Alguém viu Ketelyn Vitoria?

“Ela” está desaparecida desde a sexta-feira, 10 de novembro.

Fotos de “Ketelyn Vitoria” segundo uma amiga que pede a divulgação.

Ketelyn Vitoria é ‘nome social’ do transexual Diego Rodrigues. Ele tem 29 anos e mora com amigos no bairro Colina Verde em Pouso Alegre.
Segundo familiares, Diego saiu de casa para fazer ‘programas’, no dia 10 de novembro. Desde então não voltou, não atende celular e nem deu mais notícias. Ele foi visto pela última vez defronte o PJota Bar, perto da rodoviária.
Na ocasião Diego – ou Ketelyn – usava uma calça ‘legue’ estampada e uma blusa regata preta. Diego é branco, estatura mediana, pesa cerca de 70 quilos, tem cabelos longos lisos e pretos.
Apesar da vida de risco que leva, Diego não usa drogas e nem é sequestrável! O BO de desaparecimento foi registrado pela tia, na PM, no final da tarde do dia 15 de novembro.
Qualquer informação que leve ao paradeiro do transexual Diego Rodrigues ou “Ketelyn Vitoria” poderá ser passada para seus familiares através do celular 9.9833-5272, 9.9860-5779 ou, à polícia.

Anúncios

Hoje é o último dia para ajudar o Neto

Ele precisa arrecadar R$ 100 mil, para internação, cirurgia, e tratamento de um câncer.

A “Vakinha” criada pelos amigos no dia 08 de novembro já arrecadou R$ 43.698,55. Mas todo o custo do tratamento custará perto de cem mil reais.
Hoje, 20 de novembro, é ultimo dia para ajudar o Jonas Beraldo através da https://www.vakinha.com.br/vaquinha/juntos-pelo-neto

Assalto na porta do banco Itau

O meliante usou uma bomba para ameaçar e roubar o cidadão!

O suspense aconteceu à nove e meia da noite deste domingo, Dia da Bandeira, defronte a agencia do Banco Itau, na Adolfo Olinto em Pouso Alegre. G.C.R. havia acabado de sair do banco, onde fora fazer o deposito de um cheque, quando o guampudo encostou na porta do seu carro, segurou um objeto por baixo da camiseta de mano e deu a ordem:
– Perdeu Mané, cadê o dinheiro, cadê o dinheiro?
Diante da explicação de G. de que não tinha dinheiro, o assaltante insistiu ainda mais ameaçador…
– Tá pensando que eu sou otário? Voce acabou de sair do banco… sei que você tem dinheiro…!
Mas de fato não tinha. E o assaltante, sempre segurando um objeto debaixo da camiseta, se contentou com o aparelho celular.
Ao vê-lo pelas costas montado numa bicicleta branca, o empresário ainda tentou detê-lo, e novamente o assaltante ameaçou sacar o objeto ameaçador que levava por baixo da camiseta. Sem disposição para conferir se o objeto era mesmo um revolver, uma faca ou uma bomba, o empresário preferiu se acautelar e chamar a policia.
O assaltante de porta do banco, porém pé-de-couve, foi preso minutos depois pedalando a mesma magrela branca, na companhia de um amigo, na baixada do Mandu. Quando da abordagem o aparelho celular do empresário já havia mudado de mãos… mas o objeto sob a camiseta suja continuava na sua cintura. Mas afinal que arma ele usava sob a camiseta para intimidar suas vitimas?
Uma pistola?
Uma lapiana Tramontina?
Uma bomba?
… Era uma bomba! Uma bomba de encher pneu de bicicleta!!!
O ‘explosivo’ assaltante é Maycon Marcelo Manoel Justino, 31, morador da Baixada do Mandú, dono de vários registros policiais ainda mais pés-de-couve do que este. Apesar de reconhecido pela vitima, ele jura de pés juntos que é inocente. Na ausência da res furtiva, prova do crime, e conhecedor da Lei 4898, o precavido paladino da lei optou por não autuar o assaltante nas iras do artigo 157. No entanto, determinou diligencias preliminares buscando elucidar o imbróglio! Maycon e sua bicicleta branca – sem a bomba – voltou pra rua… mas a batata está assando pra ele!

Jaque & Deh… Agora uma vida só!

