Mara… Ascensão e queda da “Rainha da trafico”

                                                 “Meninos que vi crescer”

       Regimara Cristina da Silva posou para o álbum da policia pela primeira vez em 1996. Contava então 20 anos de idade. Era ainda uma ilustre desconhecida no submundo do crime e talvez continuasse assim até hoje, se alguns personagens não tivessem cruzado seu caminho. Naquela tarde de 96 ela ainda não era alvo da justiça. Os policiais procuravam seu companheiro Flavio Silva Alves, o cagão – assassinado no minuto após matar um desafeto em 2003 – com um mandado de prisão na mão. O encontro foi num humilde casebre de bambu, no final da Rua Oscar Dantas. Regimara estava cozinhando um frango d’gua para o amasio Flavio quando os policiais chegaram… Ela ainda debutava no crime. Não havia formalmente nada contra Regimara Cristina por isso ela não subiu para o velho Hotel da Silvestre Ferraz. Mas não tardaria subir…

Esta é a foto da Mara, “Rainha do Trafico”… A foto da adolescente Regimara Cristina que ia à igreja com a familia do garotinho S.M.D. toda semana, não conseguimos mais encontrar…!

       Cinco anos depois Regimara voltou ao palco. Já não era mais Regimara, a mulher de bandido. Agora era conhecida pelo epíteto de “Mara”, a dona de uma importante “boca de fumo” da Oscar Dantas. Morava numa casa boa no meio do quarteirão com o oleiro Pardal. Por causa de meia dúzia de tabletes de maconha assinou seu primeiro 12 da Lei 6368. Como era primária, não criou raízes no velho Hotel da Silvestre Ferraz.

      Em 2003, durante abordagem de rotina a dois motoqueiros no posto policial de Borda da Mata, os patrulheiros encontraram dez quilos de maconha na mochila deles. Os “mulas” C.E.M. “Kadu” e o jovenzinho F.S.C. de 17 anos, ilustre cidadão pousoalegrense atualmente, traziam a droga de Mogi-Mirim. Fincaram o pé e não disseram de quem era a droga. Mas os detetives da Delegacia de Combate ao Trafico de drogas de Pouso Alegre apuraram que a ‘erva marvada’ era da Mara.

      Quando a primeira condenação da loira Regimara Cristina da Silva chegou, em 2005, ela já era “Mara… A Rainha do trafico” no Aterrado, quiçá de Pouso Alegre.  Morava numa bela fortaleza estrategicamente construída na divisa dos bairros Costa Rios com Aterrado, a qual ela chamava de mansão. Prende-la não foi difícil. O difícil foi mantê-la presa. Alegando que estava correndo perigo no velho hotel da Silvestre Ferraz, Mara conseguiu transferência para o Hotel Recanto das Margaridas em Santa Rita do Sapucaí. A suspeita de que sua ‘insegurança’ não passava de um engodo, logo se confirmou. O que ela queria mesmo era ficar mais perto da porta… de saída! Mara devia saber que o presídio de Santa Rita vivia um dos momentos mais degradantes de sua historia. Por menos que um maço de cigarros se comprava de tudo ali no “presídio modelo do Sul de Minas”… inclusive a liberdade. Em pouco tempo Mara e seu ‘aviãzinho’ Monica Bueno se tornaram “cela livre” e passaram a circular livremente pelas galerias da nova cadeia. Das galerias para o pátio externo, para a horta nem foi preciso pular… Foi só atravessar a porta! Numa dessas elas passaram para o lado de fora e não voltaram para o de dentro… Saíram pela porta da frente… sem hábeas corpus e foram viver ‘de quebrada’ no Estado de São Paulo. De quebra Mara levou com ela o novo amante, o jovem “Xoxinho”, sua irmã Binha e a sobrinha Thais, membros da sua quadrilha.

      No inicio de 2006 o subinspetor Alberto levantou a lebre em Jacareí. Montou uma equipe e foram à caça. Quando chegaram à princesinha do Vale do Paraíba, Mara, seu amante Xoxinho, sua irmã Binha e sua sobrinha Thais já haviam levantado vôo, mas por descuido deixaram uma pista… Um cartão de um taxista dentro de uma bíblia. Através dele Alberto, Balca, Ozanam e Teobaldo localizaram a traficante na vizinha São Jose dos Campos e a trouxeram de volta. Ao retornar ao lar doce lar do velho da Silvestre Ferraz Mara contou uma historia cabeluda. Segundo a fujona, um mês antes de sua prisão verdadeira ela fora seqüestrada… por três policiais! E mantida por quatro dias em cárcere privado na capital paulista. Mara contou que os policiais, um de São Paulo e outros dois de Pouso Alegre queriam, ‘50 mil reais para fazer de conta que não a tinham visto’. Como ela não conseguiu levantar a grana toda naquelas circunstancias, dois dias depois eles abortaram o seqüestro e a deixaram ir embora, sem receber o “resgate”.

