saúde física e moral. Essa recuperação se vê nos corpos fortes e nos rostos sorridentes dos recuperandos. Essa começa a partir do momento que ele enxerga uma nova perspectiva, e renova a esperança na vida! É comum depararmos com presos fazendo planos para o futuro, quando retomarem a liberdade. É comum vermos presos cuidando de pequenas tarefas, que lhe foram confiadas, com a responsabilidade que jamais tiveram quando estavam em liberdade. O maléfico ócio foi expulso do regime prisional da Apac. Os recuperandos tem hora até para dormir. Mas continuam presos! Continuam privados da liberdade de ir e vir até pagarem seus débitos com a justiça. Portanto não é exagero dizer:

Apac, unica prisão capaz de matar o criminoso... e salvar ao homem!

Apac, unica prisão capaz de matar o criminoso… e salvar ao homem!

Quando os pais falharem…
Quando os professores falharem…
Quando o promotor da infância e da juventude falhar…
Quando o homem da capa preta da infância e da juventude falhar…
Quando o Hotel do Juquinha falhar…
…Tente a Apac!

Anúncios

Esqueça os desaforos do trânsito…

… Leve paz para casa!

None

None

Era uma quarta-feira comum do final de maio de 2016 na cidade de Guaxupé, cidade de cerca de 70 mil habitantes perto de Poços de Caldas. Um carro parou próximo de uma escola para desembarcar uma criança e no momento em que estava com a porta aberta passou por ali um caminhão se entregas.
O motorista achou que o espaço era pequeno, buzinou pedindo passagem, e, logo que passou, o passageiro do caminhão mostrou seu descontentamento pela perda de sete ou oito segundos exibindo o ‘dedo médio’…!
O motorista do carro, que havia parado alguns segundos para deixar a criança na porta da escola, também mostrou seu descontentamento, com gestos!
Naquele momento estava começando uma história trágica, que marcaria para sempre a vida dos familiares de ambos… Naquele momento, os sete ou oito segundos que um cidadão interrompeu do outro, levará anos para serem esquecidos!
foto-2017-briga-no-transito-com-arma
O que se passou a partir daquele momento, tem duas versões…!
O motorista do caminhão de entregas, contou que o motorista do carro parado na porta da escola, foi atrás deles, sacou uma pistola e matou friamente o seu ajudante!
O motorista do carro contou que, depois do incidente foi para casa e mais tarde, quando foi a um supermercado, encontrou casualmente o caminhão de entregas e novamente foi provocado e insultado pelo ajudante. E, na iminência de ser agredido pelo moço que mostrara o ‘dedo médio’, teve que se defender, atirando nele!
O motorista do carro era sargento da polícia militar. Ele naturalmente foi preso, autuado em flagrante e recolhido ao quartel do 20º BPM em Pouso Alegre.
Nos dois dias em que ficou preso, ele aparentava tranquilidade. Conversou o indispensável com as poucas pessoas com as quais teve contato na grade da cela na hora das refeições. No silencio taciturno da prisão, ele refletia sobre o acontecido, até que tomou uma decisão…! Dois dias depois de ter matado o ajudante de caminhão, o sargento foi encontrado morto dentro da cela! Ele usou as mangas da blusa de moletom para pendurar-se na cama! Dois pais de família, dois homens pacíficos, dois filhos de Deus, mortos em 48 horas por causa de sete segundos perdidos no transito! Tudo por conta de um ‘desaforo’ que ninguém quis levar pra casa…!!!
Mas quem disse que é preciso levar desaforos para casa?
Casos como o do sargento e o ajudante de caminhão de Guaxupé são corriqueiros no transito. Com consequências menos trágicas, acontecem todo dia em nossas cidades e estradas. Acontecem na ida para o trabalho, na volta do trabalho, na hora do passeio, na hora da escola das crianças, enfim…
A quantidade de veículos no transito é cada vez maior! E nossa tolerância no transito é cada vez menor! Os pequenos desaforos de sete segundos aparecem na esquina a todo instante… Uma hora somos nós que recebemos! Outra hora somos nós que cometemos!
foto-2017-briga-no-transito-gato
Mas quem disse que é preciso levar desaforos para casa?
Viver em sociedade implica dividir tempo, dividir espaço, dividir responsabilidades…!
Mas implica também somar paciência, somar educação, somar gentileza, somar tolerância!
Somar para trocar pelos desaforos do dia-a-dia…
Portanto, alimente sua paciência e distribua tolerância, gentileza, sorrisos e paz no transito.
Hoje em dia é chique dizer aquela frase: “O que você pensa sobre mim é um problema estritamente seu”.
Então seja independente e inteligente com relação aos desaforos do transito também! Quando receber um desaforo, diga mentalmente:
“O seu desaforo para comigo, é um problema exclusivamente seu”! Fique com ele. Eu não vou leva-lo para casa…! E siga em frente distribuindo sorrisos e gentilezas.
O desaforo no transito só vai atingi-lo… se você aceitar!
Esqueça os desaforos… Leve paz para casa!
Mas para levar gentilezas e tolerâncias para o transito, duas coisas são essenciais:
– Querer, e
– Alimentar
Primeiro é preciso ‘querer’ ser gentil e paciente no transito. É preciso ‘escolher’ a paz…!
E para ter essa gentileza, essa tranquilidade, essa paz no transito, é preciso alimentá-la.
Para alimentar a paciência, alimentar a paz, alimentar a tolerância, alimentar a gentileza no transito, é preciso conversar diariamente com Deus… Antes de sair de casa!
foto-20217-cristo-ii
Fale com Deus…
Peça paz e paciência, mas principalmente, proponha ser pa-cí-fi-co! independentemente da impaciência e falta de educação do outro! Proponha fazer a sua parte! E faça a sua parte.
Se quem está do seu lado no transito, não conversou com Deus… o problema é exclusivamente dele!
Antes de sair de casa… peça a companhia de Deus!
E vá para o transito com Deus! Assim, no final do dia, você voltará para casa, para sua família, sorrindo!