Jaqueline e André se conheceram no dia 02 de outubro de 2011, no Morumbi, durante o ‘clássico’ São Paulo x Flamengo (ambos são são-paulinos roxos. Aliás, a entrada sublime da noiva no recinto se deu ao som do hino são-paulino). Dois meses depois começaram a namorar. No início de 2014 reuniram amigos e familiares e comunicaram a intenção de ficarem juntos para sempre.

 jaquedeh2

        O inebriante “sim” foi dado no início da noite deste sábado, 18. A cerimônia e recepção a um seleto grupo de amigos e familiares aconteceu nas dependências da Pousada Maracanã, em Pouso Alegre.

       Tão logo o casal trocou os votos e foram declarados “marido & mulher” a festa começou… E virou a noite! 

jaquedeh

Jaque & Deh e a amiga Tatiana Matos, esposa deste colunista.  

       A ‘lua de mel’ será curta, pois André está no meio do curso na Aeronáutica. Jaqueline é analista da Policia Civil no 17º Departamento de Policia Civil de Pouso Alegre.

Parabéns Jaque & Deh!

       Deus abençoe o novo casal!

Cidadão recebe alta hospitalar e morre ao chegar na porta de casa

Uma vizinha deu assim a noticia: “Ambulância joga homem morto na porta da casa dele e deixa ele após ser atendido no hospital de machado e ninguém toma providências chamamos o eptv e ninguém pronunciou. compartilhe para chegar na justiça para alguma coisa seja feita. obrigado.” – disse Renata Silva na sua página do face!

O imbróglio aconteceu no final da tarde desta sábado, 18, na cidade Machado, a 75 quilômetros de Pouso Alegre e 30 de Alfenas.
Mas não foi bem assim…!
Fabio Benedito Batista da Silva havia sido internado por uma irmã no nosocômio local na terça-feira, 14. Durante visita do pai na tarde deste sábado, ele recebeu alta hospitalar e foi pra casa. Uma ambulância do próprio nosocômio deixou pai e filho na porta da casa dele, no bairro Jardim das Oliveiras. Familiares e vizinhos relatam que tão logo desembarcou da ambulância, Fabio teve uma crise respiratória, deitou-se no passeio defronte sua casa e acabou morrendo antes da chegada do Samu.
Familiares de Fabio questionam o fato de ele ter sido entregue ao pai, João Batista, de 78 anos, o qual é analfabeto.
O corpo de Fabio Benedito foi levado para o IML de Alfenas onde passará por exames de necropsia antes de ser liberado para a família. Ele tinha 31 anos e problemas com alcoolismo.
A policia de Machado vai investigar se houve negligencia do médico que deu alta hospitalar à Fabio Benedito.

Estupro no Massaranduba

O lombrosiano usou uma faca para subjugar e estuprar a garotinha de 13 anos em um rancho de embalagem de morangos na beira da estrada!

O hediondo crime aconteceu há quase um mês, no dia 23 de outubro, no bairro Massaranduba, zona rural ao sul de Pouso Alegre. Segundo P.A., ela voltava da casa da avó pela estrada de terra batida, no final da tarde, quando um sujeito “meio alto, meio magro” encostou uma faca no seu pescoço e a arrastou para um rancho de embalagem de morangos na beira da plantação. Sob a ameaça constante de cometer um crime ‘ainda pior’, o lombrosiano a teria estuprado.
O crime foi levado ao conhecimento da polícia no final da manhã deste sábado, 18. Segundo a mãe da garotinha, a filha contou o fato apenas a uma amiga, da mesma idade. Esta por sua vez contou o segredo para o namorado e este, através de telefonema, repassou para a mãe da menor no final da tarde de ontem.
Antes de procurar a policia, a mãe levou a garotinha ao Centro de Referencia de Tratamento Humanizado às Vítimas de Violência Sexual, no Hospital Regional Samuel Libânio de Pouso Alegre hoje pela manhã, onde ela passou por exames. O resultado será conhecido no dia 25 de novembro.
A Delegacia de Crimes Contra a Mulher vai instaurar IP para esclarecer os fatos e saber quem é o estuprador – “meio alto, meio magro” – do morangal!

Tentativa de homicídio no “Capim Gordura”

Os tiros disparados por duas armas atingiram a parede e o portão da casa da vitima. O motivo seria uma dívida de drogas no valor de R$400.

Wesley “Gordinho”, figurinha fácil no álbum da policia, assinou mais um BO na ‘caminhada’.