      A historia da prisão de mentirinha era verdadeira! Os dois policiais foram exemplarmente punidos. Um deles, em estagio probatório foi sumariamente excluído da policia. O outro, já estável, esperneou na justiça durante vários anos mas acabou recebendo o merecido pontapé no traseiro.

       Por conta de sua ‘delação premiada’ a Rainha do Trafico pôde escolher o apartamento e suas companheiras de cela no velho hotel da Silvestre Ferraz. Logo que se alojou como queria, Mara começou colocar seu ‘plano B’ em ação. Primeiro fez o papel de boa moça arrependida, que só quer ‘pagar’ sua pena ‘diboinha’. Em seguida disse que precisava continuar seu tratamento dentário fora do presídio. Sabendo das dificuldades de pessoal para fazer a escolta ela começou jogar charme em cima do carcereiro, para que ele a levasse pessoalmente ao consultório dentário. Uma vez na rua, bastava um comparsa encostar um cano na costela do policial e seguir outro itinerário, deixando o carcereiro a ver navios. O plano era excelente. Ela sabia que comprar o bolso do carcereiro não seria possível, mas seu coração, quem sabe …? Mulher forte, inteligente, decidida, bonita… Dotes ela tinha! Mas nunca saberemos se ela teria sucesso. Quando seu plano ainda engatinhava, o velho hotel da Silvestre Ferraz, já superlotado, sofreu uma reviravolta. Com a abertura de vagas na Penitenciaria de Três Corações, dezenas de “presos problemas” de Pouso Alegre foram transferidos para lá. A Rainha do Trafico, dado o seu histórico, também ganhou ‘bonde’ para a ‘penita’, frustrando seus planos de nova fuga como fizera em Santa Rita do Sapucaí.

      Mas nem tudo estava perdido para a Rainha. Como ela estava grávida de Xoxinho, semanas depois foi curtir sua prenhêz e dar à luz na Penitenciaria de Ribeirão das Neves,  região metropolitana de B.H.

      Apesar de mais de uma condenação, como a lei penal brasileira é cheia de portas e janelas – e ‘michas’ para abri-las – Mara amamentou seu rebento através das grades por pouco tempo. No dia 27 de agosto de 2009 a Rainha recebeu liberdade condicional. E voltou para o ramo que sempre comandou tanto de perto quanto à distancia. Para disfarçar e parecer uma honesta e regenerada ex-traficante, ela mudou-se da sua mansão no Costa Rios – A casa assobradada num ponto estratégico do bairro é mais uma fortaleza inexpugnável onde ela prepara, divide e embala drogas, do que mansão – para uma confortável e discreta casa do bairro Recanto dos Fernandes, de onde comandava sem problemas sua rede de distribuição ilícita de veneno.

      Sem problemas uma virgula! Enquanto Mara posava de Regimara Cristina da Silva, uma discreta ex-traficante regenerada, cuidando do seu filhinho de colo, morando em um bairro tranqüilo, acima de qualquer suspeita, os detetives também fingiam que acreditavam que ela havia regenerado! Se mesmo de trás das grades, a Rainha loira mantinha seu reinado, usando familiares e meliantes como súditos, isso não passava despercebido aos olhos dos amigos ocultos da lei e informantes dos policiais. Aliás, a quadrilha da Rainha Mara só cresceu em ramificação e clientela na sua ausência. Mesmo à distancia ela comandava dezenas de pessoas no seu staff. Tinha alguém para buscava a droga no fornecedor, tinha alguém para levar aos seus clientes, vários para distribuir no varejo, alguém para cuidar das finanças e até os pistoleiros para garantir que ninguém iria dar o cano.

