PM desenterra dois quilos e meio de maconha no Jardim Ypê

Ravik tentou jogar a oarada nas costas do garoto M.S.S. dizendeo que era apenas o motoqueiro... mas não colou. Ele ja conhecia o Hotel do Juquinha!

Ravik tentou jogar a parada nas costas do garoto M.S.S. dizendo que era apenas o motoqueiro… Mas não colou! Ele já conhecia o Hotel do Juquinha!

Atendendo denuncias de amigos ocultos da lei, policiais militares fizeram uma varredura numa mata, na beira do Jardim Ypê no meio da tarde desta segunda,16. No final conseguiram desenterrar dois tijolos de maconha pesando cerca de dois quilos.

Como não havia ninguém no local para assumir a paternidade da droga, os policiais resolveram plagiar os “Os Originais do Samba” e encenaram o clip da clássica musica…”

“Se oceis pensam que nóis fumo imbora…! Nois inganamo oceeeeis! Nóis fingimo que fumo e iscondemo… Ói nóis aqui traveis!” e ficaram atrás da moita!

Quando o dono da droga voltou à plantação, quero dizer ao esconderijo da droga, para atender um cliente, deu de cara com os homens da lei!

O dono da droga enterrada no Jardim Ypê, é Cleverton William dos Santos, 23, também conhecido no meio policial pela alcunha de “Zóio”. Zóio chegou ao local numa moto Suzuki, entrou no mato zoiou bem e saiu logo em seguida carregando um tijolo de maconha pesando meio quilo. Logo em seguida chegaram os clientes Ravik de Souza Marciano, 21, morador do Arvore Grande e o ‘dimenor’ M.S.S., 17, morador do Shangrilá! No momento em que iria realizar a transação comercial da droga receberam as pulseiras de prata da lei.

 

"Zóio" disse que pretendia criar os três filhos com isso aqui...!

“Zóio” disse que pretendia criar os três filhos com isso aqui…!

Pilhado com a mão na erva, Cleberson Zoio não tentou tapar o sol com a peneira…

– A droga é minha, sargento… Eu estou desempregado, tenho três filhos para criar, por isso entrei no ramo de drogas! Não posso deixar meus filhos passar fome, né? Eu guardo a droga aqui no mato… Eu vim pegar meio quilo pra vender para o ‘muleque’ M.S.S. por R$ 300. O Ravik só veio trazer o moleque até aqui… – esclareceu Zóio.

Ao sentar o trio no piano o delegado de plantão acreditou em quase tudo! E Enquadrou os três no 33!

O ‘dimenor’ foi devolvido aos pais. Zoio e Ravik foram se hospedar no Hotel do Juquinha!

E agora? Quem vai criar os filhos do Zóio???

 

Tuca Maia manda ladrão de cavalo pra cadeia

Renato Ferreira da Silva: Não sei porque estou sendo preso!

Renato Ferreira da Silva: Não sei porque estou sendo preso!

Ronaldo de Paula Belo agora é sujeito serio e trabalhador. No fim de semana ele pegou um serviço de retirada de entulho no Colinas de Santa Barbara e, como não tem muita experiência neste tipo de trabalho, chamou o amigo  Renato para ajuda-lo. Tudo ia bem até que Renato sumiu com a carroça arreada! Ronaldo chamou a policia e deu queixa de furto. Mais tarde os policiais encontraram a carroça estacionada na porta da casa de Renato na Rua Bem-te-vi, no Jardim São João.

Ao sentar ao piano do paladino da lei na DP, Renato Ferreira da Silva deu outra versão para os fatos…

– Que furto, que nada seu delegado! Eu estava trabalhando pra ele tirando entulho no Jardim Noronha… Depois eu fui até a casa da minha tomar um café! Estou sendo preso inocente!

Talvez esteja mesmo. Mas o fato é que carroça do Ronaldo e o respectivo cavalo estavam parados na porta da casa de sua mãe, distante do local onde deveria estar! E o seu passado não é muito recomendável! Renato Ferreira da Silva, 32, já foi processado por furto, por lesões corporais e meia dúzia de vezes por ameaças!

Mas tudo é peixe pequeno perto ficha do seu algoz! Ronaldo de Paula Belo, 41, o “Tuca Maia”, está na estrada do crime desde a adolescência – ele está na pagina 403 do livro “Meninos Que Vi Crescer”. Sua capivara, se fosse puxada por carroça, daria varias viagens do Noronha ao São João. Tem receptação, lesões corporais, ameaças, tentativa de homicídio, dois homicídios, e uma infinidade de ‘Maria da Penha’! Tuca Maia deixou o Hotel do Juquinha em março deste ano.