O crime aconteceu por volta de cinco e meia da tarde desta quinta-feira, 16, na Rua A, no Jardim Aeroporto, no local batizado nos anos 80 como Capim Gordura!
Segundo testemunhas, quatro sujeitos em um veiculo HB20 preto efetuaram vários disparos de arma de fogo na direção da residência do cidadão Diego da Silva Lucas. Na residência estavam os familiares de Diego, incluindo crianças, mas ninguém foi atingido. Os tiros acertaram as paredes e portão da casa.
Segundo o próprio Diego Lucas, os desafetos tentaram mata-lo por conta de uma dívida de drogas no valor de quatrocentos reais!
Seguindo o rastro da pólvora, a policia militar prendeu três dos ocupantes do veiculo assassino na Avenida Dr. Lisboa, no centro de Pouso Alegre. O quarto elemento, um garoto de 16 anos, havia desembarcado do veiculo sinistro na Baixada do Mandú, com as armas do crime. Com os três suspeitos presos na Avenida os policiais encontraram R$ 1.800 reais.
Lucas Ribeiro Pascoal de Oliveira, 29, o “Luquinha”, condutor do veiculo HB20, apresentava hálito etílico. Questionado ele admitiu que havia bebido vodca e cheirado cocaína… na terça-feira!
Luquinha e o ‘parça’ Wesley Alex da Silva Pinto, o “Wesley Gordinho”, vão responder por tentativa de homicídio e corrupção de menores, pois os outros dois ‘parças’ que participaram da tentativa de assassinato no Capim Gordura, o “Bino” e o “Gui do Zecão”, são menores de idade. Para os dois “Dimenor” deve … “dar nada, não”!

Moradora de Pouso Alegre ganha premio de R$ 20 mil da “Vivo”

… Mas para receber o premio ela teve que depositar quase R$7 mil na conta ‘do’ vivo!

Esta é mais uma daquelas histórias das quais o colunista, para não perder o credito junto a seus leitores, se sente obrigado a preparar-lhes o espirito com a seguinte frase: “… acredite se quiser!”

O ‘vivo’ provavelmente estava falando de dentro de uma cadeia!

O imbróglio foi registrado no final da manhã desta modorrenta quinta-feira pós-feriado de meio de semana. A jovem C.S.M., 28, portadora do diploma de segundo grau, moradora do bairro Costa Rios, ao sul da cidade, procurou a policia militar e contou seu triste fado: segundo ela, no final da tarde de ontem recebeu aquela famosa mensagem no seu celular:
“ Olá, você é dona da linha xyz? Essa linha foi sorteada na promoção especial da Vivo. Você acaba de ganhar R$20 mil reais! Voce só tem que fazer o seu cadastro para receber seu premio…”
Que maraviiiiilha! Em pleno feriadão chato de meio de semana de sol de rachar mamona na sombra, ganhar vinte mil reais assim de bandeja. Que sorte a da jovem C.S.M.!!!
Percebendo que a jovem engolira a isca, quero dizer, que a usuária da linha havia se interessado, ‘o’ vivo operador ‘da’ Vivo foi passando as instruções. C.S. foi ao caixa eletrônico mais perto de sua casa e fez um deposito na conta indicada, no valor de R$1.499!
Um minuto depois recebeu nova mensagem ‘do’ vivo! “Olha, o dinheiro, não sabemos porque, não entrou na conta! Voce tem que repetir o deposito! Mas não se preocupe… O valor será estornado ou então devolvido pra você junto com o prêmio de R$20 mil.
… E dona C.S. depositou mais R$1.499 na conta “do” vivo e foi pra casa! Meia hora depois recebeu nova mensagem:
– Desculpe, infelizmente tivemos um probleminha aqui. Seu deposito não entrou na nossa conta. Você terá que repetir o deposito novamente… no valor de R$3 mil!
Não se sabe exatamente como, – pois dinheiro não nasce no jardim e nem em contas bancarias! – dona C. conseguiu o dim-dim e repetiu os depósitos. Um de R$2.799,66 e outro de R$ 199,87!
Depois de depositar quase seis mil reais na suposta conta da Vivo, dona C. perdeu o contato com o ‘setor de premiação’ da operadora. Passou a noite acabrunhada, na incerteza se receberia ou não seu premio e seus depósitos de volta, torcendo para receber um novo telefonema da Vivo!
E não é que o ‘vivo’ telefonou de novo! ‘Vivo’ e ousado, muito ousado. Telefonou e disse que estava tudo certo para C.S. receber seu prêmio de R$ 20 mil e seus depósitos de volta. Ela só tinha que fazer mais um depositozinho básico de R$ 800 reais!
E o que a jovem C.S., de 28 anos, portadora de diploma de 2º grau, fez hoje de manhã? Depositou mais R$ 800 na conta ‘do’ vivo!
Algumas horas depois de total silencio do seu aparelho, sem nenhum sinal ‘do’ vivo, ou do seu prêmio de vinte mil, ou ao menos da devolução dos seus depósitos de quase sete mil, ela resolveu ir ao banco sustar os depósitos, e tomou um susto!…  já era tarde!
De uma cidade qualquer do país, ‘um vivo’ já havia sacado o ‘premio’ de R$6.800 depositados à prestação pela jovem e ingênua C.S.M.! E ela ficou só com o cabo do guarda-chuva na mão…!

