Mulher mata amante e pede ajuda ao ex-marido para ocultar o cadáver

O premeditado crime aconteceu no meio da tarde de domingo, 26, na cidade de Itapeva, a 68 quilômetros de Pouso Alegre. Mas veio à tona no final da noite de segunda-feira… A assassina teve uma crise de consciência, procurou a igreja e confessou o crime!

Segundo Maria Gorete Alexandre da Silva, primeiro ela colocou sonífero na comida e na bebida do namorado. Depois, quando ele dormiu, usou uma faca para cortar o seu pescoço. Para dar sumiço no corpo Maria contou com a ajuda do ex-companheiro Diogenildo Ferreira…
– Nós colocamos ele num carrinho de mão e levamos até um mato nas proximidades – disse ela à sua confessora.
O macabro crime chegou ao conhecimento da policia através da pastora Elizete Souza da Silva, da Igreja Evangélica Pentecostal Chama de Fogo. No dia seguinte ao assassinato e ocultação do cadáver, a viúva negra, quero dizer, Maria Gorete, arrependida procurou a pastora da sua igreja e confessou o crime! Incomodada com a confissão, a pastora levou o ‘segredo’ ao conhecimento da polícia.
Depois de infrutíferos contatos com a até então suposta vítima, a policia militar passou a investigar o fato. Ao serem indagados à respeito da confissão feita à pastora, Maria Gorete inicialmente negou, mas acabou confessando o macabro crime.
– Ele veio na minha casa, né, almoçar comigo e tentar reatar o namoro! Mas eu não queria mais. Aí eu tive uma ideia… Na hora do almoço eu coloquei uns remédios na comida e na coca-cola dele. Logo ele ficou sonolento e dormiu. Aí eu aproveitei e passei a faca no pescoço dele – contou com seu arrastado e pausado sotaque potiguar a doméstica de 47 anos.
Maria Gorete contou também, com detalhes, que depois de jogar as roupas sujas de sangue no lixo e lavar sua casa com agua sanitária, pediu ao ex-marido e conterrâneo Diogenildo Ferreira para ajudá-la a dar sumiço no corpo. No início de madrugada de segunda-feira, cerca de doze horas depois do crime, ela e o ex-marido colocaram o corpo de Ronie em um carrinho de mão e o levaram até um terreno baldio a cerca de trezentos metros da casa dela.
Maria Gorete Alexandre da Silva, e Diogenildo Ferreira,47, viveram maritalmente durante 15 anos, até que se separaram há seis meses. Desde então, Maria Gorete iniciou um relacionamento com a vítima Ronie Borges Rodrigues, 28, relacionamento este que terminou há duas semanas.
Segundo o genro de Diogenildo, o sogro ficou muito abalado com o termino do relacionamento de 15 anos e o novo namoro de Gorete. Ainda segundo o genro, o qual trabalha no mesmo local do sogro, Diogenildo confidenciou que dias atrás Maria Gorete o convidou para ajudar a matar o novo namorado para poder voltar com ele.

Foi o próprio Diogenildo quem levou os policiais ao local onde deixaram o corpo. Mas ele jura de pés juntos que participou apenas da ocultação do cadáver do rival!
De uma maneira ou de outra, Diogenildo e Maria Gorete voltaram a viver sob o mesmo teto… só que desta vez, no Hotel do Juquinha!

Anúncios

2 respostas em “Mulher mata amante e pede ajuda ao ex-marido para ocultar o cadáver

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s