Página 20

Um dos quarenta policiais civis lotados no 17º DPC de Pouso Alegre, que esteve na ‘frente de batalha’, e viu rajadas de fuzil AR-15 passar a poucos palmos de sua cabeça, faz um relato nú, cru e emocionante do que viveu com seus colegas na beira da estrada no alto da Serra da Mantiqueira. Durante eternos minutos naquela madrugada, ele e os colegas viram a morte dançando cinicamente e dando gargalhadas debochadas na sua frente... Mas ele se orgulha de ser policial civil!

A batalha de Itamonte…

Um dos quarenta policiais civis lotados no 17º DPC de Pouso Alegre, que esteve na ‘frente de batalha’, e viu rajadas de fuzil AR-15 passar a poucos palmos de sua cabeça, faz um relato nú, cru e emocionante do que viveu com seus colegas na beira da estrada no alto da Serra da Mantiqueira. Durante eternos minutos naquela madrugada, ele e os colegas viram a morte dançando cinicamente e dando gargalhadas debochadas na sua frente... Mas ele se orgulha de ser policial civil!