       Num dos melhores trabalhos já realizados pela policia civil de Pouso Alegre nos últimos anos, a Rainha e seus zangões caiu nas malhas da lei em outubro de 2009. A operação denominada “Preto no Branco” deveria ter sido desencadeada um pouco mais tarde, mas foi antecipada por causa de uma respeitável remessa de drogas recebida pela quadrilha; 10 quilos de cocaína… 10 quilos de farinha do capeta. As prisões começaram no final da tarde de sexta e só terminaram na manhã de sábado. De “mulas” a pistoleiros que garantiam a lei e a ordem’ na organização criminosa, vinte e dois súditos da Rainha Mara foram parar atrás da grades. A condenação da quadrilha  passa de 220 anos de cana. Mara pegou 34 anos!

       Mas a Rainha loira do trafico nem sempre foi tão perversa. Ela nasceu Regimara Cristina e poderia ter se tornado “Cris” ou mesmo “Mara”. Porém, poderia ter seguido a outra trilha da encruzilhada. Alta, loira, saudável, inteligente decidida e bonita ela poderia ter se tornado uma bela e bem sucedida empresaria do ramo de boutique, cosméticos ou lingerie… Apesar do berço humilde, a vida sorriu pra ela. Mara estava distraída e não viu. Na sua adolescência, ainda Regimara, ela foi empregada domestica. Trabalhou vários anos em uma casa de família. Era tratada como se fosse da família e a recíproca era verdadeira.

– Além dos afazeres domésticos, ainda tomava conta da minha irmã e de mim. Com o tempo, convidamos ela para morar conosco e ela aceitou. Dessa forma fomos nos apegando a ela. Pros meus pais ela era tida como filha. Já para minha irmã e para mim era tida como amiga, mãe e irmã. O nome dela é Regimara, mas gostava de ser chamada de Mara – Relata o jovem S.M.D. que conviveu vários anos com Regimara no inicio dos anos 90.

       Com a família do jovem Regimara foi apresentada à  uma nova religião…

– … Meu pai conheceu uma pessoa evangélica que lhe apresentou a Cristo. Assim converteu-se toda minha família, inclusive a Mara. Íamos à igreja juntos e levávamos uma boa vida .

       Apesar da religiosidade, a família do jovem mudou-se de Pouso Alegre, foi tentar a vida numa cidade vizinha. Os negócios não deram certo, voltaram para Pouso Alegre e Regimara ficou na cidade vizinha… com um namorado. Quando voltou à Pouso Alegre, Regimara se tornou “Mara Loirão”… e se desviou na encruzilhada!

       A Rainha Mara esta hospedada atualmente na Penitenciaria Estadual de Três Corações. Com a unificação de suas condenações por de trafico, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, suas penas que somam mais de 34 anos, podem cair para cerca de 26 anos. Ainda assim, de acordo com a ‘matemática penal, ela deverá passar os próximos 10 anos atrás das grades. Será que dá para voltar a ser Regimara Cristina?

Deus tem me incomodado bastante para ir conversar com ela e dar-lhe uns conselhos… Quero muito levar uma palavra de Deus pra ela – diz o jovem que há vinte anos tratava Regimara como amiga, mãe e irmã.

Pelo jeito, ao menos uma pessoa ainda tem esperança de tirar Mara do crime…

* Materia alterada pela ultima vez em 11 de abril 2013 às 20:19h.

 

Anúncios

19 respostas em “Mara… Ascensão e queda da “Rainha da trafico”

  1. Pq sera que a Mara ficou tanto tempo em acao e alguns pequenos presos tao rapido ?!
    Com residencia fixa e sabidamente chefe do esquema eh de se suspeitar de corrupcao !!!
    Na epoca havia vereador (es) que tomavam partido dela qnd por ventura era levada a delega …

    Curtir

  2. Olá Airton….
    Diga pra nós aqui, qual o nome dos policiais envolvidos no esquema!!!
    Foram os Unicos que vc não não citou os nomes….será isso corporativismo???
    Abraços…!

    Curtir

    • Olá Fininho Criska_pa@yahoo.com.br 200.202.193.1,
      Não houve “esquema”. O que houve é que tres bandidos, que no momento eram policiais, sendo um de Cambui, outro de São Paulo e o terceiro de Pouso Alegre, tentaram extorquir a traficante e se deram mal. O de São Paulo não foi identificado. O de Cambui foi processado como manda a lei e expulso da policia imediatamente como a materia deixa Claro. Rogerio, o de Pouso Alegre, foi processado criminal e administrativamente e no final do processo também foi expulso da policia.
      Abraços.

      Curtir

      • Obrigado Airton
        Agora fiquei esclarecido
        Infelismente há pessoas que denigrem a imagem das Policias, por isso acho legal de sua parte também citar o nome desses meliantes bandidos “de farda”…!
        TKS!