No entanto, como o errado da vez era seu ajudante Renato, ele sentou ao piano assinou o 155 e como não tinha R$800 para pagar a fiança, foi se hospedar no Hotel do Juquinha!

Assassinato no pesqueiro em Extrema

revolverPassava pouco das 04h00 da manha deste domingo quando um cidadão jovem – vinte e poucos anos – chegou ao Restaurante Pesqueiro Rosa Mar na cidade de Extrema. Minutos depois chegaram dois motoqueiros, ambos trajando preto, um deles sem capacete, usando apenas touca preta da própria blusa e abriram fogo contra o tal jovem.

Segundo um segurança do local, ambos desceram da moto vermelha, sacaram as armas e sem aviso atiraram ao mesmo tempo!

Segundo o perito criminal de Pouso Alegre, que esteve no local, o corpo apresentava quatro perfurações de bala. Dois na região torácica e dois nas costas.

O jovem executado na porta do pesqueiro não portava nenhum tipo de documento. Ele levava no bolso apenas o celular e um isqueiro à gas. Ao lado do corpo o perito achou uma cédula de R$ 50.  Segundo ainda o perito, o morto é de cor parda, aparenta 20 a 25 anos, mede cerca de 1,75, trajava no momento camiseta e bermuda branca Hollister e possuía uma tatuagem no peito, outra nas costas e uma em cada braço. Uma com o nome “Rosiane”!

O corpo sem identificação passou por necropsia no IML de Pouso Alegre e foi sepultado em ‘cova rasa’! Até o momento desta publicação, 15h00 desta segunda 16, ninguém havia reclamado o corpo e a policia ainda não havia identificado nem a vitima e nem os autores da execução criminal!

Estupro e tortura em Pouso Alegre

William Neguinho...

William Neguinho… Os estupradores da garotinha de 16 anos!

Weberton Alemão

Weberton Alemão &

O hediondo crime aconteceu pouco antes da virada de quinta para sexta feira 13. Durante cerca de uma hora um Ford Verona prata ficou circulando pela Rua Tiradentes e adjacências da Praça João Pinheiro, no centro de Pouso Alegre enquanto o passageiro abusava da garota! Depois do crime os estupradores deixaram a menina ferida e seminua na Rua Tiradentes. Desesperada ela correu pela Dom Nery em direção ao centro com as mãos amarradas, para pedir ajuda.

Os momentos de horror da garotinha T.A.S.R., 16 anos, começaram pouco antes das dez da noite. Ao sair de um curso de cabeleireiros na Rua do Rosário, de repente ela sentiu um puxão no  pescoço e logo uma mão tapou sua boca sufocando seus gritos. Antes que ela entendesse o que estava acontecendo, foi jogada no interior de um carro, que mais tarde soube ser um Ford Verona prata.

– Quando ele me jogou dentro do carro eu desmaiei… Só lembro que ele parou o carro na Rua Tiradentes… Ele amarrou minhas mãos para trás, me amordaçou e começou passar as mãos sobre o meu corpo! De repente senti que ele estava me cortando com estilete – contou entre soluços a garotinha ao delegado de plantão no meio da madrugada.

Não satisfeito em abusar do corpo da garotinha o estuprador foi sádico… Escreveu em seu ventre a palavra “vadia”, com o próprio estilete! A garota apresentava ainda ferimentos feitos com o estilete nos braços e pernas!

Ao ser solta pelos estupradores, ainda amarrada e amordaçada, T.A. correu atrás de um bicicleteiro que passava e pediu ajuda, sendo levada até uma lanchonete da Rua Dom Nery onde a policia foi chamada!

– Eles estavam num carro velho! O que me pegou pelo pescoço e jogou no banco de trás, usava uma camiseta amarrada na cabeça, deixando só os olhos de fora… Eu fiquei parte do tempo desmaiada, não sei se o motorista também abusou de mim…! – Contou a garotinha.

O ‘carro velho’ mencionado pela adolescente trata-se de uma Ford Verona, 94. Ele foi abordado pela policia militar na Avenida Levino Ribeiro do Couto próximo ao Terminal Rodoviário de Pouso Alegre no inicio da madrugada. Estava na direção do Verona no momento da abordagem o meliante Weberton Pablo Rivelli, 31. Ao seu lado estava o cidadão William dos Santos Lima, 39.

Apesar de terem sido reconhecidos pela vitima, ambos juraram de pés juntos que eram inocentes do sequestro, tortura e estupro da garotinha! Mas assim mesmo assinaram o 213.

