Hotel do Juquinha recebe novos hospedes…

Eles ganharam hospedagem gratuita por conta da farinha do capeta!

A farinha da Rua Nova

A farinha da Rua Nova


Essa droga não é meeeeeeeeenha…!

Passavam os homens da lei pela famosa Rua Nova no Velho Aterrado, no meio da tarde desta quinta, quando avistaram três sujeitos com pinta de somongós sentados na sarjeta defronte uma casa apontada por amigos ocultos da lei como ‘biqueira de drogas’, e resolveram dar a geral! Não havia nada de ilícito em suas algibeiras, apenas dim-dim! Mas nenhum deles soube informar o que faziam defronte a ‘biqueira’ àquela hora.
Pegos na controvérsia, Carlos Alberto de Souza disse que morava ali perto e nada tinha a esconder da lei.
Mas tinha sim…! Durante rápida visita a seu muquifo, os policiais encontraram 25 barangas de farinha do capeta!
Mesmo pegos com a boca na botija, Carlos Alberto, Natan Ferreira da Silva e PHCS juraram de pés juntos que não sabiam de quem era a droga.
Diante de tal conjuntura, acatando as denúncias de amigos ocultos da lei, o delegado de plantão optou por dar créditos ao relato dos policiais! E fritou o trio nos artigos 33 e no 35 da Lei 11.343.
O “dimenor” PHCS, 16 anos, por ser inimputável, voltou para casa. Carlos Alberto de Souza, 28 e Natam Ferreira da Silva, 18, pegaram o taxi do Magaiver e foram se hospedar no Hotel do Juquinha!

Vendendo Farinha no trevo…

A farinha do Trevo

A farinha do Trevo


Mais tarde, às nove da noite, ao passar pelo trevo da BR 459 com MG 179, os policiais avistaram um sujeito assim assado debruçado na janela de um Fiat Palio Branco. Ao ver a aproximação da barca, o sujeito que ‘namorava na janela’, passou sebo nas canelas e tentou dobrar a serra do cajuru! Não conseguiu! Caiu nos braços da lei. O motivo da fuga desenfreada era um pacote que ele levava na algibeira…50 barangas de farinha do capeta!
Edvaldo Rafael Coutinho, 27 anos, inicialmente disse que havia comprado a droga perto de sua casa no Aterrado e estava tentado vender para os nóias do Fiat Palio por R$300.
Já na DP, diante do piano do paladino da lei, ele disse que havia acabado de pegar o pacote no interior do Fiat, e que a droga pertencia ao motorista do Palio, que é monitor numa casa de recuperação de drogados no bairro Cidade Jardim! Como a droga estava com ele, Edvaldo assinou o 33 e voltou para bem perto do local onde fora preso… O Hotel do Juquinha!
O delegado de combate ao trafico de drogas ainda quer saber quem é o motorista do Fiat Palio branco…!

Vendendo pedra para pagar o aluguel

A prisão do Janderson de Paula, o Jandinho, 19, no Jardim São João, na manhã desta sexta, 14 também foi motivada por denúncias de amigos ocultos da lei. Quando os policiais chegaram e disseram que ele fora apontado como vendedor de drogas diversas em sua casa, ele jurou de pés juntos que era inocente! Tão inocente que os policiais poderiam entrar e procurar o que quisessem em sua casa!
Se era blefe, não funcionou!
Os policiais entraram e acharam pequenas porções de farinha, de erva e de pedra bege fedorenta!
Pego com a boca na botija, Jandinho tentou justificar…
– É que eu estou desempregado, seu ‘puliça’, tenho uma filha para criar, aluguel para pagar… Por isso resolvi comprar uma baranguinhas para revender…! – disse o formiguinha meio desenxabido!
Bem, com o aluguel pelo menos, o Jandinho não precisa mais se preocupar! Desde o início da tarde desta sexta, ele está morando de graça no Hotel do Juquinha!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s