Assassinato em Turvolandia

O crime interrompe quase três décadas sem homicídios no município!

Vítima: Antonio José dos Santos

O sinistro aconteceu no final da noite deste sábado de carnaval no interior de um bar familiar na pequena Turvolândia, a 54 quilômetros de Pouso Alegre. Após breve discussão o cidadão Felipe Gouveia da Silva, investiu contra o desafeto Antônio Jose dos Santos com golpes de faca. Um dos golpes atingiu mortalmente o coração. O lavrador chegou a ser socorrido com vida e levado pela PM para o Hospital Regional Samuel Libânio em Pouso Alegre, mas não resistiu aos ferimentos.

Tão logo desferiu os golpes, Felipe Gouveia deixou o local do crime à pé, se afastou e tentou dobrar a serra do cajuru se embrenhando em um matagal nos arredores da cidade. Durante abordagem para prende-lo, um policial teve que atirar em sua direção, sem contudo atingi-lo.

De volta ao local do sinistro os policiais prenderam também Ernandes Gouveia da Silva, irmão de Felipe. Segundo testemunhas, ele teria entregue a faca para o irmão matar o desafeto.

Felipe (de camiseta branca) e seu irmão Ernandes

Os irmãos alagoanos Felipe e Ernandes Gouvea  da Silva, de 21 e 23 anos, até então moradores do Sitio Cotia, sentaram ao piano da paladina da lei na delegacia regional de Pouso Alegre e assinaram o 121 qualificado por motivo fútil. Se condenados podem pegar de 12 a 30 anos de cana.

O crime ocorrido neste sábado,10 na pequenina, bucólica e pacífica Turvolandia, a 330 quilômetros de Belo Horizonte, interrompe quase três décadas de paz no município. O ultimo assassinato na capital sul mineira do “horti-fruti” aconteceu no século passado. Em 2015 a cidade chegou a receber um prêmio do Estado pelo “índice zero de homicídios”.

O crime de ontem chocou a população da pacata cidade, pois além de quebrar a paz do município, a vítima era pessoa muito bem quista pelos moradores.

1 comentário a “Assassinato em Turvolandia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *