Encontrado o corpo de Rinaldo Gouveia

GouveiaFoi encontrado no inicio da tarde desta sexta, 04 o corpo do comerciante Rinaldo Gouveia. Ele estava em uma vala rasa, dentro de uma mata no bairro Cidade Vergani, a pouco menos de duzentos metros da avenida que vai para o cemitério Jardim do Céu. O encontro do cadáver foi casual. Um homem que fazia capina no local, próximo a uma caixa d’água, avistou o corpo em decomposição e avisou a policia.

Rinaldo Gouveia estava desaparecido desde o dia 01 de novembro quando saíra de casa, segundo a família, apenas com a roupa do corpo. Ele sofria de depressão, mas pelo jeito queria apenas dar um passeio, pois, ao contrario do que imaginava a família, ele estava prevenido… Levava na algibeira da calça com a etiqueta “Gouveia Alfaiate”, feita pelos próprios pais, a própria cédula de identidade, uma cartela de “rivotril’, medicamente que tomava regularmente, e R$ 7 reais! O suficiente para pagar duas passagens no coletivo urbano. Os itens mencionados ainda estavam no seu bolso quando o corpo foi encontrado!

Levado para o IML onde passou por exames de necropsia, os peritos encontraram múltiplas lesões na epiderme e fraturas nas costelas, tornozelo, esquerdo e garganta, sugerindo que ele foi espancado e esganado!

O delegado Renato Gavião, titular da Delegacia de Homicídio de Pouso Alegre, que acompanhou todo o desenrolar da ocorrência, vai trabalhar com a hipótese de assassinato por esganadura!

Após passar por exames no IML, o corpo foi liberado para a família que providenciou imediatamente a sua inumação, sem passar pelo velório.

Ironicamente o corpo do comerciante estava o tempo todo a menos de um quilometro do local onde uma testemunha o teria visto na data do desaparecimento, conforme comentário aqui no blog! “Ajude a encontrar o Rinaldo Gouveia”, publicado no dia 04-11-2015!

 

Perseguição e tiros em Cachoeira de Minas

Estavam os policiais Marcus e Antonio Claret, o primeiro sentado sobre a motocicleta da policia civil, e o segundo ao lado da viatura policial, trocando figurinhas sobre os últimos acontecimentos policiais da cidade, às onze da noite de sexta, 27, na pracinha central de Cachoeira de Minas, quando por ali passou um Chevrolet Monza em velocidade incompatível com a via, tirando fina da moto do policial.

A reação foi imediata… Detetive e soldado saíram pelas ruas da cidade tentando abordar o motorista que parecia mamado!  Mas perderam a pista! E teria sido melhor se não tivesse achado…!

Meia hora depois Marcus estava sentado sobre a moto numa encruzilhada do bairro Alto das Cruzes tentando se comunicar com o soldado, quando eis que surge o mesmo Monza no mesmo ritmo! E passa levantando poeira! Levantou poeira também a azeitona quente que saiu da .40 do policial em direção à roda trazeira do Monza quando ele passou!

Alguns minutos depois finalmente o policial avistou o Monza parado… Do lado de dentro de uma porteira na entrada de uma propriedade!  Marcus se aproximou de arma em punho, se identificou e fez a clássica pergunta;

– Por que você correu da policia?

– Porque eu estava dirigindo bêbado, caralho!

– Ok, então mantenha as mãos onde eu possa ver e me dê sua carteira de habilitação…!

Neste momento o moço que se dizia chamar Reginaldo Rodrigues Lopes, conhecido pela alcunha de “Nego”, ‘cresceu’! Ao tirar a carteira do bolso ele a jogou no chão e foi em direção ao policial. Advertido para parar Nego continuou caminhando na direção do policial à meia luz do farol da moto! Mesmo com o primeiro tiro de advertência que se cravou a poucos centímetros dos seu pés, ele continuou se movendo… Até que sentiu o aço quente da azeitona .40 rasgando a carne da perna!!!

Mesmo ferido Nego sacou o celular e ligou para o vizinho Jose Evanildo dos Reis dizendo que estava ferido. Não tardou chegaram os vizinhos Jose Evanildo e o filho Junior. E aí, além de aumentar a tensão, começa a controversa!

Segundo o detetive Marcus, Jose Evanildo e o filho estariam armados e, depois de se identificar e determinar que baixassem as armas, ambos caminharam até a moto com intenção de apagar seu farol! Mais dois tiros saíram da pistola do policial como advertência! E teriam saído mais se a pistola não tivesse travado! O recurso foi se afastar do local e se esconder nas sombras da noite enquanto pedia reforço policial. Jose Evanildo e o filho alegam que não estavam armados!

