Gaeco atira em Pardal e acerta Gambá…

E Gambá foi fiel… Segurou a bronca do ‘patrão’ e caiu sozinho!

Um dos alvos do GAECO na Operação Nevoa, desta quinta-feira,05, em Pouso Alegre, era a biqueira do Pardal, na rua Padre Natalino, na Baixada do Mandu. Quando os homens da lei bateram à sua porta ‘se’ convidado para o café da manhã, Pardal já havia batido asas!
Durante as buscas, os policiais foram informados que Pardal teria ‘pousado’ ali perto, na toca do Gambá. Quando procurava capturar o fujão na casa de Gambá, os policiais encontraram uma caixa contendo um tijolão de pasta base de cocaína e centenas de barangas de farinha do capeta, prontas para o comercio varejista.
Nelson Carlos Domiciano, 44, conhecido pela alcunha de “Gambá” estava em casa e disse que a droga toda era dele.
– Eu não vi o Pardal hoje, não, ‘seu puliça’, mas a droga é minha, mesmo … – disse Gambá sem medo de ser feliz.
A fidelidade ou não de Nelson Gambá não mudaria em nada a conjuntura. Mesmo que ele dissesse que a droga, avaliada – por baixo – em R$30 mil, era de Pardal, Periquito, Beija-Flor ou Curió, ele seria preso do mesmo jeito, pois “guardar” é um dos ‘verbos’ do artigo 33 da Lei 11.343 que equivale a “traficar”! Por isso Gambá desceu no taxi do contribuinte pra DP, sentou ao piano e assinou o 33.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s