A diferença está no patriotismo…!

Na terra do Tio Sam, os cidadãos não esperam o 7 de setembro ou o 15 de novembro para exibir suas bandeiras. Elas permanecem o ano todo tremulando defronte suas casas!
img_13261
Estou passando umas semanas à sudoeste de Nova York, na pequenina Morganville, distrito de Marlboro, estado de New Jersey. Estou a passeio, com a família, na casa de minha cunhada. No entanto, impossível não observar o tempo, a natureza, a infraestrutura, os costumes, a cultura… um pouco da vida do americano.
No inverno faz frio de verdade. Tudo bem que o país está bem acima da linha do Equador! A temperatura média no início de inverno fica na casa dos 3 graus, obrigando as pessoas a saírem à rua com quilos de agasalhos de lã. Se chover com temperatura inferior a zero, não é chuva… É neve! – Pegamos uma de um palmo no dia 17!
Na terra do Tio Sam não se almoça, come-se lanche! Refeição mesmo só uma vez por dia… à noite. Arroz com feijão, esqueça! Até que tem, mas o ‘beans’ é doce e vem em lata. O arroz também tem, mas é só para matar a saudade! E não há cristo que consiga deixa-lo solto! Nem fritando durante meia hora…!
As estradas também são estradas de verdade, bem sinalizadas, largas e sem buracos. Até os minúsculos acessos a plantações de milho tem asfalto…! A sinalização de transito, tanto suspensa quanto ao rés da pista, é só para quem sabe dirigir, mesmo! Apesar dos longos ‘anéis e lacinhos’ para mudar de via, e das extensas rotatórias para mudar de sentido direcional, é muito comum você chegar nos cruzamentos e deparar com dois semáforos: um vermelho e outro verde, lado a lado…! Aqui não dá para seguir o fluxo. Aqui você tem que saber, mesmo, o que está fazendo para não ficar que nem cego em tiroteio, e não atrapalhar o fluxo formigante de veículos. Apesar do emaranhando de pistas e opções a seguir, não há acidentes! O motorista estressadinho, o desatento ou o lerdo, por aqui não faz nem para o fumo…!
img_13471
Interessante é a preferência que as crianças tem no transito! Quando o School Bus – aquela jardineirinha amarela com detalhes pretos – entra num bairro para buscar ou devolver os pequenos estudantes, os carros que vem atrás param… Os que vem de frente também param! Só se movimentam depois que a jardineirinha-abelhinha vai embora.
Perigo mesmo no transito são os veados! Eles desfilam belos e faceiros abanando o cotozinho de rabo branco pelos jardins e quintais das casas e ruas,e, às vezes, apesar da corridinha de gazela, acabam atropelando os carros! Os esquilos idem!img_15451
O comercio por aqui é robusto, viçoso e diversificado. À margem das estradas largas, de três pistas que vão e que voltam, riscando e rabiscando a topografia quase plana, pintada de cinza-marron das folhas das arvores desfolhadas, a cada dez milhas tem um centro comercial com Shopping, Wal-Mart, Marshals, Mc Donalds, CVS Pharmacy e outras lojas – em prédios baixos separados – onde se compra desde alfafa e pregos a Polo e Hollister!
As casas não precisam de muro, pois não há ladrões pés-de-couve… E não há ladrões porque existe lei & punição. O ladrão por aqui é preso e espera na cadeia o momento de sentar no colo, desculpe, ao piano do homem da capa preta. E a audiência não demora mais do que uma semana! Aqui não tem Lei 9.099… O vacilão não paga cesta básica… Paga cana! Xilindró! Hotel do Juquinha! Se não aprende pelo amor, aprende pela dor! -Talvez por isso os Estados Unidos tenham a maior média prisional do mundo: 700 presos para cada 100 mil habitantes. Mas também pudera, aqui em pleno século XXI, ainda se paga recompensa pela captura de bandidos como no velho oeste do século XIX…! Na fantástica e quase mitológica Nova York, locais estratégicos ostentam cartazes com fotos de bandidos procurados e o crime que ele cometeu!
“Reward – Recompensa $2.000 dolares”
Tem meliante por aqui que vale até 10 mil dólares. Isso ‘só’ pela informação que possibilite aos homens da lei a apresentar-lhes as pulseiras de prata! Aqui, quem entrega bandido para a justiça, não é cagueta, não é X9! É, de fato, amigo da lei… Está cuidando da segurança da sociedade! E pode ganhar até dez mil dolares!
Além das belas e sinalizadas estradas, das casas de madeira com grandes quintais totalmente abertos, uma das coisas que mais chamam a atenção por aqui são os cemitérios… Tem um em cada esquina! Espaçosos, baixos, planos, com túmulos rente ao chão, e sem muros ou cercas. Apenas uma lapide padronizada na cabeceira de cada tumulo. Tudo limpinho e florido, mas sem exageros. Se o defunto sentar encostado na lapide pode passar o resto da vida curtindo o movimento do transito!
img_15321
Uma das coisas mais caras aqui é o IPTU. Uma casa padrão Fatima I ou II ou Altaville paga cerca de $19 mil dólares por ano de imposto. O detalhe é que 70% desse valor é aplicado na educação fundamental no município arrecadador! E as crianças tem que estudar na escola do município onde paga imposto e, portanto, o cidadão exige ensino de qualidade. E a qualidade do ensino, por sua vez, valoriza o imóvel.
Por aqui a saúde ‘não é’ dever do estado! Por isso quem mora aqui paga seu plano de saúde. Quem vem passear faz ‘seguro saúde’ antes de sair do seu país. Uma simples consulta de sintomas de resfriado aqui não sai por menos de $1,5 mil dólares… só para dar entrada no hospital! Algo em torno de cinco mil reais. – Minha passagem custou setecentos dólares no início do ano. Sem seguro saúde, se eu precisasse ficar internado no hospital por três dias, eu teria que ficar ‘internado’ no país lavando pratos durante um ano para pagar a conta!
acfj79301
Falando em impostos, você que tem o habito de levar aquela listinha de compras e, à medida que que vai enchendo o carrinho já vai somando os produtos, reserve uns trocados para pagar o imposto. Ele é somado no valor total da compra. Isso é muito bom, pois você sabe quanto está pagando de imposto! Cada Estado tem um valor diferente. Aqui em New Jersey é 7%. Exceto roupas e alimentos. Carro, o sonho de consumo de todo cidadão, que no Brasil custa acima de 40% do veiculo, aqui custa sete e meio por cento!
Além da qualidade dos produtos comerciais daqui, que são feitos para ‘funcionar e durar’, e dos serviços públicos que visam não o prestador, mas o destinatário deles dos serviços, o que mais chama a atenção na terra do Tio Sam, é o espirito patriótico! O americano tem orgulho de ser americano. Se a situação político-econômica está ruim, o cidadão não fala em deixar o país. Se o governante não cumpre suas propostas, se ele envergonha o país, sai o governante… O cidadão não joga a tolha, e não fala em deixar sua terra! Aqui o incomodado não se muda… Muda quem está incomodando…!
E o povo quer sempre mais. Obama fez um governo progressista, seguro e pacificador… – como fez FHC – Mesmo assim, a candidata que prometia segui-lo, perdeu a eleição!
Mas o americano está com a pulga atrás da orelha com a escolha que fez! O povo está com medo do ricaço falastrão Donald Trump…! O país está em suspense, aguardando o 20 de janeiro e os primeiros meses do novo governo!
E a reciproca é verdadeira…
Donald Trump soltou o verbo durante a campanha política, bem ao estilo populista! Falou aquilo que o povão queria ouvir… por isso venceu a eleição! Mas sabe que não poderá fazer nem metade do que disse que faria. E não é apenas o Congresso Americano que irá colocar-lhe o freio… O povo é que irá mantê-lo no cabresto!
Apesar disso, o povo ainda tem medo… Pois não sabe que tipo de arma terá que usar para manter Trump nos trilhos! Sim, porque aqui a máxima de Abraham Lincoln jamais saiu de moda:
“O poder vem do povo, pelo povo e para o povo”!
Enfim… relevo, clima, hábitos, cultura, leis de transito, impostos, cemitérios…, cada povo tem os seus. É essa diversidade que faz a beleza do nosso planeta.
Mas, e a riqueza???
Bem, aí já são outros quinhentos!
Aí já depende da origem e do objetivo de cada povo…
O americano veio da Inglaterra… para enriquecer na América!
O brasileiro veio de Portugal… para fugir da lei! Inclusive o Rei Dom João VI, que veio com a coroa entre as pernas, de medo de Napoleão.
No entanto, como disse o grande líder espiritual Chico Xavier: “Você não pode voltar atrás e fazer um novo começo, mas você pode começar agora e fazer um novo fim”.
Então meu amado povo brasileiro, vamos ser mais patriota; vamos ser mais altruísta; vamos usar nosso sagrado direito democrático; e ‘escrever um novo futuro’?