A situação somente voltou às claras com a chegada, primeiro dos Bombeiros que socorreram Nego com um tiro na perna e depois, da policia militar, que chegou para dar apoio. Durante as buscas no local do imbróglio, perto da porteira onde balas de .40 sibilaram, tendo uma rasgado a perna do fujão Nego, os policiais não encontraram as supostas armas alegadas pelo detetive!

No inicio da madrugada todos sentaram ao piano do delegado Wellington Clair, na Delegacia Regional de Pouso Alegre. Na ausência de qualquer conduta típica por parte de Jose Evanildo e seu filho, o douto paladino da lei, professor de direito penal, mandou soltá-los.

Reginaldo “Nego” Rodrigues Lopes, depois de medicado, pagou três salários de fiança por dirigir mamado e desobedecer a ordem policial, e voltou para casa. O detetive Marcus teve a arma – do estado – recolhida e responderá por lesões corporais!

Tudo por conta de loiras geladas, da sedutora Severina do Popote e da ânsia de fazer cumprir a lei…!

 

Caminhoneiro assalta lanchonete em Congonhal

Passava pouco da meia noite deste sábado, 28, quando dois cidadãos e um garotinho de 9 anos entraram no “Bar do Tuller” em Congonhal, à quinze quilômetros de Pouso Alegre, encostaram no balcão e mandaram descer as loiras… Geladas! Lá por volta de uma da manhã o mais jovem se afastou do balcão levando o garoto e voltou logo em seguida sem ele. Neste momento o mais velho, que parecia ser o patrão, quase sorrindo, como se fosse pedir mais uma gelada, disse para o ‘barmam’ Jean Luiz…:

– Se eu botasse uma arma em você agora, você passaria o dinheiro prá mim?

Enquanto o ‘barman’ tentava processar a pergunta para responder, o sujeito enfiou a mão por baixo da camiseta e emendou…

– Então passa o dim-dim todo prá mim!

Na duvida se o sujeito tinha mesmo um trabuco por baixo da camiseta, pelo sim pelo não, o barman optou pela decisão menos dolorida… E entregou toda a bufunfa que estava no caixa.

Tão logo embolsou R$ 1.100 a dupla saiu de fininho do bar e dobrou a serra do cajuru. Pessoas que estavam no bar viram quando a dupla virou a esquina e sumiu na madrugada em um caminhão Mercedes Benz L-1113 de cabine amarela.

Uma hora mais tarde a mesma dupla foi abordada do outro lado da serra, na vizinha Ipuiuna! Marcelo Aparecido Gimenes e Rodiney Gabriel Amorin, caminhoneiro e ajudante, residentes na cidade de Tambaú, estavam novamente nos braços da loira… Gelada, em uma choperia da cidade!

O garotinho que antes estava com eles, agora estava solenemente nos braços de Morfeu, dormindo o sono dos justos e inocentes na pousada em que o pai e o ajudante estavam hospedados!

Reconhecidos pela vitima e testemunhas do Bar Tuller em Congonhal, onde cometeram o assalto na cara limpa depois de abraçarem varias loiras e petiscos, Marcelo e Rodiney nem tentaram tapar o sol com a peneira. No seu quarto na pousada em Ipuiuna os policiais aprenderam além do dinheiro roubado no Bar do Tuller, mais dois mil reais, celulares, cheques e três barangas de cocaína.

Ao pé da manha deste domingo, caminhoneiro e ajudante sentaram ao piano do delegado de plantão na Delegacia Regional de Pouso Alegre, assinaram o 157 e mudaram da pousada de Ipuiuna para o Hotel do Juquinha em Pouso Alegre.

O garotinho M.G.G., 09 anos, filho do assaltante Marcelo Aparecido, foi entregue ao Conselho Tutelar de Ipuiuna!

 

Leia daqui a pouco: Mariposa fura ‘balão apagado’ na rodoviária.

Aconteceu o 15º Homicídio do ano

Maria do Perpétuo: - Ele me enttrtegou uma faca e falou,"Me mata, senão te mato"!

Maria do Perpétuo: – Ele me entregou uma faca e falou,”Me mata, senão te mato”!

O macambuzio crime aconteceu às três da tarde deste domingo, 29, no interior do quarto da residência do casal Paulo Roberto & Maria do Perpetuo, na Rua Recanto das Águas no bairro Faisqueira em Pouso Alegre.

