Assaltante morre em confronto com policiais civis em Pouso Alegre

A troca de tiros aconteceu logo depois de os meliante assaltaram a agencia dos correios de Espirito do Dourado.

Claiton Wilquison havia sido preso por roubo aos Correios em Cachoeira de Minas no ano passado, mas estava em liberdade...

Claiton Wilquison havia sido preso por roubo aos Correios em Cachoeira de Minas no ano passado, mas estava em liberdade…

O roubo na “Praia” aconteceu ao pé da manhã desta terça, 29. Três guampudos entraram discretamente na agencia, um deles apenas levantou a fralda da camisa mostrando o cabo do trezoitão e mandou o funcionário abrir o cofre. Enquanto esperavam o “retardo” do cofre, que demorou quinze minutos, o assaltante mandou o funcionário dispensar os demais clientes dizendo que o sistema estava fora do ar. As pessoas que portavam celulares foram obrigadas a permanecerem na agencia. Além do dinheiro do caixa e do cofre, o trio de assaltantes levou também as câmeras que gravaram toda a ação criminosa.
Os assaltantes usaram tres carros. Um HB20 branco, para fugir da agencia e logo depois um Gol escuro com um quarto assaltante que havia ficado na esquina do correio dando cobertura. E um terceiro que os pegaria depois da serra, na MG 179.
Mas não é só os bandidos que tem cartas na manga… A policia também tem! Enquanto a quadrilha seguia para Espirito Santo do Dourado levando o fubá, os policiais seguiam atrás com o bolo pronto!
A quadrilha vinha monitorada pela policia de Alfenas e Machado, por suspeita de outros roubos semelhantes na região. Por isso os detetives de Machado estavam o tempo todo na sua sombra.
Segundo a investigação denominada de “Operação Hefesto” pela policia civil de Machado, quatro assaltantes – Claiton Wilquison Vilela Novaes, Abner Gabriel Faria da Silva, Guilherme e outro ainda não identificado – iriam roubar a agencia dos correios de Espirito Santo do Dourado. Jeferson Vieira Santana era o quinto elemento! Sua função era resgatar os comparsas perto do trevo da MG 179 no seu veículo Toyota Corolla prata. Jeferson foi preso pelos policiais de Machado perto da ponte do Rio Cervo.

Jeferson iria resgatar os assaltantes da Praia no Corolla... Mas foi

Jeferson iria resgatar os assaltantes da Praia no Corolla… Mas foi “resgatado” antes pelos detetives!

E o Corolla continuou rodando lentamente pela rodovia à espera do quarteto que desceria a serra da Praia com a bufunfa dos Correios. No entanto, no interior do Corolla estavam quatro detetives! Quando os assaltantes se aproximaram do Corolla para trocar de carro, – surpreeeeesa!!! – receberam voz de prisão!
Mas não acataram…!
Percebendo que haviam caído numa cilada, os assaltantes abriram fogo contra os policiais. Quatro tiros acertaram a lateral do Corolla. Os policiais revidaram. O assaltante mais velho, Claiton Wilquison, recebeu quatro tiros nas pernas e um letal no peito, e morreu no local.
Os demais assaltantes se embrenharam no mato, foram perseguidos, inclusive por policiais de Pouso Alegre, até o início da noite, mas conseguiram fugir.
Claiton Wilquison Vilela Novaes, 28, natural de Campos Gerais, apesar de ser figurinha fácil no álbum da policia, é de ‘familia boa’. Ele era a ovelha negra! Tem um irmão que cursa engenharia e uma irmã que faz medicina na Unifal.
– A família até montou um pequeno negocio pra ele trabalhar honestamente… – disse o irmão que fez o reconhecimento do corpo.
… Mas Claiton ‘escolheu’ o caminho do crime! Sua quadrilha é suspeita de vários roubos do gênero na região de Alfenas, incluindo um em Claraval e outro nos correios de Turvolândia recentemente.
Sua área de atuação no entanto, vai além da região de Furnas. No dia 01 de abril do ano passado, Claiton Wilquison e o comparsa Claudinei Braz Junior assaltaram a agencia dos correios de Cachoeira de Minas, nas barbas do Rio Sapucaí Mirim. Na ocasião eles usaram uma moto Honda CB 300 para fugir das garras da lei. Quando iam ser resgatados pelo comparsa conhecido pela alcunha de “Loxa” em um Chevrolet Celta, os homens da lei apareceram. Os assaltantes se embrenharam num cafezal, trocaram tiros com a polícia e acabaram presos! Isso tem um ano e meio, e Claiton Wilquison deveria estar vendo o sol nascer quadrado! Mas as grades da lei são flácidas! Por isso ele estava em liberdade… até o final da manhã desta terça-feira,29 de novembro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s