        Curtir

      • Olá MMMM,
        Nem me lembro o nome do sujeito… Ele veio de São Paulo, trabalhou poucos meses em Pouso Alegre, estava em “estagio probatorio” e quando o fato foi apurado pela policia ele tomou o merecido pé no traseiro… Nunca mais o vimos por aqui.
        Abraços.

        Curtir

  3. Caro Airton Chips,

    Acredito mesmo na regeneração da Mara. Claro que depende mais dela do que qualquer outra pessoa ou até mesmo Deus, pois nos dá o livre arbítrio. As opções nos são dadas e nossas escolhas nos farão colher os respectivos frutos (bem ou mal).

    Abraços,

    S.M.D.

    Curtir

  4. CHIPS, VC SABE COMO ESCREVER UMA HISTÓRIA VERDADEIRA. FIQUEI SURPRESA COM AS REVELAÇÕES DA VIDA DESSA MOÇA. SINCERAMENTE PELOS LONGOS ANOS NO TRAFICO, NÃO ACREDITO EM SUA RECUPERAÇÃO, MAS SE DEUS ESTA TOCANDO O SEU CORAÇÃO PARA CONVERSAR COM ELA, VÁ. NADA É IMPOSSÍVEL. QUEM SABE VC NÃO É O ENVIADO DE DEUS PARA ACENDER A LUZ NO FIM DO TUNEL NA VIDA DESSA MOÇA. UM GRANDE ABRAÇO.

    Curtir

  5. Bom Mais a “”MARA”” Foi a Rainha e esta guardadinha ……
    porem as DROGAS continuam no mercado circulando Normalmente ! ! !
    e quem realmente é para ser pego ta ai “”pagando”” de maguinata! rsrsrs Ou deve estar Pagando Propina??? Eis a questão (nunca caiu) só os aviões as mulas como costumam dizer!!!
    JÁ Virou comercio nesta cidade !
    Hoje a classe “c” não é mais os usuários…- Hoje a Maioria da Classe A são os maiores consumidores !
    ” Pouso Alegre “Sabe quem é o TAL …..Mais não vamos esqueclarecem que si trata de BRASIL!
    QUEM TEM DINHEIRO é quem manda
    os que não tem são os que pagam ……..

    Vamos Torcer que um dia possamos falar em justiça Neste Pais estado e nossa linda e maravilhosa Corrupta POUSO ALEGRE

    Abraços , e bom dia!

    Curtir

    • Estimada leitora Hellen,
      Voce demonstra ser uma pessoa relativamente inteligente… Mas diz muitas tolices! Voce mesmo se contradiz com relação à materia citada! Voce diz coisas por “ouvi dizer”!
      Procure canalizar sua inteligencia e conhecimento para a solução dos problemas sociais, não para ‘espalhar penas da torre da igreja’. Voce mesmo se sentirá melhor.
      Abraços e boa tarde!

      Curtir

      • rsrsrs ..
        Tolices?!?! Será!?!?
        Não Vamos tapar o sol com a peneira!
        Com MARA E SEM MARA…((AS DROGAS CONTINUAM EM NOSSA CIDADE)) relativamente ainda .
        Bom Não posso “”canalizar minha inteligencia em solucionar o pequeno Probleminha da nossa Cidade, pois pagamos Impostos …que pagam salários miseráveis aos Delegados, PC , PM, Juizes,promotores,prefeito, vereadores,etc.. “” Vamos deixar para os órgãos competentes solucionar o “pequeno probleminha”. Pois estou aqui “escrevendo este pequeno post , pois sei que nesta cidade a muitas coisas a serem solucionadas e que “OS DEL. PC.PM ETC… são “leitores frequentes” Sei que (não são todos CORRUPTOS ). Possam esclarecer os fatos de nossa Cidade! Não é jogar penas da Torre e sim desfocar a atenção dos leitores e escritores a seguinte REALIDADE. pois as DROGAS CONTINUAM…. Obrigada pela sua
        resposta Foi bem coerente e sensata .
        Boa Noite Fica Com Deus 😉

        Curtir

  6. Ja briguei com ela no carnaval de 2010, por mentiras da sua filha, mais mesmo assim não desejo mal a ela, mais infelizmente ela ta colhendo o que plantou.

    Curtir

  7. Mais nenhuma noticia da Mara? Fiquei sabendo que o advogado dela abriu mão do caso, e não recorreu sobre a pena…portanto ela tem mesmo os 34 anos de pena nas costas!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s