Já de manhã,  depois de um tete-a-tete com o Inspetor de detetives, antes de pegarem o Taxi do Magaiver para o Hotel do Juquinha, Webertom e William decidiram por as cartas na mesa! Depois de confessar aos detetives o hediondo crime, Weberton e William voltaram a sentar ao piano do paladino da lei e contaram com detalhes o que fizeram com a garotinha!

– Eu estava andando de carro com meu amigo Neguinho. Aí eu vi uma garota na rua. Eu não conhecia ela, não. Aí eu desci e mandei ela entrar no carro… Aí no banco de trás eu segurei na nuca dela e comecei fazer umas caricias nela! Fiz uma caricias por cima da roupa, passei a mão nos peitos dela, passei a mãos nas partes intimas… Aí então eu levantei a blusa dela e escrevi a palavra “vadia” na barriga dela, com o estilete que estava no carro!

– Ela estava desacordada enquanto você escrevia com estilete na barriga dela?

– Não sei, não, foi tudo muito rápido…!

– E como ela reagiu enquanto você escrevia na barriga dela com o estilete?

– Ela se contorcia de dor…!

– !!!

– Voce já conhecia o Neguinho (William dos Santos Lima)?

– Só de rua mesmo, do trecho…!

– Quanto tempo vocês ficaram com  garota no carro?

– Nao sei… Eu fiquei uns 15 a 25 minutos enquanto o Neguinho dirigia. Depois nós trocamos… Ele foi para o banco de trás e ficou uns 10 a 15 minutos com ela enquanto eu dirigia!

– Ele manteve relação sexual com ela?

– Acho que não. Eu estava dirigindo… Acho que ele só passou a mão nela.

– E você? Manteve conjunção carnal com a vitima?

– Dei conta, não… Eu estava muito ‘noiado’…! Só passei a mão e escrevi nela com o estilete!

Webertom Pablo Rivelli, 31, o “Alemão”, é figurinha fácil no álbum da policia. Está na ‘caminhada’ desde o inicio da maioridade penal. Sua capivara é recheada de 155, 157, 129, 147 e 28. William dos  Santos Lima, 39, seu ‘parça’ no infausto crime cometido contra  a garotinha, não possui antecedentes no Estado de Minas. Ambos assinaram o 213 c/c 129 e foram se hospedar no Hotel do Juquinha!

Webertom Alemão estava em liberdade condicional desde janeiro de 2015…!

Rodrigão voltou para o xadrez

 

O 'quituteiro' Rodrigão e Zetinho, preparando bolos na APAC em 2010.

O ‘quituteiro’ Rodrigão e Zetinho, preparando bolos na APAC em 2010.

Dos cerca de setecentos hospedes do Hotel do Juquinha, poucos tem uma capivara tão gorda quanto Rodrigo Siécola Felicio! Sua carreira começou em 1995 na minha querida Silvianópolis, quando ele tinha 19 nos e assinou seu primeiro 155. Do furto passou para o roubo. Assinou uma dúzia de 157, 129, 121 c/c 14 e 288. Por conta de tais crimes Rodrigão passou a maior parte dos últimos vinte anos atrás das grades. Preso educado, bem comportado – ao menos em publico! – boa parte de sua cana foi paga na APAC.

Foi na Associação de Proteção aos Condenados Rodrigão aprendeu os ofícios de cozinheiro e padeiro. Já cozinhou e fez quitutes para as mais altas autoridade judiciarias do Estado incluindo o Presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais e até para Mario Ottoboni, fundador da Apac!

Se na Apac Rodrigão sempre soube cativar as pessoas com seus dotes culinários e seu jeito educado de bom menino, na rua ele não sabe o que fazer com a liberdade! E sempre acaba acaba fazendo cáca!

A ultima aconteceu na manha desta terça na Duque Caxias no centro de Pouso Alegre. Rodrigão entrou na loja Zacheu Embalagens, andou pra lá, andou pra cá, não comprou nada, mas saiu levando um produto da loja debaixo da camisa… Pasmem! Um reles litro de Rum Montilla… De vinte e poucos reais!

 

Rodrigo Siécola no Hotel do Juquinha.

Rodrigo Siécola no Hotel do Juquinha.

Ao perceber a sorrateirice do Rodrigão, acusada pelo alarme antifurto, o próprio comerciante saiu pelas ruas da cidade seguindo o meliante mão leve e sua garrafa de bebida caribenha. Enquanto seguia o meliante e a res furtiva, ele ia passando sua rota para os homens da lei.