* Postado em Morganville às tres e meia da tarde, hora do Tio Sam, o país mais rico do mundo, seis e meia da tarde no Brasil, o país que um dia será tão rico quanto!

O “Ano Novo” começa hoje!

Dez em cada dez brasileiros vão repetir o mantra neste fim de ano:
“ Ano novo, vida nova”!
Muitos vão cantar, ou ao menos cantarolar, o verso:
“ Este ano… eu quero paz no meu coração”!
nascimento-de-cristo
E no dia primeiro, depois dos festejos regados a muitas loiras geladas e suco de gerereba, vão levantar bem tarde e vão ficar esperando a “vida nova chegar”!
E ao longo dos dias, das semanas, dos meses, vão ficar esperando a paz entrar no seu coração…!
Vão cansar de esperar…
Vão perder a esperança, vão se irritar. Vão se aborrecer. Vão atritar. Vão ofender. Vão magoar. Vão se magoar. Dezembro vai chegar. O réveillon vai chegar e as pessoas continuarão na vida velha, sem paz no coração… E vão repetir o mantra novamente:
““ Ano novo, vida nova””!
“ Este ano… eu quero paz no meu coração”!
… E o ciclo se repetirá!!!!!!!
E nada irá mudar…, se as pessoas não mudarem!!!
Nada irá mudar se as pessoas não verem a vida nova vibrando a cada instante!
A vida se renova a cada dia.
A cada momento que você sair à janela, você verá uma coisa nova!
A cada momento uma pessoa nova estará passando na rua!
A cada momento as arvores estarão balançando diferente.
A cada momento uma criança estará sorrindo.
A cada momento uma flor se abrirá…
A cada momento um passarinho estará cantando…
As nuvens estão constantemente dançando no céu!
A cada momento o ‘novo’ está se renovando!
A todo instante a paz está batendo à sua porta
Voce só tem que abrir os olhos e deixar o ano novo entrar!
Voce só tem que abrir seu coração e deixar a paz entrar…
O ‘novo’… somos nós que fazemos!
nascer-do-sol
Não adianta repetir o mantra e o verso na noite de réveillon…! E cruzar os braços e ficar esperando tudo mudar!
Não espere acordar às onze e meia da manhã do ‘dia primeiro’ e encontrar aquele carro tão sonhado brilhado na garagem;
Não espere conseguir aquele emprego da ‘sua vida’ só porque é ano novo!
Não espere passar no concurso, se você não estudou!
Não espere conquistar a mais bela gata da escola se você não souber ronronar.
Não espere chegar ao alto da montanha, sentado na sombra, sem dar os passos para isso…
Não espere fazer aquele cruzeiro para o Caribe se você ainda nem aprendeu a nadar!
… E não procure além das montanhas, a paz que seu coração almeja…, A paz já está do seu lado, na sua frente, te cutucando para chamar sua atenção! Basta abrir o coração e deixa-la entrar…
A paz está naquele sorriso, que você não viu.
A paz está naquele sorriso, que você não deu.
A paz está naquele elogio, que você não fez.
A paz está naquele centavo, que você não estendeu…
A paz está naquele pão, que você não distribuiu!
A paz está naquele afago da brisa da noite, que você não sentiu.
A paz está naquela criança, com a qual você não brincou.
A paz está naquela ofensa, que você não perdoou.
A paz está naquela magoa…, que você guardou!
A paz está no seu coração… Mas você, não expressou!
O ano velho está chegando ao fim e um novo vai começar… Mas se você ficar de braços cruzados olhando para as paredes, o novo continuará velho! Nada vai mudar!
Caminhe, sorria, brinque, estenda a mão, perdoe, ame… Sinta a presença das pessoas, ouça o pulsar da natureza, sinta o calor do sol da manhã, contemple o pôr do sol, sinta a brisa suave da noite, olhe para o alto, converse com Deus…!
Sinta a presença do ‘novo’, e você sentirá a paz transbordando do seu coração!
por-do-sol

