Operação “Formiguinha”

Enquanto nossos governantes não agem como homens… públicos! e tomam medidas efetivas de combate ao trafico de drogas, impondo sanções aos países produtores e ou fechando nossas fronteiras, a policia militar continua seu incansável e interminável trabalho de enxugar gelo, pisando em um formiguinha aqui e outro acolá. Neste ultimo final de semana do mês do cachorro louco, fechou cinco pequenos formigueiros.

* Pedra no muro…

O primeiro formiguinha a sentir o pisão foi o veterano Flavo Augusto Martins, 40 anos. Atendendo denuncia de amigos ocultos da lei, os policiais se postaram à distancia, de binóculos, e ficaram observando seu modus operandi – aliás, corriqueiro no trafico formiguinha – na Rua no velho Aterrado. Depois de vê-lo ir e vir até um terreno baldio onde guardava a droga, deram o bote. No buraco do muro havia quatro pedras beges fedorentas. Na algibeira Flavio levava R$260, possível saldo da venda de outras pedras. E lá foi Flavio augusto pra DP sentar ao piano.
Bons tempos aqueles em que você jogava peladas no campinho lá dos Coutinhos, há vinte anos, hein Flavinho? Você era um bom menino… e não sabia!

* Maconha no braço do sofá

Bruno Luis do Santos, 20, foi preso no crepúsculo do sábado. A policia chegou até ele através da esposa, por denuncia crime de violência familiar. Ela disse que havia sido agredida por ele. E para não perder a viagem, informou também que dias atrás ele havia recebido de uma irmã alguns quilos de maconha. E ainda havia um restinho! No braço oco do sofá a policia encontrou um tijolinho pesando cerca de 200 gramas. Bruno jurou de pés juntos que a erva era para consumo pessoal. Mas desceu no taxi do contribuinte para a DP.

* Elvis não morreu

Ele foi preso no meio da madrugada deste domingo, defronte um bar no Chapadão. Num terreno baldio, no qual ele fuçava cada vez que um nóia procurava por ele no bar, os policiais desenterraram 23 barangas de farinha. Elvis Carlos da Silva, 32, figurinha fácil no álbum da policia, por violência familiar, recebeu as pulseiras de prata da lei.

* Droga no entulho

A prisão do formiguinha Samuel Henrique de Almeida Isidoro, recém saído da menoridade, também foi fruto de uma pequena campana dos homens da lei. À distância, através de binóculos, os policiais ficaram observando seus movimentos na famosa rua Padre Natalino. E viram seu constante vai-e-vem a um terreno baldio. Quando deram o bote e reviraram os entulhos, desenterraram quatro pequenos pacotes de farinha do capeta totalizando 162 barangas prontas para o comercio!

* Droga no Hotel do Juquinha

A apreensão de maconha em poder da jovem Bruna Cassia da Silva, 30, não foi a maior, mas foi a mais significativa, devido ao local em que estavam a droga e a portadora! A erva perfumada estava… nas partes pudendas da jovem! E a jovem estava no interior do Hotel do Juquinha! Ela recebeu a encomenda durante a visita de familiares no sábado à tarde. Ao voltar para o ‘apartamento’ levando o patuá de maconha na vagina, ela não conseguiu disfarçar a ‘pinta’ de somongó!
A curiosidade no caso de Bruna, é que ela está ali no Hotel do Juquinha justamente por trafico de drogas! Ela foi presa no dia 23 de abril, quando foi visitar o amasio Jeferson “Cepada” Jesus Castro Morais levando droga no mesmo esconderijo: na vagina!
A prisão de Bruna não alterou a estatística prisional… Pois ela já estava presa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s