Rodrigo Siécola foi abordado na Avenida Vereador Antônio da Costa Rios, a poucos quarteirões de sua casa. Além da garrafa com figura de pirata, Rodrigão levava consigo um frasco de desodorante Rexona e uma camisa regata, produtos estes furtados na Loja Super Magazine!

Depois de sentar ao piano e assinar o enésimo delito da carreira, lá foi de volta para o xadrez nosso querido Rodrigão! Querido sim! E impossível não gostar e não querer o bem do Rodrigão! O cara, quando está privado da liberdade, é simpático, humilde, atencioso, esforçado… É um mestre cuca e padeiro de mão cheia!

O seu problema é não saber o que fazer com essa ‘tal de liberdade’…!

 

Lucas Gamero saiu da cadeia

Momento emq ue Lucas deixava o Hotel do Juquinha. (Foto;Reprodução EPTV)

Momento em que Lucas deixava o Hotel do Juquinha, ladeado pelos seus advogados. (Foto: Reprodução EPTV)

Lucas passou exatamente uma semana atrás das grades, enquanto a policia civil de Extrema buscava indícios e provas que o ligassem ao assassinato da namorada, ocorrido no dia 23 de outubro. Além da situação complemente obnubilada, ele havia sido acusado pelo seu namorado e patrão Beto Freire, de estar envolvido no crime.

A prisão do casal Valdeir e Rosa, que ‘arrebataram’ Larissa na rodoviária na tarde do monstruoso crime e a levaram para a casa de Beto Freire, foi fundamental para isentar Lucas no imbróglio…

– Não havia ninguém no local do crime além do Beto – Disseram Valdeir Bispo e Rosiane Rosa.

Segundo levantamentos dos policiais civis, durante o sequestro e assassinato de Larissa, Lucas estava na loja do empresario em outro ponto da cidade, na qual trabalhava.

– Ele teria sido ‘enrolado’ por Beto através do celular, para continuar na loja, pois ele – Beto – estava resolvendo uns probleminhas em casa e mais tarde iria para a loja! – disse um dos policiais que investigaram exaustivamente o caso.

O álibi e bom. No entanto as investigações continuam. A policia quer saber se Lucas ao menos sabia o que iria acontecer e, se, depois do acontecido, ele ficou sabendo do crime.

Beto Freire e Lucas Gamero sentaram frente à frente na tarde desta quarta, 11, diante do delegado Waldemar Lidio na Delegacia Regional de Pouso Alegre. Durante a acareação Beto Freire permaneceu cabisbaixo e calado. Não disse uma palavra. Não voltou a acusar Lucas de participação no crime.

Lucas Gamero deixou o Hotel do Juquinha na noite desta quarta feira, 11, onde seus advogados o esperavam. Magro, abatido e sem os cabelos que lhe davam o ar de modelo, ele se mudou imediatamente São Paulo onde aguardará em liberdade o desfecho das investigações!

 

Perereca recheada em Extrema

Thais...: A maconha era para fumar com meu marido lá dentro do presidio!

Thais…: A maconha era para fumar com meu marido lá dentro do presidio!

Esta terça, 10, foi dia de visita intima no Velho Hotel da Rua Ciriemas! Dentre as visitantes estava a jovem Thais Maciel Rodrigues, 21, moradora do bairro Vila Esperança em Extrema. Thais, como de habito, compareceu ao velho presidio para visitar o amasio Roberto Alves de Souza, cumprindo pena por trafico de drogas. Durante revista de rotina os agentes desconfiaram que a jovem estava portando drogas dentro do corpo. Questionada Thais confessou que levava dois tabletes de maconha dentro da vagina!

A extração da droga da genitália da jovem teve que ser feita no pronto socorro da cidade. Dois tabletes pesando 16 gramas, suficientes para 16 baseados!

– Eu sou usuária doutor… Eu comprei a droga na cidade Bragança Paulista e estava levando para fumar com meu marido na prisão – declarou Thais.

Levada para a delegacia regional de Pouso Alegre, Thais sentou ao piano e assinou o 33. Se conseguir vaga no mesmo Velho Hotel da Rua Ciriemas, Thais poderá ver o companheiro com mais frequência… Sem drogas na vagina!

Meninos que vi crescer… Entre os ‘adultos’ de Pouso Alegre!

Airton Chips e seu "Meninos..." e Maristela Saponara Correa, Secretaria da Academia Pousoalegrense de Letras e autora do livro "Teatro Municipal de Pouso Alegre".

Airton Chips e seu “Meninos…”, e Maristela Saponara Corrêa, secretaria da Academia Pousoalegrense de Letras e autora do livro “Teatro Municipal de Pouso Alegre”.