Vida nova, não é o que o mundo vai fazer para mudar sua vida…!
Vida nova, é o que você vai fazer para mudar o mundo!
Pense nisso! E mude… E encontre a paz que todo dia sorri pra você!
Feliz “dia novo”…!

Incêndio em carro no São Camilo

O sinistro aconteceu por volta de nove e meia da noite de domingo, 06, na Rua Maria Onilia Pedroso, no Bairro São Camilo, em Pouso Alegre. Em dado momento o veículo Citroen C/3 AirCross conduzido pela senhora Marta Helena Silvério apresentou defeito na embreagem e começou soltar fumaça e cheiro de queimado pela capu. Como manda a cartilha, Marta Helena que estava na companhia do marido e dos filhos pequenos, imediatamente saltaram do veiculo! E como moram ali perto, acreditando que se tratava de superaquecimento ou algo parecido no radiador, foram para casa esperar o esfriamento do motor.

Minutos depois quando voltou ao local, o carro estava todo em chamas! Um vizinho já havia chamado o corpo de Bombeiros os quais atenderam o chamado e contiveram as chamas.

Curiosos que passavam pelo local, no entanto, imediatamente divulgaram as fotos do sinistro nas redes sociais. Em seguida comentaristas e repórteres do “ZAPZAP” juntaram a noticia do encontro do cadáver queimado e putrefato debaixo da ponte do Rio Mandu, ao incêndio do Aircross… E espalharam na Internet que uma família inteira havia sido encontrada carbonizada dentro do carro queimado!

Na verdade ninguém se feriu. Apenas o Citroen Marron, 2011, placas de Natércia, sofreu avarias generalizadas e foi rebocado pela seguradora!

“Entre mortos e feridos… Todos se salvaram”!

Nascimento do blog

DSC04677“Há sete anos criei o jornal impresso “FOLHA de Pouso Alegre”. No meu primeiro contato com o leitor escrevi um conciso e ufanista Editorial justificando sua criação e propagando que tínhamos fôlego para virar o ano político e caminhar com as próprias pernas… Errei feio! Consegui circular por 23 semanas e fechei o escritório no mais absoluto vermelho! Com independência política e de pensamentos, mas no vermelho.

Fiquei alguns anos sem passar perto de um teclado. Mas sempre bisbilhotando o que meus colegas estavam escrevendo nos jornais.

Muitas vezes tive vontade de voltar, mas não encontrava razão. Afinal, escrever o quê?

Para quem?

Quem está interessado em ler jornais do interior, cheio de classificados, de propaganda de veículos e de releases dos órgãos públicos?

Matutei, matutei, matutei… Debrucei sobre o velho dilema; “quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha”? Ou; “é fresquinho porque vende mais… ou vende mais porque é fresquinho”?

Afinal, o cidadão não lê jornal porque não tem conteúdo… ou é inútil escrever conteúdo, pois o cidadão não lê?

Você sabe responder com precisão? Eu também não…

Mesmo assim não consegui ficar longe dos meus leitores! Ainda que sejam pouco mais de meia dúzia…

Mas se meia dúzia de leitores se derem ao trabalho de ir à banca na sexta feira comprar o jornal por minha causa, já sou um colunista feliz. Vai que cada um destes leitores fale de mim para um amigo seu…, o amigo fala para outro, que fala para outro, depois de amanha já serão mais de… quinze!

Mas espere aí… o que o meu falecido jornal e agora minha coluna no Folha de P. Alegre tem a ver com este Blog?

Tudo, ué!

DSC05384   Se não fosse esta meia dúzia de leitores que toda semana procura avidamente o jornal para ver o que eu escrevi; se não fosse esta meia dúzia que me enche de confetes através de e-mails dizendo que eu tenho que publicar minhas historias em livros; se não fosse esta meia dúzia de abnegados leitores que fazem birra para que eu crie meu próprio blog, eu estaria quietinho criando galinhas lá atrás da serra do cajuru…!

É por causa desta meia dúzia de leitores que, ao me verem conversando com alguém na rua, no supermercado, no restaurante, se enche de sorrisos e vem me cumprimentar se derretendo em elogios, que eu decidi partir para a luta, quero dizer… Para o Blog!

