Esqueça os desaforos do trânsito…

… Leve paz para casa!

None

None

Era uma quarta-feira comum do final de maio de 2016 na cidade de Guaxupé, cidade de cerca de 70 mil habitantes perto de Poços de Caldas. Um carro parou próximo de uma escola para desembarcar uma criança e no momento em que estava com a porta aberta passou por ali um caminhão se entregas.
O motorista achou que o espaço era pequeno, buzinou pedindo passagem, e, logo que passou, o passageiro do caminhão mostrou seu descontentamento pela perda de sete ou oito segundos exibindo o ‘dedo médio’…!
O motorista do carro, que havia parado alguns segundos para deixar a criança na porta da escola, também mostrou seu descontentamento, com gestos!
Naquele momento estava começando uma história trágica, que marcaria para sempre a vida dos familiares de ambos… Naquele momento, os sete ou oito segundos que um cidadão interrompeu do outro, levará anos para serem esquecidos!
foto-2017-briga-no-transito-com-arma
O que se passou a partir daquele momento, tem duas versões…!
O motorista do caminhão de entregas, contou que o motorista do carro parado na porta da escola, foi atrás deles, sacou uma pistola e matou friamente o seu ajudante!
O motorista do carro contou que, depois do incidente foi para casa e mais tarde, quando foi a um supermercado, encontrou casualmente o caminhão de entregas e novamente foi provocado e insultado pelo ajudante. E, na iminência de ser agredido pelo moço que mostrara o ‘dedo médio’, teve que se defender, atirando nele!
O motorista do carro era sargento da polícia militar. Ele naturalmente foi preso, autuado em flagrante e recolhido ao quartel do 20º BPM em Pouso Alegre.
Nos dois dias em que ficou preso, ele aparentava tranquilidade. Conversou o indispensável com as poucas pessoas com as quais teve contato na grade da cela na hora das refeições. No silencio taciturno da prisão, ele refletia sobre o acontecido, até que tomou uma decisão…! Dois dias depois de ter matado o ajudante de caminhão, o sargento foi encontrado morto dentro da cela! Ele usou as mangas da blusa de moletom para pendurar-se na cama! Dois pais de família, dois homens pacíficos, dois filhos de Deus, mortos em 48 horas por causa de sete segundos perdidos no transito! Tudo por conta de um ‘desaforo’ que ninguém quis levar pra casa…!!!
Mas quem disse que é preciso levar desaforos para casa?
Casos como o do sargento e o ajudante de caminhão de Guaxupé são corriqueiros no transito. Com consequências menos trágicas, acontecem todo dia em nossas cidades e estradas. Acontecem na ida para o trabalho, na volta do trabalho, na hora do passeio, na hora da escola das crianças, enfim…
A quantidade de veículos no transito é cada vez maior! E nossa tolerância no transito é cada vez menor! Os pequenos desaforos de sete segundos aparecem na esquina a todo instante… Uma hora somos nós que recebemos! Outra hora somos nós que cometemos!
foto-2017-briga-no-transito-gato
Mas quem disse que é preciso levar desaforos para casa?
Viver em sociedade implica dividir tempo, dividir espaço, dividir responsabilidades…!
Mas implica também somar paciência, somar educação, somar gentileza, somar tolerância!
Somar para trocar pelos desaforos do dia-a-dia…
Portanto, alimente sua paciência e distribua tolerância, gentileza, sorrisos e paz no transito.
Hoje em dia é chique dizer aquela frase: “O que você pensa sobre mim é um problema estritamente seu”.
Então seja independente e inteligente com relação aos desaforos do transito também! Quando receber um desaforo, diga mentalmente:
“O seu desaforo para comigo, é um problema exclusivamente seu”! Fique com ele. Eu não vou leva-lo para casa…! E siga em frente distribuindo sorrisos e gentilezas.
O desaforo no transito só vai atingi-lo… se você aceitar!
Esqueça os desaforos… Leve paz para casa!
Mas para levar gentilezas e tolerâncias para o transito, duas coisas são essenciais:
– Querer, e
– Alimentar
Primeiro é preciso ‘querer’ ser gentil e paciente no transito. É preciso ‘escolher’ a paz…!
E para ter essa gentileza, essa tranquilidade, essa paz no transito, é preciso alimentá-la.
Para alimentar a paciência, alimentar a paz, alimentar a tolerância, alimentar a gentileza no transito, é preciso conversar diariamente com Deus… Antes de sair de casa!
foto-20217-cristo-ii
Fale com Deus…
Peça paz e paciência, mas principalmente, proponha ser pa-cí-fi-co! independentemente da impaciência e falta de educação do outro! Proponha fazer a sua parte! E faça a sua parte.
Se quem está do seu lado no transito, não conversou com Deus… o problema é exclusivamente dele!
Antes de sair de casa… peça a companhia de Deus!
E vá para o transito com Deus! Assim, no final do dia, você voltará para casa, para sua família, sorrindo!

Anúncios

Uma resposta em “Esqueça os desaforos do trânsito…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s