Voce fuma Maconha ou bosta de cavalo?

Muito se tem falado em maconha ultimamente. Principalmente no sentido de sua legalização ou descriminalização. E, querendo ou não a erva marvada pode recuperar seu antigo nome, como era conhecida há dois mil anos: erva santa. Até pouco tempo usar uma camiseta com foto da folha de cannabis estampada ou chaveiro, dava cana… era apologia ao crime. Agora as “marchas para a maconha” levam milhares de maconheiros e simpatizantes para a rua, ‘numa boa’.
Bem, sem entrar no mérito da questão, vejamos um pouco de sua – controversa – historia.
Até o século XX a maconha era mais famosa nas Américas como fibra têxtil e como planta medicinal. De meados do século XIX até os anos 40 a maconha constava na farmacopéia oficial de vários países. Remédios a base de maconha eram encontrados em qualquer farmácia. No ocidente a maconha começou a ser usada como psicotrópico por escritores e artistas no século XIX, como os poetas franceses Rimbaud e Baudelaire, mas sua utilização restringia-se a pequenos círculos boêmios das grandes cidades e as colônias de imigrantes asiáticos e africanos.
Em meados do século XX, porém, os cientistas identificaram os efeitos colaterais da maconha e seu uso acabou restringido ou excluído nas farmacopéias, sendo proibido por lei em vários países. O consumo da maconha, entretanto, passou a ser disseminado no mundo nos anos 60. A difusão do Rock e de Woodstock, bem como o avanço hippie em muito colaborou para que a maconha se espalhasse pelos Estados Unidos e desde este país fosse disseminada para o mundo todo.
Seu uso era freqüente entre as classes mais baixas e mais tarde foi difundido entre os jovens de todas as classes. Na década de 1960 a maconha era usada em shows de rock, juntamente com outras drogas e atingiu grande abrangência entre os jovens, sendo inclusive usada por soldados americanos na Guerra do Vietnã. No Brasil a droga é usada principalmente pela população jovem de classe baixa, média e alta. Nos últimos anos as estatísticas mostram que a maconha está sempre entre as drogas ilícitas mais consumidas pelos jovens estudantes colegiais e universitários.
Em todos os estudos feitos até agora, não se conseguiu provar se a maconha causa dependência psíquica ou não. Mas uma coisa é certa, certíssima, tão certa quanto você estar lendo esta matéria neste momento… a maconha causa dependência “social”. Quando o organismo do sujeito se ‘acostuma’ com a droga e não encontra nela mais o prazer do inicio, ele não para com as drogas. Ele não pode cometer a fraqueza, o vexame perante os amigos, de virar ‘careta’, por isso ele busca outra mais forte. O Crack, a cocaína, o haxixe…
O assunto é vasto e só peguei na pena, quero dizer, no mouse, para falar da parte hilária da droga… na qualidade da famigerada erva santa…
São mais de 60 substâncias que se encontram presentes na maconha, chamadas pelo nome genérico de canabióides. O tetrahidrocanabiol é a substância preponderante e o principal princípio ativo da maconha. Também é conhecido o delta 9 tetrahidrocanabiol. Sua concentração varia de 1% a 5% na maconha comum e de até 33% na supermaconha conhecida ultimamente como skunk, produzida no Marrocos, Afeganistão e Egito.
Além do cheiro característico, parecido com queima de qualquer capim verde, que identifica tanto a própria quanto seus usuários, a maconha, por ser proibida por lei, não sofre qualquer tipo de controle de qualidade. Não existe qualquer fiscalização pública ou privada. O risco é inerente ao negócio. O que vale é o lucro.
Ano passado, durante busca e apreensão de armas e drogas num muquifo em Juruaia, a capital da Lingerie, a policia militar encontrou 300 gramas de estrume de vaca, bem guardadinha no guarda roupa. A bosta desidratada seria misturada na maconha e vendida aos nóias da cidade…
Em 1997 a Polícia Federal de Santa Catarina apreendeu um traficante na Grande Florianópolis, com dois mil quilos de maconha.
O procedimento policial, neste caso, é levar o indivíduo para a delegacia e a droga para o laboratório. Somente após o laboratório confirmar que se trata de droga, o que se faz pela análise da presença do princípio ativo, o delegado registra a ocorrência policial.
Procedido o exame do material, não constatou-se o princípio ativo. Feito novo exame, com outra amostra, não apareceu o THC. Levada uma amostra, com urgência para o laboratório central da Polícia Federal, que tem mais recursos de investigação, confirmou-se que não era maconha.
Instado a se pronunciar, o detido informou que “realmente havia iniciado vendendo maconha pura, mas como a polícia tornava as coisas muito difíceis, havia começado a misturar bosta de cavalo. Tendo havido aceitação e elogios dos consumidores, que não sabiam da mistura, foi aumentando a parte de bosta e, para surpresa geral, informou que hoje vende bosta pura.
Se alguém que você conhece, usa maconha há algum tempo e diz que não sente nenhum prejuízo com o uso, pergunte-se: o que será que ele está fumando realmente… Maconha ou bosta de cavalo… ?!?!?