Afogado no Rio Itaim

O corpo foi encontrado no final da tarde desta quarta-feira,15, no bairro Boa Vista, município de Estiva, a 30 quilômetros de Pouso Alegre e 170 de São Paulo, onde a vitima morava!

Debaixo desta ponte, no Rio Mandú, Juarez havia sido assaltado em setembro de 2011…!

A morte do pedreiro Juarez Izidio da Silva, por afogamento ainda é mistério. Teria ele caído no rio cujas aguas mal cobrem a canela? Teria passado mal e caído na agua? E o que ele estaria fazendo tão longe de casa? Essas são perguntas cujas respostas dificilmente virão à tona.
A perita da policia civil que esteve no local, não encontrou nenhum vestígio de crime. Os exames de necropsias também detectaram apenas afogamento.
Apesar de portar na algibeira sua carteira com documentos que o identificavam, ninguém o conhece nas cercanias do local do encontro do cadáver. Um ‘holerith’ da firma onde trabalhava, encontrado em seu bolso, foi o fio da meada para achar seus familiares. A própria medica legista que o examinou cuidou da investigação. Ao contatar a empresa sediada na capital paulista, foi informada que o cidadão Juarez estava desaparecido há pelo menos dois dias. Sexta-feira,10, fora seu último dia de trabalho. Com isso a família foi localizada e avisada da fatalidade.
Juarez Izidio da Silva, alagoano de Arapiraca, não registra antecedentes criminais no Estado de Minas, mas já levantou poeira em terras manduanas. Em setembro de 2011, quando saiu para fazer um programinha sexual com uma ‘mariposa da Perimetral’, em Pouso Alegre, ele foi assaltado debaixo da ponte do Rio Mandú!
Identificado o morto e entregue seu corpo aos familiares, persiste ainda uma certa aura de mistério no ar… Como uma pessoa adulta, madura, se afoga num rio de aguas tão rasas, tão longe de casa?

Assalto frustrado na pizzaria

“Fiona” foi preso poucos quarteirões depois do local do crime, com a res furtiva na algibeira. Desta vez o crime da pizzaria não acabou em pizza!

O assalto pé-de-couve aconteceu na noite ainda criança desta quarta-feira, 15, no bairro Cruzeiro, ao sul de Pouso Alegre. O guampudo jovem entrou na pizzaria com o pretexto de fazer um lanche, pediu um copo d’agua e de repente sacou uma lapiana e disse a que veio:
– Perdeu Mané, gostosuras ou travessuras?
O comerciante não estava disposto a entregar a ‘gostosura’ e tentou impedir o roubo… E acabou sentindo o frio da lamina branca do assaltante! O primeiro golpe rasgou sua camisa e raspou a costela, o segundo acertou sua mão!
Os homens da lei foram chamados e alcançaram o meliante no bairro vizinho, o Costa Rios, antes que ele entrasse na ‘baixada do Mandú’. Ele ainda levava na algibeira os quase R$ 100 reais roubados a preço de sangue da pizzaria e a faca usada no crime, e resistiu! Primeiro tentou pular um muro e, não conseguindo, encarou de frente os policiais, com a faca em riste. No entanto, como o meliante não é do tipo que rasga dinheiro, diante dos canos frios das .40, ele preferiu se entregar!
Allyson Jose Pereira Azarias, completou 18 aninhos no mês de maio passado, mas está na estrada do crime contra o patrimônio há vários anos. Começou a furtar e roubar para alimentar outro crime: o uso de drogas! Na semana passada a vítima foi sua própria mãe, que tenta colocar comida na mesa catando recicláveis pela cidade. Na ocasião Allyson furtou o botijão de gás da mãe para trocar por pedra bege fedorenta!
Nos próximos meses Allyson “Fiona” fará abstinência forçada de crack e de roubos, no Hotel do Juquinha!
O pizzaiolo ferido com dois golpes de faca, foi medicado no nosocômio regional e passa bem!