Ímã leva Fabiano de volta para o hotel do Juquinha

Já mostramos aqui meliantes que não conseguem ficar muito tempo longe do convívio dos “manos de caminhada”. Eles devem ter algum tipo de metal colado na ‘mente’… Quando estão chegando ao final da pena, um imã os puxa de volta para trás das grades.

Fabiano Alessandro Rezende é um desses meliantes que nasceu ‘imantado’. Fabiano nem precisa de apelido para simplificar sua identificação no meio policial. Falou em Adriano, todo policial já pergunta:

– … O da tatuagem na cara?

Metade dos seus 32 anos passou envolvido com o crime. Foram dezenas de furtos, roubos, brigas, ameaças, mas jamais conseguiu comprar uma bicicleta com a renda da res furtiva. Tudo pé-de-couve!

Uma dessas brigas lhe rendeu as tatuagens até na sola do pé. Anos atrás ele e o irmão Juliano Tadeu, surpreenderam o pretenso namorado de sua irmã, tentando dar-lhe uns amassos. Deram-lhe uma sonora surra. Semanas depois, durante uma festa de São João, o ex-pretenso namorado o pegou no mano-a-mano. Deixou-0 prostrado no chão com o corpo todo riscado de faca. Para esconder as cicatrizes, ele adotou as tatuagens…

Fabiano passou os últimos três anos hospedados no Hotel do Juquinha. Saiu para o regime aberto há menos de um mês e só volta lá para dormir.

Às seis e quarenta da manha desta quarta, 01 de agosto, Fabiano foi surpreendido no corredor de uma casa na Com. Jose Garcia, centro de Pouso Alegre, sem ser convidado. O dono da casa e populares impediram sua saída e o seguraram até a chegada da policia. O aparelho DVD do dono da casa estava dentro de uma mochila com Fabiano.

O moço das tatuagens na língua e ímã no cérebro, disse que passava por ali naquele momento, quando de repente um sujeito saiu correndo da casa e deixou a mochila com o DVD perto dele, por isso pensaram que ele havia furtado o aparelho!!!

– Eu juro, Chips… tô diboinha. Acabei de sair do presídio às seis da manhã. Não foi eu… Eles pegaram até o chinelo do cara. Olha o meu aqui no meu pé. Eu sou inocente !!!

Eu acreditei, juro!… Mas o delegado Tomas Edson, não. Fabiano sentou ao piano, assinou mais um 155 e voltou mais cedo para o Hotel do Juquinha… Para o lado de dentro das grades.

Não sei que explicação Freud daria. Eu acho que é ímã mesmo…

… Mas tem o lado bom… Pelo menos ele não terá que sair no frio toda manha para desocupar o albergue e vir a pé para a cidade…!!!

Anúncios

2 respostas em “Ímã leva Fabiano de volta para o hotel do Juquinha

    • Ola Thiago,
      Ele se tornou um tremendo chorão… Basta tomar um ‘apertozinho’ da policia, desanda a chorar… Um covardão.
      Dias depois desta ultima cana, Fabiano foi transferido para a penitenciaria de Tres Corações. Nesse dia estava valente… Fez um chuço com escova dental e quando foi retirado da cela, antes de receber as pulseiras de prata e cinto de couro, atacou um agente com a arma improvisada, ferindo-o levemente. Além de trombadão-ratão-chorão é traiçoeiro!!!
      Mas falando em “terror da infancia”, voce ja leu “Peixinho & Eu”, em Meninos que vi crescer?
      Abraços.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s