Tentativa de homicídio atrás da igreja

 

ricardo ....

Ricardo  Machado vai ficar com algumas cicatrizes no rosto!

O funesto crime aconteceu às cinco e meia da tarde desta terça, 03, na Praça Dr. Garcia Coutinho, atrás da Catedral Metropolitana de Pouso Alegre, diante dos olhos de quem quisesse ver.

Os motivos?

Desentendimento corriqueiro entre desocupados, amantes de Severina do Popote e usuários de drogas, egressos do Hotel do Juquinha que nunca mais se aprumaram na vida. O autor dos golpes de facão é Luciano Zacarias da Silva, 29, natural de Pernambuco, há anos rodando o Brasil sem nem um passarinho para tratar! Sua capivara é modesta: constam apenas os artigos 129 e 147 do CP. Sua ultima estadia por conta do contribuinte foi em São Sebastião do Paraiso, no sudoeste mineiro.

O sujeito que escapou por pouco de colher cacau pela raiz é Ricardo Machado da Conceição, 32, morador da Rua Maria Porfiria na ‘baixada do Mandu’. Em sua capivara constam os artigos 28 e 33 da Lei antidrogas. Sua ultima passagem pelo Hotel do Contribuinte foi em 2011.

Ambos poderiam estar debaixo do teto de uma fabrica ou mesmo debaixo de uma lata de concreto ganhando o pão de cada dia! Mas na verdade o que eles gostam mesmo é de enxada de cabo longo… Para ficar beeeem longe do trabalho! Vitima e algoz são – como diz o colunista J.R.Guzo – cachaça da mesma pipa!

A sanha assassina do pernambucano vira-mundo, foi motivada, segundo ele contou aos policiais militares, por questões passionais…

Luciano Zacarias...: - Eu parei porque achei que ja tinha matado!

Luciano Zacarias…: – Eu parei porque achei que ja tinha matado!

– Ele – Ricardo – vinha mexendo com minha mulher! Eu queria matar ele mesmo! E vou matar minha mulher também… – teria dito ele ao receber as pulseiras de prata da lei a poucos quarteirões do local do crime.

O homicídio só não foi consumado porque, ao ver o sangue do desafeto correndo na escada da pracinha depois de uma dúzia de golpes de facão, o pernambucano furioso pensou que já havia atingido seu intento, e foi embora! Levado pelo Samu para o P.S. do Regional Samuel Libânio, Ricardo sobreviveu aos ferimentos.

O sangrento crime aconteceu desta vez há poucos metros atrás da igreja matriz de Pouso Alegre, um dos locais mais movimentados da cidade em hora de pico. Com tantos mendigos, andantes, desocupados e nóias em Pouso Alegre, a grande maioria ‘fazendo ponto’ ali no coração da cidade, e a ‘agitada inercia’ das autoridades publicas com o espetáculo, muito em breve a deprimente cena se repetirá na frente da igreja, onde eles também ‘enfeitam’ o local! Bem diante do olhar piedoso do nosso padroeiro São Bom Jesus…!

 

Assassino de “Alex Neguinho” atrás da grades

 

K.F. : Sei de nada de homicido, não Chips...! - disse o garotão apontado pelas testemunhas como autor dos disparos.

K.F. : – Sei de nada de homicido, não Chips…! – disse o garotão apontado pelas testemunhas como autor dos disparos.

Segundo levantamentos realizados pela PM no local do macambuzio crime, o autor dos disparos que vitimaram Alex Neguinho é o delinquente K.F.S.R., 15 anos, morador do bairro Foch. Logo após o som dos estampidos fatais, ele teria sido visto saindo correndo do local brandindo a arma do crime.

K.F. foi preso pela PM em sua residência horas depois do crime. No momento da abordagem, o assassino juvenil mantinha em seu quarto uma baranga de maconha. Ao sentar ao piano o delegado Clauber Moura, no final da tarde, K.F. jurou de pés juntos que é inocente!