Comecei falando com seriedade e relaxei no final, né? Desculpe. É que o bom humor não desgruda de mim!

Mas falando serio, pois comunicação é coisa seria, não prometo que vou estar no ar no mês que vem, como prometi com o FOLHA em 2004. Tudo vai depender de você meu estimado leitor. Da sua paciência, do seu interesse, do seu estado de espírito, da sua propaganda – anote num papel qualquer meu endereço eletrônico e passe para seu melhor amigo. Ele vai se emocionar com o presentão!!! – e também da sua participação enviando comentários, criticas e sugestões. Até elogios… pode!

A pagina do Blog ainda está pelada? Não tem quase nada e que tem é só sobre “bandidos & mocinhos”?

Calma meu estimado leitor, muita calma nesta hora. Para chegar ao décimo passo antes temos que dar os outros nove!

Entramos no ar no dia primeiro de setembro. A primavera começa no dia 21. Por enquanto só temos os botões. Mas vamos desabrochar. Não vamos ficar atrelados somente à pulseiras de prata, e viajar apenas no taxi do contribuinte. Vamos sentar ao piano e ‘dar o serviço’ no esporte, na política, na cultura, no lazer… No cotidiano de nossa gente.

Quem mais vai participar do Blog além do estimado leitor? Ah, muitos e renomados colunistas da cidade vão escrever aqui! Tem o…, tem também o… e ainda o… Brincadeirinha de novo!

Tem muitas cabeças pensantes, pensando em como expressar seus pensamentos no Blog do Chips, para despertar o pensamento do cidadão que pensa em melhor qualidade de vida para ele e para as pessoas que o cercam…!

Isso mesmo! Comunicação é a engrenagem que move o mundo. Sempre foi. E Blog é o principal veiculo de comunicação do momento. Portanto, acesse o Blog do Chips. Leia, interaja e fale para os seus amigos. Parece coisa atoa, pretensão minha, talvez, mas navegar aqui poderá fazer diferença na sua vida.

‘É de gratis’… Aproveite e deleite!”

Este foi o Editorial de abertura do Blog no dia 01 de setembro de 2011. Após acabar de publicá-lo, desliguei o computador, tornei a liga-lo, acessei Blog do Airton Chips e… Não contive uma ponta de emoção! Eu estava na internet, em um blog que poderia ser visto em qualquer parte do planeta!

Hoje, 02 de setembro de 2015, 2.787 posts depois, o blog tem tres pontos em comum com o jornal FOLHA, que sobreviveu 5 meses e me levou à bancarrota em 2004!

1-   Nenhum dos dois atendeu à expectativa quanto ao conteúdo eclético e seus autores;

2 – Tanto no blog quanto no FOLHA em continuo sozinho… Só com os leitores!

3 – Tanto num quanto noutro continuo sem ganhar um centavo!

A diferença é o jornal impresso custava mil reais por semana… O blog custa bem menos!

E tem outras diferenças gritantes…!

– O blog recebe de 70 a 80 mil visitas por semana!

– Tem sido acessado e lido em cerca de 95 países do mundo!

– Rendeu 08 processos na justiça comum! – Uma ninharia se comparado a outros veículos de imprensa por aí!

– Obteve 08 vitórias na justiça, com arquivamento dos mesmos processos, pois as alegações eram infundadas. Os argumentos de defesa são os próprios posts!

– Milhares de fãs, admiradores, amigos e seguidores…!

E o mais importante…

– O reconhecimento de autoridades e pessoas sérias, sensatas e compromissadas com a conscientização do cidadão para uma sociedade melhor… Com menos drogas!

Ao publicar ‘o crime e suas consequências’, o blog se torna um cumplice das autoridades que zelam pela manutenção da lei. Ao publicar as mazelas dos homens públicos, o blog se torna um parceiro do cidadão que produz e paga impostos. Ao levar informação precisa à sociedade, o blog se sente cumpridor da sua nobre missão… Ao interagir com o leitor – através dos comentários e e-mails – o blog valoriza o seu leitor e se sente inserido na sociedade.

No aniversario de 4 anos, o blog não estabelece uma meta, uma distancia a percorrer! Mas reafirma o compromisso de buscar e esmiuçar os fatos e leva-los ao leitor… Enquanto estiver caminhando, enquanto tiver leitor!

Portanto, se você tem o habito de abraçar Severina do Popote e ao chegar em casa amarrado num pé de cana, mamadino mamadinho, com o terrível bafo de jiboia, desce o borralho na cara-metade, e quando os homens da lei aparecem com pulseiras de prata você dobra a serra do cajuru sem dar entrevistas… Coloque as barbas de molho! A batata está assando pra voce! A qualquer momento amigos ocultos da lei levarão os ‘zomi’ até seu mocó, e você sentirá o frio das pulseiras de prata, receberá carona no taxi do contribuinte e descerá pra DP, para sentar ao piano do paladino da lei, assinar o 129 com tempero de Maria da Penha e subir no taxi do Magaiver para o Hotel do Juquinha!

 

 

 

Traficantes de São Gonçalo dançam em Pouso Alegre

Sao GonçaloPassavam os homens da lei pela rua das biqueiras quando avistaram dois guampudos com pinta de somongós! Ao perceber que seriam abordados os somongós passaram sebo nas canelas e dobraram a serra do cajuru! E teriam evitado as pulseiras de prata se tivessem corrido para o mato, ou para as vielas do bairro! Mas, na falta de planejamento & logística, correram para a casa de um deles e receberam as pulseiras de prata.

Durante abordagem os policiais encontraram 30 barangas de farinha do capeta na algibeira do garotão W.G.A.L., 17 anos.

Na casa do ‘dimaior’ Rodrigo Nacif Farias, 27 anos, os policiais encontraram duas munições calibre 38 e 29 barangas de cocaína dentro de uma maquina de lavar!