Anúncios

16 respostas em “Voce fuma Maconha ou bosta de cavalo?

  1. Bom dia pessoal!
    Sempre ouvi falar deste fato de misturar bosta na erva.. Mas nunca pesquisei sobre, pois não e de meu interesse e sim de quem consome. Ótima reportagem.. Pena que os consumidores não acreditam ou então finge que acreditam, falando sempre que estão certos. Olha que existem muitos intelectuais envolvidos neste negócio. Esta semana uma cantora insultou os policiais em pleno show, porque eles abordaram alguns maconheiros, Fazendo valer a lei. Assim caminha o mundo, meia dúzia querem a legalização, enquanto o cidadão de bem acorda cedo para trabalhar e quando chega em casa no fim da tarde, depois de um dia estafante de serviço. Depara com sua casa vazia, roubada por um usuário de pedra, que começou a usar a erva.
    Aos amigos que discordam de tal fato, quero dizer que tenho experiências com vários usuários e conheço a fundo o que a droga pode causar em uma família. abraços fraternos . Que Deus abençoe a todos!

    Curtir

    • Olá Guilherme,
      Como droga que causa dependencia, pessoalmente acho que ela não faz mais estragos do que o ‘suco de gerereba’ e ‘loiras geladas’… O grande problema é que os nóias não ficam somente na maconha. Depois de um tempo a fumacinha ja não satisfaz e o usuario parte para drogas mais fortes… e aí se destroi. Por isso, liberar a erva marvada, é coisa para se pensar e repensar mil vezes!
      Abraços.

      Curtir

  2. Essa história é fake, moro em SC e nunca ouvi falar uma besteira tao grande assim, aqui a maconha é de primeira qualidade, e só um retardado pra fumar bosta de cavalo seca e achar que é maconha, ou alguém, muito ignorante pra achar que uma história dessas possa ser verdadeira.

    Curtir

  3. Se havia apenas bosta seca de cavalo sendo vendida por esse traficante, como que seus “clientes” ficavam chapados?
    A legalizaçao pode diminuir sim a incidencia de usuarios de maconha que migram para outras drogas, pois ela seria vendida em um ambiente diferente, os coffeshops, onde nao haveriam outras drogas a disposição do consumidor, apenas maconha, diferentemente do que acontece num poto de drogas qualquer, onde os trafica oferecem outras drogas para viciarem os maconheiros! Sem falar que uma regulamentação acarretaria em ganho de qualidade na erva e tributos ao governo!

    Curtir

    • Meu estimadissimo leitor Canabista,
      Acho que voce não entendeu o espirito da coisa.
      Se o sujeito não encontrar maconha para comprar nos respeitáveis “cofesshops”, não lhe parece natural que ele vá procurar em qualquer outra boca de fumo!!! Ora, ora, ora…
      Abraços.

      Curtir

  4. A existencia de maconha (de boa qualidade) nos coffeshops, vendida legalmente, nao acabaria de vez com a maconha do tráfico, mas diminuiria consideravelmente. Aí eu lhe pergunto mesmo, que voce nao entenda de maconha: vale mais a pena comprar um bud verdinho, cheiroso, muito mais tragável que a maconha prensada e mijada do paraguai? A escolha da primeira opção, por ser astronomicamente mais viável, diminuiria a demanda da maconha do tráfico. E bem capaz que o pessoal nao encontraria maconha nos coffeshops! Pra se pensar em legalização deve-se pensar também em investimento na produção de cannabis, para o devido abastecimento do mercado, que teria sim grande demanda. Abraços.