– Ele negou tudo. Disse que seu envolvimento é apenas com a maconha, pois é usuário! – Disse o delegado Clauber Moura na Central de Flagrantes durante o expediente de ontem! – As testemunhas inicialmente arroladas não quiseram falar… – completou o delegado.

Com base nos depoimentos dos policiais militares e nas argumentações do douto delegado de policia dando conta do envolvimento do meliante com drogas em outras ocasiões , o promotor da Infância e da Juventude recomendou a custodia provisória do suposto assassino juvenil, figurinha fácil no álbum da policia na ‘baixada’!

Resta saber agora onde K.F.S.R. ficará hospedado, uma vez que não há Casa de Custodia de Menores na região…! Por ora, ele e os assassinos do taxista Augustinho, ocorrido no dia 31, estão instalados no ‘confortável corró’ da Delegacia Regional…!

Aconteceu o 13º Homicídio do ano em Pouso Alegre

Alex  Neguinho, que respoondia por 155, 180 e 33 e era investigado pela assassinato de "Barba", morreui Pas 06h25 da manha desta querta no mesmo lcoaonde matou

Alex Neguinho, que respondia por 155, 180 e 33, e era investigado pelo assassinato de “Barba”, morreu às 06h25 da manha desta quarta no mesmo local onde  matou e incendiou o corpo do velho traficante em setembro!

O astro rei estava começando espreguiçar e coçar os bigodes para se levantar na manha fresca desta quarta, 04, quando aconteceu o 13º homicídio do ano em Pouso Alegre. O sinistro aconteceu na cracolândia do velho Aterrado, debaixo da ponte do poluído Rio Mandu, há pouco mais de duzentos metros do coração de Pouso Alegre. Aliás, o local vai se firmando como “ponto de -– des – acerto de drogas”. Aliás de novo… Quem morreu foi o autor do 9º assassinato do ano em Pouso Alegre ocorrido coincidentemente no mesmo local há cerca de três meses!

O covarde crime chegou ao conhecimento da policia através de um morador das imediações que ouviu os tiros. Ao chegar ao local a policia militar encontrou o corpo do jovem Alex Neguinho já sem vida. Alex recebeu seis tiros de revolver calibre 22, sendo dois deles na região facial. O corpo que passou por necropsia no IML, foi liberado para os familiares horas depois.

Alex Gomes Augusto, o “Alex Neguinho! 22, era figurinha fácil no álbum da policia. Sua ultima façanha aconteceu, segundo a policia civil, exatamente no local onde ele morreu. Ele vinha sendo investigado pelo delegado Rebato Gavião e seus pupilos como um dos tres meliantes que mataram a pauladas o também meliante Jose Pedro Faroa de Godoi, 56, o “Barba” no dia 03 de setembro do corrente. Depois de matar o ex-traficante e usuário de drogas, que não servia mais para o trafico, Alex e seus comparsas atearam fogo em seu corpo debaixo da ponte do velho rio Mandu. Com base nas investigações dos detetives Abel e Ozanan, O zeloso delegado havia pedido sua prisão preventiva e aguardava o despacho do douto Homem da Capa Preta para mostrar a ele as pulseiras de prata! Agora não será mais necessário!

O assassinato do autor do 9º assassinato do ano, é o 13º homicídio do ano em Pouso Alegre! Um recorde nos últimos cinco anos… E 2015 ainda nem fechou as portas para balanço!

O meliante que cometeu o 13º assassinato do ano em Pouso  Alegre você vai conhecer logo mais aqui no blog…!

 

 

Ajude a encontrar o Rinaldo Gouveia

Rinaldo GouveiaRinaldo IIRinaldo, que foi funcionário do banco Itau e atualmente mantinha uma lanchonete na antiga Alfaiataria Gouveia, foi visto pela ultima vez ali perto por volta do meio dia de sábado. Saiu de casa sem celular, usando calça escura, camiseta azul e sapato preto.

