Policia Civil prende assassino da “barbearia”

Ele tem 17 anos, já foi preso por trafico, e disse que matou porque estava sendo ameaçado de morte!

G.G.C.... - Ele ja tinha tentando me matar duas vezes!

G.G.C…. – Ele ja tinha tentando me matar duas vezes!

No meio da tarde do dia 24 de julho do ano em curso, dois garotos passavam pela velha Rua Nova na ‘Baixada do Mandu’, quando de repente ouviram uma saraivada de balas, e saíram correndo cada um para um lado. Gegê sentiu o calor de uma azeitona fervendo penetrando sua perna esquerda, rasgando sua carne por trás da veia femoral, até sair do outro lado. Antes que uma segunda bala o atingisse, Gegê achou uma porta aberta e entrou! Seu companheiro não teve tanta sorte… Continuou correndo debaixo de bala, entrou num matagal, e lá ficou. Uma hora mais tarde o corpo de Allyson Henrique dos Santos Gouveia foi encontrado numa vala perto da Lagoa da Banana, com vários tiros na cabeça.

No dia 24 de julho o alvo era Allyson Gouveia, mas uma bala atravessou a perna de Gegê, bem perto da veia femoral...

No dia 24 de julho o alvo era Allyson Gouveia, mas uma bala atravessou a perna de Gegê, bem perto da veia femoral…


Gegê passou poucas horas no hospital e voltou para casa. Desde o início ele sabia quem havia matado Alyssinho e tentado mata-lo. Mas preferiu não dizer nada a policia! Talvez quisesse ele mesmo ‘cobrar’ a dívida! Mas o feitiço virou contra o feiticeiro… o tiro saiu ela culatra! Segundo Gegê, desde então ele passou a ser ameaçado pelos algozes e sua ‘turma’!
– “Eles queriam me apagar porque eu sabia quem era eles”… – contou-me Gegê.
Ainda segundo o garoto que completou 17 anos no inicio deste mês, um da ‘turma deles’ tentou mata-lo no sábado dia 05, mesmo dia em que mataram o Daniel “Bá” defronte o estúdio de tatuagem.
Na manha do dia 08 de novembro, terça-feira, o mesmo pretenso assassino deu outra investida contra ele. Foi aí que Gegê então decidiu que tinha que deixar de ser a caça… E virar o caçador!
As 11:40h da manhã Lucas Ferreira “Patinho II”da Cunha entrou na barbearia, se ajeitou na cadeira e quando ia ouvir os primeiros tics da tesoura, ouviu o primeiro tiro! Percebeu logo que era o alvo e tentou se defender correndo para os fundos! Mas acabou ‘ouvindo’ outros tiros, e morreu a caminho do hospital! Era o 22º homicídio do ano em ‘terras manduanas’… o 10º na Baixada do Mandú, o 12º envolvendo drogas!
– Depois que o “Patinho” tentou me matar pela segunda vez, eu fiquei seguindo ele… Quando ele entrou na barbearia eu entrei e mandei bala! Era ele ou eu… – contou-me, como se estivesse falando de uma cobrança de pênalti durante uma pelada na várzea, o delinquente Gegê!
A investigação sobre o assassinato da ‘barbearia’ foi menos intrincada do que a do assassinato o motoboy no bairro Ipiranga. O delegado de homicídios, Rodrigo Bartoli, e seus pupilos precisaram de poucas horas para chegar ao criminoso. A pedido do cauteloso paladino da lei, G.G.C. teve a custodia preventiva decretada pelo honorável Homem da Capa Preta. Na sexta feira,11, três dias depois de matar Lucas “Patinho”, o assassino sentiu o frio das pulseiras de prata. Ainda esta semana o Taxi do Magaiver deverá levar Gegê para um “Centro de Recuperação de Menores Infratores” na região central do Estado, onde, segundo o Sr. Eca, ele deverá ficar até completar 21 anos.

* Leia logo mais aqui no Blog: Assaltante leva R$ 3 mil do posto Fatima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s