Professor vai ao quartel e acaba preso

Herivelton Antonio Dias, preso numa blitz em Inconfidentes: ele não sabia que estava na lista negra da policia, mas sabia de um "rolo" de CNH falsa há quatro anos!

Herivelton Antonio Dias, preso numa blitz em Inconfidentes: ele não sabia que estava na lista negra da policia, mas sabia de um “rolo” de CNH falsa há quatro anos!

Ao procurar a policia para registrar um furto, ele descobriu que estava na lista negra da policia!
Na era high tech é muito comum o cidadão parado numa blitz de transito, estar totalmente sóbrio e com a documentação pessoal e do veiculo em dia, e mesmo assim acabar com pulseiras de prata na DP! É que ao consultar seus dados no sistema, descobre-se que ele está na lista negra da policia! de procurados da justiça!
Muitas vezes o cidadão nem sabe explicar porque seu nome figura na lista de procurados da justiça! Isso aconteceu na segunda à noite Dias, na cidade de Inconfidentes. Ao parar numa blitz de rotina, constatou-se que pesava contra sua ilustre pessoa um Mandado de Prisão Preventiva. O mandado não trazia os motivos da prisão. … ‘acha’ que é porque em 2012 seu nome foi citado por um cidadão que vendia CNH naturalmente falsa. Desde então ele estava morando no interior paulista e quando veio passear na terra do alho, acabou recebendo a má noticia… E as pulseiras de prata da lei!
A situação do professor Carlos Henrique da Silva, 46 anos, morador do Jardim Yara em Pouso Alegre, é semelhante. A abordagem foi ainda mais esdrúxula! No final da tarde de quarta-feira ele estacionou seu GM Classic perto da igreja N.S.de Fatima e foi cuidar da vida. Quando voltou quatro horas depois, seu carro estava no mesmo local, porém aberto! Um meliante havia feito uma ‘sardinha’ na sua porta e levado tudo que havia dentro: documentos pessoais, cartões bancários, celulares, aparelho de som, notebook e R$ 500 em espécie. Carlos Henrique acha que os ladrões são os andarilhos disfarçados de flanelinhas que ficam por ali…!
Mas o prejuízo maior do professor Carlos Henrique ainda estava por vir. No inicio da manha desta quinta ele foi ao quartel da PM registrar o furto. E aí veio a ducha gelada…! Ao consultar seus dados pessoais, os policiais encontraram o nome de Carlos Henrique da Silva na lista negra da justiça! O nobre professor naturalmente desconhecia o mandado e os motivos, mas lá mencionava um tal artigo 299 do CP – uso de documento falso, talvez uso de CNH sem passar pelos tramites legais…!
E o professor que procurou a policia para resolver um problema, arrumou ainda mais sarna para se coçar!
Será que sua ficha está limpa?

Anúncios

2 respostas em “Professor vai ao quartel e acaba preso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s