Rinaldo é filho do meu amigo Gouveia,  o alfaiate que fez meu primeiro terno em 1975, quando ainda trabalhava na Rua Dom Nery.

Quem tiver noticias do Rinaldo, favor entrar contato com a família ou com o Blog…!

Caso Larissa de Extrema

Corpo da jovem estudante foi encontrado numa mata na Serra do Lopo em Extrema

Corpo da jovem estudante foi encontrado numa mata na Serra do Lopo em Extrema

O corpo da jovem Larissa Gonçalves de Souza, desaparecida na cidade de Extrema, no extremo sul do Estado, no dia 23 de outubro, foi encontrado no final da manhã desta terça, 03, numa ribanceira da mata na Serra do Lopo, no município de Extrema.  O corpo da jovem em adiantado estado de putrefação foi encontrado casualmente por um motociclista. Ao passar pela serra ele sentiu um forte cheiro de carniça e resolveu chamar a policia.

O delegado Valdemar Lidio, acompanhado de peritos e de medica legista do IML de Pouso Alegre, Tatiana Teles e Koeler de Matos, e seu fiel auxiliar, Sebastião Lumumba, estiveram no local. A necropsia excepcionalmente foi feita no local do encontro do cadaver. O corpo estava numa aguda ribanceira da serra, há cerca de 30 metros da estrada dentro de um saco que parecia inicialmente ser de lixo. Mais tarde o auxiliar de necropsia verificou que tratava-se de uma ‘sacola de loja’. A jovem tinha pernas e mãos amarradas com fios elétricos rígidos jogada no mato ribanceira abaixo!

Devido ao estado de decomposição não foi possível afirmar causa mortis! Uma coisa é certa… Larissa foi morta noutro local e jogada dentro da sacola ribanceira abaixo!

A policia ainda não tem a causa exata e o autor do hediondo homicídio, mas já sabe que o motivo foi passional… às avessas! Larissa tinha um namorado – aquele mesmo que tem aparecido diante das câmeras de televisão chorando e pedindo a volta dela! – que por sua vez era modelo de uma agencia e ‘namorado’ de Jose Roberto dos Santos Freire, dono da agencia e de uma loja de roupas! Ela teria sido assassinada a mando do namorado do namorado dela!

Mandante do crime. Larissa foi assassinada em sua casa e jogada na ribanceira na serra.

Mandante do crime. Jose Roberto dos Santos Freire confessou que Larissa foi assassinada em sua casa e jogada na ribanceira na serra.

O celular de Larissa foi encontrado pela policia na casa do namorado do namorado de larissa em sua loja de roupas foram encontradas sacolas idênticas à qual estava o corpo ainda vestido da jovem estudante !

Ao ser preso o comerciante deixou escapar que o fingido namorado chorão sabia da morte de Larissa! No seu aparelho celular, apreendido pela policia, aparecem fotos que comprovam o ‘relacionamento’ de ambos.

Neste momento tanto o namorado de Larissa quanto o comerciante mandante do crime, por ciúmes, estão sentados ao piano do delegado Valdemar Lídio na cidade de Extrema. O delegado quer saber agora quem é o casal que sequestrou Larissa perto da rodoviária no dia 23 de outubro e como e onde a mataram!

 

O mandante já começou pagar pelo crime...

O mandante já começou pagar pelo crime…

Jose Roberto dos Santos Freire, o namorado do namorado Lucas Gamero, namorado de Larissa, é suspeito de outros crimes – inclusive homicídio – no Maranhão, sua terra natal.

As consequências do hediondo crime cometido pelo comerciante e agente de modelos Jose Roberto dos Santos Freire chegaram à cavalo… Tão logo vazaram as informações de que ele é o mandante do crime, populares revoltados incendiaram sua loja em Extrema!

Gibi, Chavinho e Coquinho… Atrás das grades!

Gibi... Atras das grades pelos próximos 10 anos!

Gibi… Atras das grades pelos próximos 10 anos!

