Apac… A ultima fronteira!

Quando os pais falharem…
Quando os professores falharem…
Quando o promotor da infância e da juventude falhar…
Quando os homem da capa preta da infancia e da juventude falhar…
Quando o Hotel do Juquinha falhar…
…Tente a Apac!

A Apac-Pouso Alegre está instalada numa área de 6 alqueires às margens da MG 290

A Apac-Pouso Alegre está instalada numa área de 6 alqueires às margens da MG 290

Mario Otoboni esteve visitando a APAC de Pouso Alegre neste sábado, 03. Na sala de multimídia do Regime fechado, o fundador da entidade prisional, hoje com 86 anos, falou durante duas horas. Não falou mais porque o coordenador do evento não deixou, pois se deixasse ele estaria falando até agora. E estaríamos com o queixo dolorido de tano dar risada!
Não, não… Mario Otoboni não é um humorista de stand up! É que ele tem conhecimento, tanto carisma, tanto ‘tempo de voo’ com um microfone, tanta história para contar, que cada ‘causo’ que ele conta, cada experiência vivida, em cada frase que diz ele consegue inserir uma piadinha!
Mas o viajado e ilustre palestrante, fundador da APAC há quatro décadas e meia, fala de coisa séria. Ele propõe matar o criminoso… Para salvar o homem! E tem conseguido.
Esta é enésima vez que Mario Otoboni visita a Apac de Pouso Alegre desde sua criação em 2003. Já se tornou cidadão pousoalegrense por causa disso. Sua experiência, sua vivencia e suas palestras foram fundamentais para a instalação da entidade na Comarca. Quando soube, durante a palestra, que a Apac manduana irá promover mais um curso para novos voluntários, a partir deste mês, ele se ofereceu para voltar à entidade durante o curso para ministrar uma das aulas.

Mario Otoboni, 'tutor' de tantos 'meninos', recebendo o exemplar do livro

Mario Otoboni, ‘tutor’ de tantos ‘meninos’, recebendo o exemplar do livro “Meninos que vi crescer”, deste colunista.

A visita do criador à entidade ‘filha’ é sempre motivo de festa, de alegria. Não só os voluntários e convidados, mas também os recuperandos querem desfrutar da sua presença. No final da palestra, cercado de meninos que vi crescer, conversei com ele.
– Sei que são tantos os momentos marcantes vividos pelo Sr. nestes 45 anos de Apac… o Sr. Poderia destacar um deles? – perguntei.
– De fato são tantos, que eu cometeria injustiça se destacasse um… – respondeu depois de ficar sério, franzir a testa e olhar o vazio por alguns segundos.
– Com tanta transformação na sociedade, com tanta inversão de valores nas últimas décadas, com tanta violência nos presídios, o ‘Método Apac’ ainda tem aplicação na recuperação do criminoso?
– Continua mais atual do que nunca … – respondeu o ‘criador’, desta vez sem pestanejar. E acrescentou:
– Se não existisse, eu o criaria hoje… O método Apac, alicerçado na doutrina cristã, é o único caminho para recuperar criminosos…
Conversei também com alguns dos “meninos que vi crescer”. A mudança se percebe na fisionomia e na fala…
– Eu era muito moleque e irresponsável. Agora estou percebendo o que é a vida… – disse-me o garoto Alex, personagem de várias manchetes policiais aqui no blog a pouco mais de dois anos.
– Posso tirar uma foto com o sr…. Para mandar pra minha família? – Quis saber o recuperando Jeferson Maciel, um dos ganhadores do concurso de resenha literária da entidade, já abrindo o sorriso e posando para a foto.
Um dos mais empolgados com a nova perspectiva de vida é o recuperando Lucio Gaudino, ‘menino que vi crescer’ junto com os meus no bairro da Saúde. Bem trajado, bem barbeado, solícito e educado ele se orgulha de ser o presidente do Regime fechado. Tem sob sua responsabilidade o comportamento de dezenas de recuperando.
– Vou sair daqui outro homem, sr. Chips – diz ele confiante, com os olhos brilhando.
Próximo de 90% dos presos que cumprem pena na Apac se recuperam, se tornam homens outra vez. O sistema apaqueano é tão eficiente – e é o único capaz de fazer isso – que se espalhou por vinte e sete países. Inclusive Estados Unidos e Alemanha. Só no Estado de Minas Gerais são 70 unidades da Apac. Trinta e oito delas já instaladas, matando criminosos, salvando homens – e mulheres.

Padre Mario Borghi, pessoa indispensável  na Apac.

Padre Mario Borghi, pessoa indispensável na Apac.

Apesar da possibilidade única oferecida pela Apac, alguns escorregam…! Quando o leitor lê a manchete aqui no blog: “fulano abandonou a recuperação na Apac e dobrou a serra do cajuru”. É isso mesmo… Ele desistiu da recuperação, desistiu dele mesmo! Ele se enquadrou nos 12 ou 13% dos que não se recuperam!
Por isso, quando o velho advogado, que em 1972 teve um insight e criou a Apac, afirma que a entidade prisional é única capaz de recuperar o criminoso, ele não está sendo imodesto.

Lucio Gaudino - de branco em pé- , responsavel pelo regime fechado, muito próximo de ganhar a liberdade.

Lucio Gaudino – de branco em pé- , responsavel pelo regime fechado, muito próximo de ganhar a liberdade.

Na Apac há vida sem medo, sem carranca, sem rancor. Na Apac todos trabalham, todos produzem, todos aprendem, todos – que querem – se transformam. Na Apac o criminoso morre à mingua… e ressurge o homem. Na Apac o preso recupera a saúde física e moral. Essa recuperação se vê nos corpos fortes e nos rostos sorridentes dos recuperandos. Essa começa a partir do momento que ele enxerga uma nova perspectiva, e renova a esperança na vida! É comum depararmos com presos fazendo planos para o futuro, quando retomarem a liberdade. É comum vermos presos cuidando de pequenas tarefas, que lhe foram confiadas, com a responsabilidade que jamais tiveram quando estavam em liberdade. O maléfico ócio foi expulso do regime prisional da Apac. Os recuperandos tem hora até para dormir. Mas continuam presos! Continuam privados da liberdade de ir e vir até pagarem seus débitos com a justiça. Portanto não é exagero dizer:

Apac, unica prisão capaz de matar o criminoso... e salvar ao homem!

Apac, unica prisão capaz de matar o criminoso… e salvar ao homem!

Quando os pais falharem…
Quando os professores falharem…
Quando o promotor da infância e da juventude falhar…
Quando o homem da capa preta da infância e da juventude falhar…
Quando o Hotel do Juquinha falhar…
…Tente a Apac!

Anúncios

4 respostas em “Apac… A ultima fronteira!

  1. Excelente matéria chips, traduziu bem o que é a missão da Apac…e sei que tem muito de seu trabalho lá. ….uma obra cujo único dono é Deus e conta com pessoas corajosas e capazes de matar o criminoso…..valeu mesmo. ….

    Curtir

    • Obrigado João.
      Desde o principio eu acreditei no método criado pelo carismático Mario Otoboni… onde a presença de Deus é sempre solicitada, tudo é possível. Deus quer que seus filhos sejam bem sucedidos, e se Ele é chamado a ajudar, Ele faz o milagre. Somos todos filhos de Deus e muitos de nós fazemos a escolha errada. Quando decidimos fazer a escolha certa e pedimos a ajuda do pai, Ele nos ouve, e nos atende e nos guia. Com Deus tudo é possível.
      Abraços João.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s