A diferença está no patriotismo…!

Na terra do Tio Sam, os cidadãos não esperam o 7 de setembro ou o 15 de novembro para exibir suas bandeiras. Elas permanecem o ano todo tremulando defronte suas casas!
img_13261
Estou passando umas semanas à sudoeste de Nova York, na pequenina Morganville, distrito de Marlboro, estado de New Jersey. Estou a passeio, com a família, na casa de minha cunhada. No entanto, impossível não observar o tempo, a natureza, a infraestrutura, os costumes, a cultura… um pouco da vida do americano.
No inverno faz frio de verdade. Tudo bem que o país está bem acima da linha do Equador! A temperatura média no início de inverno fica na casa dos 3 graus, obrigando as pessoas a saírem à rua com quilos de agasalhos de lã. Se chover com temperatura inferior a zero, não é chuva… É neve! – Pegamos uma de um palmo no dia 17!
Na terra do Tio Sam não se almoça, come-se lanche! Refeição mesmo só uma vez por dia… à noite. Arroz com feijão, esqueça! Até que tem, mas o ‘beans’ é doce e vem em lata. O arroz também tem, mas é só para matar a saudade! E não há cristo que consiga deixa-lo solto! Nem fritando durante meia hora…!
As estradas também são estradas de verdade, bem sinalizadas, largas e sem buracos. Até os minúsculos acessos a plantações de milho tem asfalto…! A sinalização de transito, tanto suspensa quanto ao rés da pista, é só para quem sabe dirigir, mesmo! Apesar dos longos ‘anéis e lacinhos’ para mudar de via, e das extensas rotatórias para mudar de sentido direcional, é muito comum você chegar nos cruzamentos e deparar com dois semáforos: um vermelho e outro verde, lado a lado…! Aqui não dá para seguir o fluxo. Aqui você tem que saber, mesmo, o que está fazendo para não ficar que nem cego em tiroteio, e não atrapalhar o fluxo formigante de veículos. Apesar do emaranhando de pistas e opções a seguir, não há acidentes! O motorista estressadinho, o desatento ou o lerdo, por aqui não faz nem para o fumo…!
img_13471
Interessante é a preferência que as crianças tem no transito! Quando o School Bus – aquela jardineirinha amarela com detalhes pretos – entra num bairro para buscar ou devolver os pequenos estudantes, os carros que vem atrás param… Os que vem de frente também param! Só se movimentam depois que a jardineirinha-abelhinha vai embora.
Perigo mesmo no transito são os veados! Eles desfilam belos e faceiros abanando o cotozinho de rabo branco pelos jardins e quintais das casas e ruas,e, às vezes, apesar da corridinha de gazela, acabam atropelando os carros! Os esquilos idem!img_15451
O comercio por aqui é robusto, viçoso e diversificado. À margem das estradas largas, de três pistas que vão e que voltam, riscando e rabiscando a topografia quase plana, pintada de cinza-marron das folhas das arvores desfolhadas, a cada dez milhas tem um centro comercial com Shopping, Wal-Mart, Marshals, Mc Donalds, CVS Pharmacy e outras lojas – em prédios baixos separados – onde se compra desde alfafa e pregos a Polo e Hollister!
As casas não precisam de muro, pois não há ladrões pés-de-couve… E não há ladrões porque existe lei & punição. O ladrão por aqui é preso e espera na cadeia o momento de sentar no colo, desculpe, ao piano do homem da capa preta. E a audiência não demora mais do que uma semana! Aqui não tem Lei 9.099… O vacilão não paga cesta básica… Paga cana! Xilindró! Hotel do Juquinha! Se não aprende pelo amor, aprende pela dor! -Talvez por isso os Estados Unidos tenham a maior média prisional do mundo: 700 presos para cada 100 mil habitantes. Mas também pudera, aqui em pleno século XXI, ainda se paga recompensa pela captura de bandidos como no velho oeste do século XIX…! Na fantástica e quase mitológica Nova York, locais estratégicos ostentam cartazes com fotos de bandidos procurados e o crime que ele cometeu!
“Reward – Recompensa $2.000 dolares”
Tem meliante por aqui que vale até 10 mil dólares. Isso ‘só’ pela informação que possibilite aos homens da lei a apresentar-lhes as pulseiras de prata! Aqui, quem entrega bandido para a justiça, não é cagueta, não é X9! É, de fato, amigo da lei… Está cuidando da segurança da sociedade! E pode ganhar até dez mil dolares!
