Tentativa de homicídio no Jardim Yara

Depois de uma viagem de confraternização, irmão tenta matar irmão…

O sinistro aconteceu no final da noite deste domingo na Rua das Rosas no Jardim Yara em Pouso Alegre. Por motivos fúteis e banais, Jonathas Roberto de Oliveira tentou matar o irmão Luiz Alberto de Oliveira a golpes de faca.
O desentendimento entre Abel & Caim começou na cidade de Cachoeira de Minas. O pivô da briga teria sido o motorista do ônibus no qual viajavam. Jonathas e Luiz Alberto voltavam de uma confraternização na cidade e Paraisópolis quando então Jonathas começou uma discussão por motivos fúteis com o motorista do ônibus. Ao intervir na discussão, a favor do motorista, Luiz Alberto foi agredido pelo irmão com um tapa no rosto. Para sanar o atrito o motorista obrigou Jonathas a descer na cidade de Cachoeira de Minas enquanto Luiz Alberto seguiu viagem. Às dez da noite Jonathas chegou à casa dos pais e retomou a discussão com o irmão… e tentou matá-lo a golpes de faca.
Segundo o boletim médico do hospital regional Samuel Libanio, para onde foi levado, Luiz Alberto, 32, recebeu três golpes de faca; um na perna, um nas costas e outro na cabeça. Ele passou por cirurgia e seu estado é delicado.
Jonathas Roberto de Oliveira, 23, com passagens pela policia por ameaças e uso de drogas, não esperou a chegada da polícia para dar entrevistas. Mas a batata está assando pra ele!

Anúncios

2 respostas em “Tentativa de homicídio no Jardim Yara

  1. Esse motorista de ônibus não sabe que existe Polícia Rodoviária Federal ou Polícia Militar? era só dirigir às respectivas bases e relatar os fatos. O que faz a falta de experiência!!!

    Curtir

    • Mas que comentário sem noção, é bem fácil explanar opinião sentado de frente o computador ou digitando no conforto da sua casa em um smartphone ou tablete, releia a matéria e tente entender o caso, a desavença começou em Cachoeira de Minas, o motorista conseguiria vir de lá até Pouso Alegre dirigindo um ônibus provavelmente com mais passageiros no interior, se deslocar até o posto da Federal ou da PMR com uma pessoa alterada e provavelmente embriagada, correndo-se o risco de um conflito com o veiculo em movimento podendo gerar mais transtorno do que o que já havia sido gerado. ” O que faz a falta de experiência!!! ” Pré julgamento desnecessário. As vezes o silencio é o melhor que podemos opinar para determinados momentos.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s