Policia Civil prende Galinha em Heliodora

O fugitivo carioca era procurado desde o final do ano passado quando matou a tiros um ex-vereador na Baixada Fluminense!

A prisão do bandido aconteceu ao pé da manhã desta quinta-feira, 16. Ele estava trabalhando numa lanchonete em Heliodora, cidadezinha mineira no sul do estado, que homenageia a musa do inconfidente Tomas Antônio Gonzaga, autor do celebre poema… “Barbara bela do norte estrela, que o meu destino sabes guiar…”.
A polícia civil de Pouso Alegre soube do paradeiro de Galinha através de denúncias de amigos ocultos da lei nesta quarta-feira, 15 e armou a arapuca. Quando o sol mostrou os bigodes na manhã desta quinta, 16, a mando do inspetor Balca, os detetives Valdo e Davi, de Natércia e de São Gonçalo do Sapucaí, já estavam de campana na bucólica pracinha da cidade. Tão logo entrou na lanchonete, na qual trabalhava, Galinha ouviu a frase de gelar a espinha:
– “teje preso”! – e recebeu as pulseiras de prata.
Alexandre Magno de Aquino Sampaio, o “Galinha”, 30, era procurado pela justiça carioca desde o final do ano passado. Ele estava com a prisão preventiva decretada por conta do assassinato do ex-vereador e ex-policial militar aposentado, Nelson Gomes de Souza, o Nelson Lilinho. O crime capital contra o político aconteceu no dia 16 de dezembro do ano passado no bairro Tomazinho em São João do Meriti, na Baixada Fluminense. Galinha e o ‘parça’ Rodrigo Siqueira Moura teriam matado o desafeto em terras fluminenses por causa de uma briga de transito. Os assassinos que estavam numa moto atiraram quatro vezes contra o ex-vereador. Dois tiros acertaram sua cabeça. O comparsa de Galinha foi preso no mesmo dia. Galinha bateu asas, dobrou a serra da cajuru, a Serra das Araras, e foi se esconder na cidadezinha das cachoeiras, a 54 quilômetros de Pouso Alegre.

Fim da linha para o “Galinha” Fluminense…


Além do assassinato do político, o meliante carioca é figurinha fácil no álbum da polícia por furtos, receptação e estelionato. A última vez que ele viu o sol nascer quadrado foi em dezembro de 2013, quando então saiu em liberdade condicional.
Enquanto espera bandeira 2 no Taxi do Magaiver para São João do Mariti, Galinha ficará hospedado no Hotel do Juquinha.

Anúncios

3 respostas em “Policia Civil prende Galinha em Heliodora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s