 

A droga dos guampudos de São Gonçalo...!

A droga dos guampudos de São Gonçalo…!

Apesar de terem entrado na casa da Rua Luiz ‘Pordenciano” Alves, no Aterrado, em Pouso Alegre, ambos alegaram em depoimentos que moram – no bairro Santa Rita e Alto da Aparecida – na cidade de São Gonçalo do Sapucaí!

Como nenhum deles entrasse em acordo quanto à paternidade das drogas e das munições, desceram, ambos para a DP.

W.G.A.L. como ainda é inimputável, assinou o 33 e voltou para casa de braços dados com seu responsável legal. Rodrigo Nacif, que já é dono do seu nariz e já assinou 155, 157 e 33, desta vez assinou o 12 da 10.826, e o 33 e 35 da Lei Antidrogas.

Na falta de vaga no Hotel do Juquinha, deve estar vendo o sol nascer quadrado no hotel do contribuinte de Alfenas!

*** Leia  logo mais:  Tentativa de homicídio no Aterrado: A vitima que sobreviveu aos tiros acusa ex-mulher de mandar matá-lo!

Policia Civil de Pouso Alegre está doando presos

DRPC de Pouso Alegre: Logo vai estar oferecendo presos para adoção...!

DRPC de Pouso Alegre: Logo vai estar oferecendo presos para adoção…!

Dentre as pedras do sapato da Policia Civil, a administração prisional sempre foi uma rocha. Nos dois sentidos… Imensa e dura de ser removida! Durante décadas a policia civil lutou para tirar de suas asas a custodia de presos.

No inicio dos anos 2000 conseguiu sua primeira vitória… O cargo de Carcereiro foi extinto dos quadros da PC!  Logo o estado criou a SUAPI. Desde 2008 os presos do velho Hotel da Silvestre Ferraz em Pouso Alegre passaram a ser pajeados pelos agentes da Suapi. Hoje a subsecretaria de Administração Prisional tem cerca de 17 mil agentes! Cerca de 100 só para pajear os pouco mais de 700 hospedes do Hotel do Juquinha!

Enquanto isso a combalida PC viu ao longo dos anos seu efetivo – por varias razões – murchar. Minas Gerais tem hoje menos de cinco mil detetives para investigar todos os crimes ocorridos no Estado!

Ao assumir a paternidade dos presos do Hotel da Silvestre Ferraz em 2008, a Suapi tirou uma tonelada de peso das costas cansadas da Policia Civil. Há poucas semanas, desde que, a pedido da Defensoria Publica da Comarca, a justiça interditou parcialmente o Hotel do Juquinha, desobrigando a direção do mesmo de receber novos presos, a pedra no sapato voltou…!

 

Com o Hotel do Juquinha interditado, agora o Táxi do Magaiver tem que fazer viagens mais longas...!

Com o Hotel do Juquinha interditado, agora o Táxi do Magaiver tem que fazer viagens mais longas…!

E voltou muito maior, muito mais pesada, gigantesca! Agora os detetives não tem que cuidar de presos no presidio, mas tem que leva-los onde houver vagas! Ou onde forem aceitos!

Desde que o diretor do presidio, autorizado por uma determinação do Homem da Capa Preta, fechou os portões do Hotel do Juquinha, os presos de Pouso Alegre tem sido levados para Formiga, no centro oeste do Estado, há mais de 300 de Pouso Alegre.

Seria apenas mais uma missão para a policia civil… Se houvesse pessoal e recurso para isso! Escoltar presos à disposição da justiça de uma Comarca para outra requer viatura decente, combustível, armas e pessoal! Coisa que a delegacia não tem!

A delegacia regional de Pouso Alegre que há trinta e cinco anos – quando eu entrei na policia – tinha 12 detetives trabalhando na investigação, hoje tem menos de dez! Quando a custodia dos presos era atribuição da PC, embora não tivesse pessoal, bastava atravessar a rua e trancafiar o meliante no velho Hotel da Silvestre Ferraz. Levá-los agora a dezenas de quilômetros, piorou!

O Hotel do Juquinha não recebe mais hospedes!

O Hotel do Juquinha não recebe mais hospedes!

E piorou mais! Formiga já não aceita mais presos de Pouso Alegre – mal tem espaço para os seus! O recurso foi mendigar – embora o preso seja responsabilidade da justiça, a inglória tarefa de mendigar sobra para a policia civil – ao presidio de Itajubá. Itajubá também lotou rapidamente! O jeito foi pedir ‘asilo’ para os presos em Alfenas! Alfenas recebeu alguns mas também fechou as portas!

E agora?

O que fazer com os presos de Pouso Alegre? Soltá-los?

Levar para a casa dos policiais…?

Mês passado, ao concluir o IP sobre o assassinato do Advogado Silvio Tavares do Santos, de São Gonçalo do Sapucaí, o delegado responsável pediu a prisão preventiva de mãe e filha que envenenaram, sufocaram e enterraram vivo o advogado no dia 28 de fevereiro…! Caso o pedido tivesse sido aceito, elas deveriam se hospedar no Hotel do Juquinha, uma vez que na cidade de “Barbara bela do norte estrela…” não tem mais cadeia! Talvez por isso, o Homem da Capa Preta, acatou o pedido do zeloso delegado mas determinou que ambas sejam mantidas em prisão domiciliar! No caso das duas homicidas de São Gonçalo, parece razoável, uma vez que o alvo de sua sanha assassina era apenas o marido…! Desde que ninguém se aventure a casar com a assassina, não há novos riscos!

 

O velho Hotel da Silvestre Ferraz e seus 'puxadinhos' desativado em 2009...!

O velho Hotel da Silvestre Ferraz e seus ‘puxadinhos’ desativado em 2009…!