    Curtir

    • Estimado leitor Canabista,
      Acho que voce não entendeu…
      A maconha hoje é uma droga sem importancia comercial para o trafico! O problema é que ela é a porta de entrada para o nóia. É com a maconha que o jovem, o adolescente começa! Depois, como ela não faz mais efeito, ele parte para drogas mais fortes…
      Abraços.

      Curtir

  5. E o alcool é uma droga boazinha? Antes da maconha e das outras drogas sempre vem o alcool. E, pelo menos até onde eu sei, nao existe comprovação científica que prove que a maconha deixe de fazer efeito um dia (assim como o alcool). E acerca do fato da maconha influenciar o uso de outras drogas, é muito relativo. Depende muito de fatores sociais e ideológicos. Um rastaman usa a maconha para finalidades religiosas, e é proibido pela religião rastafari o uso de outras substancias (inclusive alcool e tabaco). Ah e eu não sou rasta. Mas tente conhecer um maconheiro ativista da legalização. É praticamente impossível que voce conheça um desses que é a favor do uso de cocaína, crack, heroína etc.
    Abraços novamente.

    Curtir

    • Meu estimado leitor Canabista,
      Eu compreendo sua posição, sua ideologia…
      Entendo que um ‘canabista’, que parece ser o seu caso, usa a maconha para relaxar, como se usa um copo de cerveja no aconchego do seu lar ou mesmo de uma festa… O canabista tem ciencia e controle do que está fazendo. São maduros, tem cultura…
      Mas o que tratamos aqui não é do “canabista”, mas sim do “maconheiro”… Aquele que usa a cannabis como droga, para ficar chapado, doidão! E a hora que não consegue mais ficar doidão com maconha, parte para o crack e outras drogas mais nocivas.
      Como o “maconheiro” é estrondosa maioria em relação ao “canabista”, a liberação da cannabis fará novos viciados em crack…
      Abraços.

      Curtir

  6. Entendo o seu ponto de vista e concordo parcialmente. Existem canabistas e maconheiros, mas o fato de os maconheiros trocarem a maconha por outras drogas (por motivos que não são iguais ao fim do efeito da maconha) é, como eu havia dito antes, uma questão ideológica, cultural… O problema não está na maconha em si. E se existem maconheiros que se tornam crackeiros, isso vai continuar existindo independentemente de legalização. Para acabar com essa realidade é preciso investir mais em educação e outros direitos sociais básicos e não apenas restringir o tráfico. Só acho que a criminalização não surte efeito, ninguém deixa de fumar maconha pro conta disso.
    De qualquer forma, sou muito cético em relação a legalização no Brasil para tempos próximos. Acho que primeiro haverá uma onda de legalizações pelo mundo e o Brasil tardiamente seguirá o exemplo, como foi com a abolição da escravatura. Só torço que com a vindoura reforma do CP haja ao menos uma descriminalização do plantio de maconha para uso próprio, como é em alguns países europeus. Assim os canabistas podem plantar sua maconha tranquilamente, sem o peso na consciência por eventuais financiamentos do tráfico.
    Meus cumprimentos e sincera gratidão por toda atenção que prestaste ao assunto.

    Curtir

    • Olá Canabista,
      O seu ponto de vista merece todo respeito e consideração…Se aplica a paizes socialmente desenvolvidos como Sueca, Dinamarca, Holanda… Mas, perto deles, nosso amado Brasl ainda é criança, ainda é ‘colonia’. Como voce bem disse; “Para acabar com essa realidade é preciso investir mais em educação e outros direitos sociais básicos…”
      Voce tem o meu apreço.
      Abraços.

      Curtir

    • Olá Bruno.
      Conheço algumas pessoas, inclusive um amigo, que fuma maconha ha mais de 40 anos e nunca usou outra droga. Isso existe. Isso é fato. Mas isso é uma raridade! A grande maioria usa drogas para fugir da realidade. E foge mesmo. Foge e nunca mais acha o caminho e volta!
      Abraços.

      Curtir

  7. Só pq acontecer com alguns de interresar por ouras drogas vc n ode citar q todos os maconheiros vao se interresar por outra droga so porcauso da maconha n fazer efeito.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s