Um quilo de maconha no teto do vizinho

 

Luana havia deixado o Hotel do Juquinha, onde se hospeddara apor roubo e trafico, no dia 26 de junho... Voltou pra lá no dia do 27o  aniversario!

Luana havia deixado o Hotel do Juquinha, onde se hospeddara apor roubo e trafico, no dia 26 de junho… Voltou pra lá no dia do 27o aniversario!

No inicio da manhã de sábado, 12, policiais militares receberam informações dando conta de que o velho conhecido Gouveinha, na tarde anterior havia dados uns pipocos  na vizinhança da Rua João Sabino e agora estava no portão da casa vendendo maconha.

Ao chegar ao local, inicio da rua, lá estava o garoto belo e formoso no portão, sem lenço, sem documento e sem medo de ser feliz… Afinal, pra ‘dimenor’, ‘dá nada mesmo’!

Se Gouveinha ficou parado no portão esperando a geral dos ‘zomi’, o mesmo não aconteceu com outras pessoas da casa 37! Luana Aparecida Mendes e outra ‘dimenor’ ficaram agitadas, tentando tapar o sol com a peneira. Durante buscas nas duas casas, os policiais encontraram no forro da casa do funileiro Darci Raimundo Tito, um quilo de maconha. A erva estava em pequenos tabletes prontos para comercio. No mesmo mocó os homens da lei encontraram também 05 azeitonas calibre 38, prontinhas para vomitar.

O dono da casa, Darci Raimundo Tito, o “Bedeu”, o melhor meia direita que o futebol de Pouso Alegre – quiça do Brasil! sem exagero – já produziu, jurou de pés juntos que nem a droga e nem as munições eram, suas!

E era verdade. Encostado na parede, Gouveinha, que apensar de ser ‘dimenor’, já figura no álbum da policia por trafico de drogas, assumiu a paternidade das crianças, -da erva e da azeitona!

– A droga é minha sargento… Eu comprei ontem de um cigano que passou por aqui vendendo! Eu fiquei escondido no mato, até o ‘Bedeu’ ir dormir… Depois que ele dormiu eu mocosei a droga e as balas no teto da sua casa!

– E quanto aos tiros de ontem à noite? – Quis saber o policial.

– Foi eu também sargento… Enquanto o cigano foi buscar a maconha eu vi o ‘cano’ no carro dele e peguei pra experimentar e dei uns tiros para o alto – contou Gouveinha. Sem ficar vermelho!

 

A maconha estava guardada no teto da casa do vizinho Bedeu...!

A maconha estava guardada no teto da casa do vizinho Bedeu…!

A ladainha de Gouveinha era muito boa. No entanto, em um maço de cigarros vazio, escondido no sutiã da garotinha S.R.C., 14 anos, a qual mora com Luana Aparecida Mendes, estavam R$440, produto da venda de drogas feita por Gouveinha. Como os três são parentes e moram no mesmo mocó, no quintal de Bedeu, e os três são apontados por amigos ocultos da lei como traficantes de drogas, o delegado de plantão fritou o trio no 33.

       Gouveinha e S.R.C., que ainda são inimputáveis, voltaram para a João Sabino. Luana Aparecida Mendes – lembram dela? Luana estava na porta de sua casa conversando com o ex-futuro sobrinho Leonardo Henrique, quando ele foi morto por dois motoqueiros que passaram engarupados na semana passada! Ela também tomou um tiro de raspão! – não teve a mesma sorte. Ela assinou o mesmo 33 mas como é dimaior, subiu para o Hotel do Juquinha.

      Aliás, uma coincidência macabra… Na sexta feira dia 04, Leonardo Henrique foi assassinado na presença de Luana, com um tiro nas costas, no dia em que estava completando 17 anos! Neste sábado, Luana Aparecida Mendes assinou o 33 e subiu para o Hotel do Juquinha… No dia em que estava completando 27 anos…!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s