Além das belas e sinalizadas estradas, das casas de madeira com grandes quintais totalmente abertos, uma das coisas que mais chamam a atenção por aqui são os cemitérios… Tem um em cada esquina! Espaçosos, baixos, planos, com túmulos rente ao chão, e sem muros ou cercas. Apenas uma lapide padronizada na cabeceira de cada tumulo. Tudo limpinho e florido, mas sem exageros. Se o defunto sentar encostado na lapide pode passar o resto da vida curtindo o movimento do transito!
img_15321
Uma das coisas mais caras aqui é o IPTU. Uma casa padrão Fatima I ou II ou Altaville paga cerca de $19 mil dólares por ano de imposto. O detalhe é que 70% desse valor é aplicado na educação fundamental no município arrecadador! E as crianças tem que estudar na escola do município onde paga imposto e, portanto, o cidadão exige ensino de qualidade. E a qualidade do ensino, por sua vez, valoriza o imóvel.
Por aqui a saúde ‘não é’ dever do estado! Por isso quem mora aqui paga seu plano de saúde. Quem vem passear faz ‘seguro saúde’ antes de sair do seu país. Uma simples consulta de sintomas de resfriado aqui não sai por menos de $1,5 mil dólares… só para dar entrada no hospital! Algo em torno de cinco mil reais. – Minha passagem custou setecentos dólares no início do ano. Sem seguro saúde, se eu precisasse ficar internado no hospital por três dias, eu teria que ficar ‘internado’ no país lavando pratos durante um ano para pagar a conta!
acfj79301
Falando em impostos, você que tem o habito de levar aquela listinha de compras e, à medida que que vai enchendo o carrinho já vai somando os produtos, reserve uns trocados para pagar o imposto. Ele é somado no valor total da compra. Isso é muito bom, pois você sabe quanto está pagando de imposto! Cada Estado tem um valor diferente. Aqui em New Jersey é 7%. Exceto roupas e alimentos. Carro, o sonho de consumo de todo cidadão, que no Brasil custa acima de 40% do veiculo, aqui custa sete e meio por cento!
Além da qualidade dos produtos comerciais daqui, que são feitos para ‘funcionar e durar’, e dos serviços públicos que visam não o prestador, mas o destinatário deles dos serviços, o que mais chama a atenção na terra do Tio Sam, é o espirito patriótico! O americano tem orgulho de ser americano. Se a situação político-econômica está ruim, o cidadão não fala em deixar o país. Se o governante não cumpre suas propostas, se ele envergonha o país, sai o governante… O cidadão não joga a tolha, e não fala em deixar sua terra! Aqui o incomodado não se muda… Muda quem está incomodando…!
E o povo quer sempre mais. Obama fez um governo progressista, seguro e pacificador… – como fez FHC – Mesmo assim, a candidata que prometia segui-lo, perdeu a eleição!
Mas o americano está com a pulga atrás da orelha com a escolha que fez! O povo está com medo do ricaço falastrão Donald Trump…! O país está em suspense, aguardando o 20 de janeiro e os primeiros meses do novo governo!
E a reciproca é verdadeira…
Donald Trump soltou o verbo durante a campanha política, bem ao estilo populista! Falou aquilo que o povão queria ouvir… por isso venceu a eleição! Mas sabe que não poderá fazer nem metade do que disse que faria. E não é apenas o Congresso Americano que irá colocar-lhe o freio… O povo é que irá mantê-lo no cabresto!
Apesar disso, o povo ainda tem medo… Pois não sabe que tipo de arma terá que usar para manter Trump nos trilhos! Sim, porque aqui a máxima de Abraham Lincoln jamais saiu de moda:
“O poder vem do povo, pelo povo e para o povo”!
Enfim… relevo, clima, hábitos, cultura, leis de transito, impostos, cemitérios…, cada povo tem os seus. É essa diversidade que faz a beleza do nosso planeta.
Mas, e a riqueza???
Bem, aí já são outros quinhentos!
Aí já depende da origem e do objetivo de cada povo…
O americano veio da Inglaterra… para enriquecer na América!
O brasileiro veio de Portugal… para fugir da lei! Inclusive o Rei Dom João VI, que veio com a coroa entre as pernas, de medo de Napoleão.
No entanto, como disse o grande líder espiritual Chico Xavier: “Você não pode voltar atrás e fazer um novo começo, mas você pode começar agora e fazer um novo fim”.
Então meu amado povo brasileiro, vamos ser mais patriota; vamos ser mais altruísta; vamos usar nosso sagrado direito democrático; e ‘escrever um novo futuro’?

* Postado em Morganville às tres e meia da tarde, hora do Tio Sam, o país mais rico do mundo, seis e meia da tarde no Brasil, o país que um dia será tão rico quanto!

Anúncios

2 respostas em “A diferença está no patriotismo…!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s