Mas no caso de assaltantes, latrocidas, estupradores, traficantes? Dá para entregar o meliante na porta de sua casa, fazer cara de mau, apontar o dedo em riste e dizer:

– Voce está proibido de passar deste portão!

Enfim… se a honrosa porém combalida policia civil de Pouso Alegre, por falta de pessoal,  já andava mal das pernas… Agora nem anda mais!

Não será nenhuma discrepância se amanha ou depois aparecer na porta da DP ou nas redes sociais cartazes com os dizeres:

*Policia Civil de Pouso Alegre está doando presos

*Adote um preso devidamente autuado em flagrante

*Ajude resolver o problema da superlotação carcerária de Pouso Alegre… Leve um preso para sua casa!

… E só para plagiar o saudoso colunista Aprigio Nogueira, no jornal “O Progresso” se não trai a memoria, anos  atrás:

– E viva Dom Pedro Segundo!

 

 

Lelê, a farinha na pedra e o “habeas corpus”

Apesar do curriculo, Nilton "Lelê" esperneou e conseguiu manter seu habeas corpus!

Apesar do curriculo, Nilton “Lelê” esperneou e conseguiu manter seu habeas corpus!

Desde que foi criado me novembro de 2007, o Disque Denuncia 181, já mandou centenas de meliantes para o xilindró. O crime mais denunciado sempre foi o famigerado trafico de drogas, especialmente o trafico “formiguinha”, aquele em que o traficante entrega uma a uma suas baranguinhas de drogas ao consumidor… E acha que não está fazendo nada de errado!

Uma vez feita a denuncia, parece que o trabalho da policia é simples… É só ir pegar o ‘formiguinha’ e algumas barangas de qualquer droga ilícita com ele ou perto dele e apresentá-lo ao paladino da lei, ou seja: ao delegado de plantão! Este por sua vez vai ratificar o flagrante e mandar o micro-traficante para o Hotel do Juquinha.

Não é tão simples assim!

Os policiais podem até prender o formiguinha de acordo com as informações recebidas e suas convicções, mas se o formiguinha não estiver portando a prova do crime ou se não tiver testemunhas de que ele dispensou a prova do crime ao ver os policiais ou, o depoimento de ao menos um nóia que diga que comprou a droga dele, o paladino da lei não poderá ratificar o flagrante. Se ratificar, corre o risco de cometer abuso de autoridade. Ou na melhor das hipóteses, o juiz irá coçar o nariz e relaxar o flagrante, ou seja: mandar soltar o formiguinha tão logo receba o pedido de Habeas Corpus do seu advogado! E lá na frente, quando analisar e julgar o caso, vai absolver o meliante por falta de provas!

A grande maioria das prisões de traficantes formiguinhas tem sido assim. Embora a policia saiba que o sujeito está vendendo droga e o prenda com o cheiro da erva na mão, é quase impossível pegá-lo com a prova do crime! Pois a droga fica escondida longe dele, num buraco do muro, no galho de uma arvore, na calha d’água, no bueiro, no monte de entulho, no monte de areia e em outros locais que fogem à imaginação deste blogueiro! Ainda que a policia observe à distancia e veja o momento que o formiguinha pega o ‘deirreal’ do nóia, veja o momento que ele se afasta e vai até o monte de areia e pega a baranga de farinha e entrega ao viciado, ainda assim não é garantia de enquadramento no artigo 33 da Lei antidrogas! Pode até enquadrar, mas qualquer causídico poderá relaxar o flagrante no dia seguinte, ou, se permanecer preso até o julgamento, poderá ser absolvido!

 

Nilton Moreira da Costa, o “Lelê”, 27 anos é um destes formiguinhas ensaboados que a policia sabe que está agarrado firme no ramo de drogas, mas não consegue as provas. Sabe por que são inúmeras as denuncias de amigos ocultos da lei informando as atividades escusas do moço!

Na quinta à noite, véspera do Dia do Trabalhador,  os homens da lei resolveram dar o pulão em Lelê. Ele estava na esquina do Habeas Corpus, aquele barzinho que fica quase defronte a Faculdade de Direito, frequentado pelos acadêmicos de direito, futuros defensores da lei. Segundo o BO que narra os fatos, os policias se postaram estrategicamente nas proximidades e ficaram alguns minutos observando… E, segundo eles, aconteceu o trivial! Lelê abordava ou era abordado por um cliente, conversava o necessário, se afastava cerca de cinquenta metros do local, pegava algo sob uma pedra, voltava e entregava ao nóia no meio da clientela ao lado do afamado barzinho “corpo livre”!

Depois de observarem a movimentação, os policiais se aproximaram e deram a geral. Como era de esperar, não havia nada de ilícito com Lelê além de R$ 104 que poderia ser proveniente de qualquer coisa, até mesmo de venda de minhocas. Levado até a pedra fatídica a cinquenta metros do barzinho, os policiais encontraram quatro barangas de farinha do capeta! Encontrada a droga que Lelê acariciava até entregar aos nóias por dez reais, parecia que seria um flagrante sereno pacifico. Parecia!

Ao receber ‘voz de prisão’, Lelê rodou a baiana, espalhou, rodopiou, esperneou e chutou os policiais militares. Mas acabou recendo as pulseiras de prata… E continuou chutando o interior da viatura policial! Ao desembarcar da ‘Arca de Noé’ na porta do quartel da PM, onde seria qualificado, segundo o BO, Lelê continuou dando cabeçadas em tudo que encontrava pela frente, na tentativa de autolesar-se!

Ao sentar-se ao piano do paladino da alei, Lelê foi bem previsível… Jurou de pés juntos que não é vendedor de drogas; jurou pela alma da tia da vizinha da namorada do amigo dele que a droga encontrada sob a pedra não era dele, e acusou os policiais de espancamento!