Não adiantou fugir do local do crime; não adiantou se apresentar de braços dados com o causídico…! Os assassinos do angolano receberam as pulseiras de prata e subiram no taxi do contribuinte para Hotel Recanto das Margaridas!

Tão logo começou o expediente na Delegacia de policia civil de Santa Rita no Sapucaí nesta terça e recebeu o BO sobre o assassinato de Joceu Wando Capilo, o delegado de homicídios da Comarca, Mario Roberto Rodrigues Martins, se dispôs a pedir a prisão dos suspeitos João Paulo do Prado e seus asseclas alcunhados “Chavinho” e Coquinho”. Antes mesmo de encaminhar o pedido ao Homem da Capa Preta, o advogado dos assassinos se dispôs a apresenta-los!

Em seu depoimento, João Paulo “Gibi” do Prado abriu o livro! E assumiu toda responsabilidade pelo crime.

 

– Fui eu que puxei o gatilho, doutor…! A ‘treta’ era com o Valdecir… Quando o maluco entrou na parada eu dei os tiros nele! – Confessou o meliante que até ontem gozava de liberdade condicional!

Os detalhes do covarde crime, no entanto, quem contou ao paladino da lei, foram as testemunhas e o laudo de necropsia! O primeiro tiro foi no nariz do estudante desramado. Tão logo ele caiu de costas fatalmente ferido, Gibi deu mais um tiro no olho…!

Mesmo tendo João Paulo assumido a autoria dos disparos fatais, o delegado Mario Martins enquadrou também os parceiros dele, Wellington Cruz Lima, o “Coquinho” e Breno Inácio Vilela, o “Chavinho”, no artigo 121 do CP. Os três estavam espancando covardemente o desafeto Valdecir Bernardes, o que teria provocado a intervenção pacifica do estudante assassinado. Diante de tal clamoroso crime o Homem da Capa Preta acatou o pedido do zeloso delegado e decretou a prisão preventiva do trio.

Gibi, Chavinho e Coquinho, todos figurinhas fáceis no álbum da policia, estão de volta ao lar-doce-lar do Hotel Recanto das Margaridas onde deverão aguardar julgamento!

Justiça feita?

Ainda não!

A atitude das testemunhas do brutal crime ao delatar os assassinos e fazer circular nas redes sociais a cara e os nomes deles, foi de fundamental importância. Além de mostrar a indignação com a violência urbana, contribuiu para o esclarecimento rápido do crime. Não que a policia fosse cruzar os braços, ou que a justiça fosse esperar de olhos vendados… Temos absoluta certeza que tanto o delegado de policia quanto o juiz da comarca agiriam exatamente como agiram! Um pedindo e o outro acatando o pedido de prisão preventiva! A diferença é que os meliantes sentiram tanto a pressão da sociedade, que estenderam espontaneamente os braços e os ofereceram para as pulseiras de prata da lei! Pouparam um grande trabalho à policia..!

A policia fez o se trabalho… O Homem da Capa Preta com certeza fará o seu! Mas não poderá ir uma virgula além do que prescreve a lei!

É aí que o melado desanda! Pois as leis penais brasileiras são frágeis, flácidas, cheia de brechas e buracos e no final da tachada, não dá rapadura que preste…! Não pune ninguém!

Aliás, pune sim, pune filhos que ficam sem pais assassinados por motivos banais ou por meia dúzia de moedas; pune pais que ficam sem seus filhos assediados por traficantes inescrupulosos; pune o jovem que enterrou seus sonhos – e quiçá sonhos do seu país, pois estava buscando conhecimento para melhorar a qualidade de vida do seu povo além mar! – porque ousou levantar a mão… para pedir paz!

Louvável a coragem das pessoas que se indignaram e ousaram escancarar a cara do assassino do estudante Jocéu na redes sociais! Isso mostra que o povo quando quer… sabe o que quer!

