Frio inibe atuação dos meliantes

Final de semana frio em Pouso Alegre e região. E confirmando a teoria de Quetelet, o frio tem ‘freado as emoções’, e consequentemente inibido a ação dos meliantes de plantão. Durante todo o final de semana de São João, Pouso Alegre registrou apenas três furtos e dois roubos a transeuntes.

Roubo na praça Jorge Beltrão
O primeiro roubo aconteceu às nove da manhã fria do sábado de São João, na famosa Praça Dr. Jorge Beltrão, na saída da Rodoviária sentido norte, ‘point’ de nóias, mariposas e ladrões pés-de-chinelos! Ao passar pelo local a jovem agente de saúde sentiu as mãos pesadas e o hálito quente de um assaltante. O moço negro fez cara de mau e encostou a jovem na parede e tentou tomar tudo que ela levava. A chegada de populares que acorreram em defesa da jovem assustou o meliante e ele fugiu. Mas levou o celular da agente.
Adonis Regis da Silva, 29, figurinha fácil no álbum da policia, foi preso antes de chegar à baixada do Mandú, onde trocaria o celular da Ana por duas ou três pedrinhas beges fedorentas… E foi sentar-se ao piano do paladino da lei na DP, de onde pegou o Táxi do Magaiver para o hotel do Juquinha!

Roubo no Belo Horizonte
Já a jovem domestica WSS, 22, deu sopa para o malandro em prato fundo… e de canudinho! Ao voltar da balada no final da madrugada, ela foi deixada por amigos – mui amigos! – na beira da BR 459, e subiu à pé para o bairro Belo Horizonte. Muito antes de chegar em casa foi abordada por dois lombrosianos. Um queria tudo que ela levava. O outro queria ‘ela’ também! Mas se contentaram apenas em tomar seus pertences. Levaram sua bolsinha de oncinha com dez reais, as chaves de casa e um celular.
Furto no hospital… de novo!
O furto mais expressivo do final de semana de São João foi o furto de um celular no interior do Hospital Regional Samuel Libânio. E foi mais um furto cometido, não por um bandido, mas por um cidadão comum, daqueles que apontam o dedo em riste para os erros dos outros, mas, treleu não deu, basta avistar um objeto ‘dando sopa em prato fundo’ que já passa a mão leve! O cidadão quer que todo mundo seja produtivo e honesto… Menos ele!
O celular da técnica de enfermagem estava carregando a bateria dentro de uma sala do setor de doenças transmissíveis do nosocômio, no início da manha de domingo,25, quando foi furtado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s