Após analisar o relato do BO e as alegações do meliante o douto paladino da lei decidiu por não fritar o conduzido no artigo 33. Para chegar a esta conclusão ele levou em conta que:

– As denuncias anônimas diziam que Lelê mantinha e vendia drogas em sua residência, longe dali;

– Que as quatro barangas de cocaína foram encontradas a cerca de cinquenta metros do local onde ele foi abordado na esquina do famoso barzinho dos acadêmicos…

Enfim, as provas contra o traficante não passavam de vento… Embora sua prisão tenha sido uma tempestade!

Nilton “Lelê” Moreira da Costa, 27 anos, tem no seu currículo um 129, um 147, um 288, um 12 da Lei 10.826, um 121 tentado e um 33 e um 35 da Lei 11.343. O rico currículo já lhe garantiu três condenações… Uma de 2, outra de 7 e outra de 8 anos de cana. Todas a partir de 2009. Apesar disso, por uma ‘magica’ da legislação penal brasileira, Lelê estava e continua ‘de corpo livre’ para estabelecer “biqueira” onde bem entender! Inclusive nas imediações do “Habeas Corpus”, o barzinho dos futuros defensores da lei!

PM de Pouso Alegre prendeu 9 traficantes no final de semana

 

... O livro está replero de personagens como estes que foram 'apreendidos' neste fim de semana!

… O livro está repleto de personagens como estes que foram ‘apreendidos’ neste fim de semana!

A prisão no ultimo sábado, 25, de três ‘filhinhos de papai’ com drogas sintéticas que seriam distribuídas e consumidas naquela noite numa festa rave no bairro da Limeira, foi só uma das investidas contra o trafico de drogas na cidade. Aliás investida que partiu apenas do tirocínio policial dos cabos PM Ferreira & Fernandes, que desconfiaram do viajante sorrateiro, com pinta de somongó  que desembarcou de um ônibus vindo do Rio de Janeiro…! Cosme Brito, Caio Filipe e Rafael Daldegan não estavam na mira dos homens da lei! Quase todos os demais estavam. Apesar da tenra idade no mundo do crime, os garotos já são figurinhas fáceis no álbum da policia…!

Foi com base em denuncias de amigos ocultos da lei que os policiais deram o bote nos garotões Jonatas & Mateus, no Jardim Aeroporto, na virada da noite de sexta. Eles foram abordados na rua e levavam 12 e 19 pedras beges fedorentas na algibeira cada um. Além da droga eles levavam também 80 e 120 reais, resultados da venda das primeiras barangas!

Às seis da tarde de domingo o bote certeiro foi na residência dos garotões Alysson & Thalisson na Rua Pintassilgo, no bairro São João. A dupla, dona de uma das mais ricas capivaras do bairro, estava bela e formosa na porta de casa à espera da clientela e tão log perceberam a chegada dos homens da lei, enfurnou-se dentro de casa. Para mostrar-lhes as pulseiras de prata, foi necessário a anuência da avó de um deles, dona da casa que franqueou a entrada dos homens da lei. Durante as buscas os policiais apreenderam varias porções de farinha do capeta e de pedra bege fedorenta nas algibeiras e nos pertences dos pequenos, porém notórios meliantes.

Mais tarde, por volta de dez da noite ainda do domino, 26, outra dupla de policiais deu o bote no garotão Douglas, na Rua Extrema. Ele levava no bolso duas barangas de cocaína. No entanto dentro de casa, onde os policiais entraram com anuência da mãe, havia mais farinha do capeta!

A ultima apreensão de drogas do ultimo final de semana de abril, já na virada da noite de domingo para segunda, foi singela, mas interessante… Ao passar pela Silvestre Feraz, os policiais militares perceberam que um jovem tentava tapar o sol com a peneira e resolveram abordá-lo. A causa do nervosismo estava em seu bolso; 16 barangas de cocaína!

– Eu comprei no Aterrado e ia vender num barzinho da Vicente Simões – disse solenemente o garotão.

O mais interessante – pra não dizer ousado – é que o garotão estava na rua Silvestre Ferraz, a poucos metros da Delegacia Regional de Policia Civil! Pelos menos poupou ao contribuinte quase mais de um litro de combustível…!

O mais interessante mesmo nestas prisões, desculpe, apreensões, é a total “inocuidade” da ação policial que, a despeito de outros males, consome material humano, veículos, combustível, deixa de atuar em outras áreas de prevenção da criminalidade enquanto está correndo atrás destes meliantes para… Nada. Absolutamente, nada!

Sim. Não aconteceu nada com Douglas, Gabriel, Alysson, Thalysson, Jonatas e Matheus e nem com os outros nove apreendidos em plena traficância no decorrer do mês de abril! Pois todos são “dimenor”! No decorrer do mês, que ainda não acabou, quinze garotos entre 14 e 17 anos foram levados para a DP ‘de braços dados com dois ‘sordados’…’! E voltaram para casa de braços com a mãe ou com a avó! Embora estivessem cometendo crime de gente grande todos são inimputáveis, inalcançáveis pela lei penal brasileira! Todos são ainda “meninos que estou vendo crescer…”!

O livro “Meninos que vi crescer” escrito e lançado por este blogueiro há poucos meses, além das historias clássicas sobre o “Coisa Ruim da Borda”, “Fernando da Gata” e “Beco do Crime”, trás dezenas de historias sobre garotos como estes que estão dando os primeiros passos na estrada do crime! Nenhum dos “meninos que vi crescer” ao longo da carreira policial constituiu família e vive em paz e harmonia e proficuidade com a sociedade. Todos estão ou no Hotel do Juquinha, ou… debaixo de sete palmos de terra!

…E não pensem, estimados leitores, que reduzir a “maioridade penal” vai resolver o problema da criminalidade que assola o país! A solução para o problema é muito mais embaixo… Começa ainda nas fraldas!

E não compete à policia…