Mas é preciso ir além… É preciso escancarar a ineficiência das nossas leis e pedir, e exigir dos “homens de Brasília” – aqueles que escolhemos para nos representar – que modifiquem as leis, que mudem as leis, que criem leis que realmente punam o meliante! E não o cidadão de bem que não pode sequer sentar na calçada de sua casa numa noite de calor para jogar conversa fora com o vizinho!

Não basta a policia prender. Não basta o judiciário aplicar a lei, se a lei não pune ninguém!

Já passou da hora de os nossos congressistas tirarem os olhos do umbigo – e do bolso! – e justificarem a vida de marajás que levam com nosso dinheiro!

Ah, e criarem leis que obrigue o Executivo construir presídios onde os presos possam trabalhar e produzir o seu próprio sustento!

… Mas é preciso continuar se indignando…!

 

PM prende ladrão do Andurah

Jefinho... Dois tablets e 08 garrafas de bebidas destiladas consumidas em drogas em poucas horas!

Jefinho… Dois tablets e 08 garrafas de bebidas destiladas consumidas em drogas em poucas horas!

O arrombamento do restaurante e danceteria aconteceu foi descoberto no inicio da tarde desta segunda de Finados. Usando uma ‘turquesa’, o larapio quebrou o cadeado do portão dos fundos do estabelecimento, desligou os sensores de presença, quebrou outro cadeado, adentrou ao estabelecimento e fez a festa sozinho. Levou dois tabletes, quatros garrafas de whiski, duas de vodca e duas de tequila.

Após colocar tudo em um saco preto o gatuno pardo saiu sorrateiro pelo mesmo portão por onde entrara. O que ele não sabia é que seus passos estavam sendo gravados pelas câmeras internas do restaurante!

Ao assistir o filme mudo rodado no interior do restaurante, os policiais constataram que o artista solitário era um sujeito moreno, usando bermuda jeans, camiseta preta e blusa de frio azul. Pelas imagens os atentos policiais observaram que o mesmo artista já fora visto em outras cenas de filme do gênero pela cidade e saíram na sua sombra.

Algumas horas depois avistaram o artista caminhando pela Perimetral. Jeferson Inacio da Silva, 35, morador da ‘baixada’, levava na cintura uma faca de açougue, uma bolsa preta e dentro da bolsa levava o mesmo saco preto usado para transportar a res furtiva do restaurante Anduráh e a blusa usada durante o crime. E o mais importante… A ferramenta comumente chamada de “troquêz” usada para arrombar os portões do estabelecimento! Encostado na parede, Jefinho nem tentou tapar o sol com peneira…. abriu o livro!

Trocar de roupas não adiantou...

Trocar de roupas não adiantou…

– Fui eu mesmo sargento… Eu troquei as bebidas por drogas no Aterrado. Os tablets eu vendi para uma tal de Joseane na ‘baixada’ e comprei mais drogas… – confessou o artista!

Acareada com o larapio, a intrujona Joseane Teixeira Bibiano, moradora da Rua Tarcisio Aparecido Barbosa, no velho Aterrado, também teve que abrir o jogo. Mas tentou sair pela tangente…

– Eu comprei sim, mas comprei para o meu cunhado Marcelo… – admitiu ela, como se isso fizesse alguma diferença!

Jeferson Inácio da Silva, 35, o “Jefinho”, artista solitário do Andurah, está na ‘caminhada’ desde o século passado. Assinou seu primeiro 155 em 26-10-1998. Desde então não parou mais de pegar o alheio para trocar por drogas. A ultima vez que sentiu as frias pulseiras de prata nos pulsos foi no dia 11-06-2015 quando foi pego com a boca na botija no Hipermercado Baronesa. Mas desta vez não chegou a esquentar a ‘jega’ no Hotel do Juquinha… Saiu dois dias depois em liberdade condicional! Desde então cometeu pelo menos outros quatro arrombamentos recentes na cidade.

Jefinho e a intrujona Joseane Teixeira Bibiano são os mais novos hospedes do Hotel do Juquinha!