Uma pechinha de sequestro

sequestroNesse tipo de sequestro também é preciso uma quadrilha… O sujeito que telefona para a família do sequestrado pedindo o resgate, alguém para emprestar o numero da conta bancaria para o deposito e duas ou três pessoas para fazer a ‘sonoplastia’! Uma para gritar chorando;

– “Socorro, pai… Eles vão me matar…” – e outras duas para bater palmas imitando tabefes, fazer ameaças, etc, como se estivessem num cativeiro! No entanto se o sequestrador for “bom de serviço, ele executa o sequestro sozinho! Se ele tiver o talento do meu amigo Zé Batista por exemplo, na Radio Univás, ele consegue representar o próprio, imitar o “Véio do Rio” e ainda imitar o preguiçoso Juversino…! Ou seja: se o sequestrador for talentoso ele consegue telefonar para o pai da mocinha sequestrada, imitar a voz dela chorando e ainda imitar sons de bofetões e fazer ameaças… Tudo para apavorar o pai da donzela! A conta bancaria? Ah, isso é só um detalhe. Como ele clonou o celular de alguém para falar horas sem pagar a conta, ele clona também uma conta qualquer para sacar o dinheiro do resgate!

Além de não correr qualquer tipo de risco no crime do sequestro por telefone, o sequestrador  não precisa se dar o trabalho de investigar a vida pregressa dos pais do sequestrado… A vitima não precisa ser o filho ou filha de um magnata, de um grande empresário, um politico famoso ou mesmo um novo rico que acabou de ganhar na mega sena! Tudo que o sequestrador precisa é de um numero de telefone para ligar e dizer ao pai ou mãe da donzela que está em poder de sua filha e pedir o resgate! O sequestro por telefone é muito fácil de fazer, mas neste caso o sequestrador dá um tiro no escuro… Pode não acertar nada, mas qualquer coisa que acetar é lucro!

Outro dia o Norfão, um amigo de Pouso Alegre, recebeu um destes sinistros telefonemas. Do outro lado da linha, provavelmente estirado numa “jega” ensebada num presidio qualquer da região nordeste do país o estressado sequestrador foi logo desfiando o rosário de exigências e ameaças:

– Olha aqui otário, perdeu… Eu estou com sua sogra! Prestenção, tu vai depositar cinco mil na minha conta agora mesmo! Se em vinte minutos a merreca não estiver na minha conta pode ir buscar a velha … na boca do lixo! E não desliga o radinho!

O Norfão seguiu à risca as instruções do sequestrador, quero dizer, seguiu a risca torta… Só não desligou o ‘radinho’! Ao contrario, ele ligou o outro ‘radinho’… – ele tem dois aparelhos – Ligou para um amigo detetive e contou o fato com todos os detalhes. O detetive pegou o celular e passou a negociar com o sequestrador…

– Sr. sequestrador? Foi o Sr. que sequestrou a sogra do meu cunhado…

Antes de completar a frase o sequestrador emendou:

– Tu tá maluco, mermão? Perdeu também! Se ela é sua sogra também então o resgate agora é deiz pau…

– Pois é, seu sequestrador… É sobre isso que eu queria falar… O Sr. está pedindo dez mil para devolver a velha? E quanto o Sr. quer para não devolver?

– Ta tirando com a minha cara, maluco? Vou estourar a cabeça da sua sogra agora!

– Tudo bem Sr. sequestrador… Mas quando for desenterra-la, use mascara… Faz quatro anos que ela morreu!!!

Depois de um sonoro palavrão do outro lado da linha, o detetive ouviu só o tum-tum-tum do celular desligado…!

Assim pode terminar todo sequestro via celular. Basta não se apavorar… Basta pensar e não seguir à risca as instruções do falso sequestrador. E olhe que o Norfão nem é casado…!

No ultimo sábado, 11, aconteceu mais um sequestro deste modus operandi em Pouso Alegre. A vitima da vez foi a filha de um motorista de ônibus. Estava ele quieto no seu canto quando o celular tocou.

– Estou com sua filha aqui comigo… Se quiser ver a cor dos seus olhos de novo, deposite dez mil reais na conta que eu passar… Anota aí o numero da conta. Quinze minutos, hem! E não desligue a p… do telefone e nem fale com ninguém!

Desesperado ‘seu’ Antônio apelou para o bom coração do sequestrador. Já imaginando a filha sem os olhos, sem os cabelos, sem a cabeça, sem a… Desandou a chorar e pechinhar!

– Pelamordedues, moço! Eu sou um trabalhador! Não tenho esse dinheiro…

Sensibilizado o sequestrador tascou do outro lado da linha;

– Eh mermão, quanto você tem no banco?

– Deve de ter só uns quinhentos reais…

Acostumado a ‘dar tiros no escuro’, sabendo que na verdade não conseguiria manter o pai da ‘sequestrada’ na linha muito tempo, o bandido baixou o preço do resgate…

– Ok mermão! Então transfere logo esse dinheiro aí pra minha conta… Antes que eu me arrependa! E não desligue o radinho…!!

‘Seu’ Antonio correu ao banco, fez a transferência e foi correndo para dar a triste noticia à mulher. Quando chegou em casa quem abriu a porta para ele trocando mensagens no ‘uatizapi’??? A filha ‘sequestrada’, é claro…!

Embora seja tão inútil quanto procurar um anel de ouro no Rio Amazonas, o motorista de ônibus procurou a policia para registrar o BO e pedir providencias!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s