Suicídio na DP de Pouso Alegre

 

Este é o segundo suicídio na DP de Pouso Alegre desde eu foi inaugurada em 2007!

Este é o segundo suicídio no novo prédio da DP de Pouso Alegre desde que foi inaugurado em 2007!

Estava o cidadão Pedro Luiz Guerra quieto no seu canto, no alpendre de sua casa na Praça Ribeiro de Miranda, centro de Ouro Fino, às sete e quinze da noite desta sexta, 08, quando de repente foi sacudido por um barulho de dois veículos se chocando. Ao sair ao portão da residência para o que havia acontecido, viu o que não queria… Um fusca havia batido de frente no seu Fiat Palio estacionado defronte sua casa!

O motorista fusca branco placas BQG 5674 era o cearense Albertino Ribeiro de Lima, natural de Ibiapina, 45 anos de idade, servente de pedreiro, morador do centro de Ouro Fino.

Quando se aproximou do motorista, Pedro Luiz percebeu a real causa da barbeiragem… Ele estava com todos os sintomas da embriagues! Pra evitar que Albertino deixasse o local, Pedro Guerra retirou a chave do ignição e acionou a policia militar.

Albertino, que às vezes é também chamado de “Robertino”, recebeu pulseiras de prata e foi conduzido à delegacia regional de policia civil de Pouso Alegre, onde sentou-se ao piano e assinou o 306, o quarto artigo do Codigo de Transito Brasileiro! Ele já havia sido detido em 1997, em 2000 e em 2013 por dirigir sem habilitação!

Por dirigir sob efeito de álcool e causar sinistro, Albertino foi afiançado em dois salários mínimos, poderia ter voltado imediatamente para casa – naturalmente de taxi ou de jardineira – se tivesse o dim-dim da fiança na algibeira. Mas não tinha. Por isso teria que ser recolhido ao presidio. Enquanto aguardava o Taxi do Magaiver que o levaria para o famoso “Hotel Menino da Porteira” em Ouro Fino, Albertino foi colocado no “corró” da Delegacia Regional! Uma hora depois, quando os policiais de plantão voltaram ao “corró” para colocar outro infrator da lei, encontraram Albertino sem vida, pendurado na grade da cela. Ele havia usado as mangas da blusa de moletom para cometer o suicídio! Segundo policiais que estavam no plantão na madrugada, Albertino estava tranquilo, conformado com sua sorte. Só tinha uma reclamação a fazer: havia sido abandonado pela família que não se manifestara no sentido de pagar sua fiança!

Este foi o segundo suicídio no interior da Delegacia Regional de Pouso Alegre em menos de três anos. No dia 28 de setembro de 2012 um comerciante de Montes Claros usou o mesmo meio para por fim à vida. Francisco Nascimento de Oliveira havia sido autuado no final da tarde daquela sexta feira, por uso de documento falso. Enquanto aguardava no “corró” a transferência para o Hotel do Juquinha, ou, que seu advogado conseguisse o relaxamento da prisão, ele pôs fim à própria vida.

Apesar destes dois casos consumados, nos últimos 8 anos, desde que o novo prédio da Delegacia Regional de Pouso foi inaugurado, houve varias tentativas… Evitadas casualmente pelos policiais de plantão!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s