Na ultima de outubro, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Pouso Alegre, em parceria com a Biblioteca Municipal Prisciliana Duarte de Almeida, realizou uma exposição de livros no saguão da Biblioteca Municipal, na Praça Senador Jose Bento. O objetivo do evento era, além de comemorar a Semana Nacional do Livro, expor as obras e homenagear os autores pousoalegrenses. Cerca de 100 livros de 89 autores radicados em Pouso Alegre foram expostos.

O livro de crônicas policiais “Meninos que vi crescer”, de autoria deste blogueiro, esteve em exposição.

Ver meu “Meninos…” entre as obras de Amadeu de Queiroz, João Beraldo, Jorge Beltrão, Octavio Miranda Gouveia e outros conterrâneos ilustres deixou-me ligeiramente garboso e motivado a lançar o segundo volume!

livro  Meninos que vi crescer, livro robusto com 50 crônicas policiais vivenciadas pelo autor na cidade de Pouso Alegre e região, contadas ao longo de 469 paginas, já está à venda nas livrarias e bancas de revistas de Pouso Alegre e através do site “meninosquevicrescer.com.br”. No entanto, o lançamento formal da obra será feito no inicio do ano que vem, em parceria com a Academia Pousoalegrense de Letras!

 

Reviravolta no caso do assassinato de Alex Neguinho

 

G.S.A. ainda não disse, mas pode ter saido desta arma as balas que mataram Alex Neguinho na manha do dia 04...

G.S.A. ainda não disse, mas pode ter saido desta arma as balas que mataram Alex Neguinho na manha do dia 04…

A alvorada do dia 04 de novembro no velho Aterrado, com alguns minutos de atraso, foi saudada com tiros de revolver! Às seis e vinte cinco da manha o meliante Alex Gomes Augusto, conhecido por Alex Neguinho foi assassinado com seis tiros, a poucos metros da ponte do Rio Mandu, onde ele, segundo investigação da PC, teria matado “Barba” no mês de setembro.

Segundo o BO da Policia, o autor dos disparos teria sido o ‘dimenor’ K.F.S.R., conhecido no meio policial pelo seu envolvimentos com o trafico de drogas. K. foi preso em sua residência na mesma manhã do crime. Ele jurou de pés juntos que é inocente. No entanto, teve a custodia preventiva decretada pelo Juizado da Infancia e da Juventude.

Enquanto aguarda vaga na Casa de Recuperação de Menores de Sete Lagoas, K. está hospedado, melhor dizendo, ‘instalado’ no “Corró” da Delegacia Regional.

Mas foi salvo pelo gongo!

No inicio da tarde desta terça, quando seguia para audiência com o Promotor da Infância e da Juventude, seu destino sofreu uma guinada. Em conversa com detetive André que o escoltava, K. que anates dizia não saber de nada, apontou o verdadeiro autor dos disparos que vitimaram Alex Neguinho!

Diante da nova conjuntura o autor do funesto crime da beira do rio, recebeu a visita dos investigadores em sua residência. “G”, que também é “dimenor”, só tem 16 aninhos, confessou o crime. Ele foi ouvido e, de acordo com a lei, liberado no crepúsculo da terça feira.

Cinco horas depois GSA voltou a sentir o frio das pulseiras de prata! Ele foi surpreendido em colóquio verbal com o meliante Lucas Aparecido Alves na Rua Sapucaí. Com a chegada dos policiais militares, Luquinha passou sebo nas canelas e dobrou a serra do cajuru. Durante buscas no seu muquifo, os policiais encontraram 24 barangas de maconha, uma balança de precisão e… Um revolver calibre 32, supostamente o mesmo usado para matar Alex Neguinho.

GSA negou que tivesse algum relacionamento com Luquinha, mas desceu pra DP onde assinou mais um Afai e mais uma vez voltou para a liberdade. Na falta do pai, DSA, atualmente hospedado no Hotel do Juquinha, respondendo a processos por furtos, roubos, trafico de drogas e tentativa de homicídio, o pequeno assassino de Alex Neguinho foi entregue à sua mãe!

– Vou pedir a custodia preventiva do menor… Se for concedida hoje mesmo ele será apreendido e poderá ser internado também em Sete lagoas – informou  Gilson Baldassari, delegado substituto da especializada de homicídios.

Apesar da confissão de GSA inocentando K.F.S.R. do assassinato de Alex Neguinho, sua custodia preventiva foi mantida, por conta de seu notório envolvimento com drogas. K.F. deve embarcar ainda esta semana no Taxi do Magaiver  com destino à Sete Lagoas!