Maria do Perpetuo Marques Correa,54, contou à policia que esfaqueou o marido no interior da residência, após uma discussão por motivos banais. Foram três golpes de faca de cozinha, dois no peito e um nas costas.

– Nós tínhamos bebido umas pingas, aí começamos discutir à toa. Então o Paulo pegou uma faca e me entregou e falou: “Me mata, senão eu vou te matar”…!

Quando a policia militar chegou ao local, Paulo Roberto Correa, 56, tinha os sinais vitais e recebeu os primeiros socorros dos ‘anjos do Samu’ ainda na residência. Porém, morreu antes mesmo de ser levado para o Hospital Regional.

Maria do Perpétuo Marques esperou a chegada da policia e foi levada para a DP onde sentou ao piano e assinou o 121! Ela não tinha sinais de violência.

Segundo vizinhos, Paulo Roberto e Maria do Perpetuo bebiam com frequência e sempre que bebiam brigavam e faziam barulho na residência.

– Todos os dois sãos eram muito bons vizinhos… Mas quando bebiam…!!! – comentou um vizinho.

O assassinato de Paulo Roberto, foi o 15º do ano na cidade, o segundo num mesmo dia, fato até então inédito em Pouso Alegre!

Corpo é encontrado em canavial em Ouro Fino

O macabro ‘encontro’ aconteceu ao pé da manha deste domingo, 29. Um agricultor pulverizava seu canavial no bairro Caneleiras quando avistou uma caminhonete saveiro preta no meio do canavial. Ao se aproximar do veiculo percebeu que na caçamba havia um corpo de sexo masculino em adiantado estado de putrefação.

A policia militar de Ouro Fino e o perito criminal de Pouso Alegre estiveram no local. O cadáver pertence a um homem aparentemente jovem, usando bermuda, camisa e sapato preto. Ao lado do seu corpo havia uma bolsa de couro preta, vazia, sugerindo que ele fora assaltado. Nos exames iniciais o perito constatou que o sujeito morreu em decorrência de dois tiros de arma de fogo na cabeça.

O cadáver não portava nenhum tipo de documento. A caminhonete Saveiro preta modelo Trend não possui placas e o chassi anotado não está cadastrado. O corpo foi enterrado em cova rasa no cemitério de Ouro Fino e deverá ser exumado na semana que vem para apurar a causa mortis e a identificação!

PM prende ladrões de postos de gasolina

Rodrigo...

Rodrigo…

Estava o funcionário do caixa do Posto Dom Pedro no bairro Cruz Alta, às margens da Fernão Dias, quieto no seu canto, ao pé da noite dessa sábado, 28, quando ali chegou um sujeito nervoso e apressado querendo dim-dim. O moço de capacete cor de rosa sacou um pequeno trabuco Rossi 22 niquelado e fez a proposta indecorosa…

– Perdeu Mané… Passa a grana e ninguém se machuca!

Como o assaltante tinha muita pressa e pouca paciência, o funcionário tratou de entregar logo a bufunfa do caixa e seu celular. Satisfeito com o atendimento do caixa, o assaltante saiu rapidamente do posto e montou na garupa do comparsa que o esperava ali perto numa motocicleta Honda Twister vermelha… E dobraram a serra do cajuru pela rodovia Fernão Dias!

Assaltante Alessandro Dantas  Mais rápido do que o ‘mar de lama da barragem Samarco’, a noticia do roubo corriqueiro ao Posto Dom Pedro do Cruz Alta se espalhou via radio da PM na região. Mais tarde, às 23h30 o sargento Almeida e seus pupilos Lima e Palma avistaram a Twister vermelha parada no semáforo da Dr. Lisboa defronte o quartel do 17º DPM em Pouso Alegre. Percebendo que a casa iria cair o garupa tentou esconder a placa da moto e o piloto da Twister engatou terceira e riscou as ruas da cidade costurando o transito e furando sinais! A perseguição terminou dez minutos depois no Jardim Canadá. Alías, dez minutos e alguns segundos, pois antes os policiais tiveram que correr à pé atrás do garapeiro da moto!

 

A fuga cinematográfica pelas ruas da cidade tinha um bom motivo! O piloto da Twister vermelha, Alessandro Dantas Pereira, 31, residente no Bairro Cruz Alta, e seu garupeiro fujão e vizinho, Rodrigo Menezes da Silva, 19, eram os mesmos que haviam feito a fita no Posto Dom Pedro poucas horas antes.

Assaltante Moto No inicio da abordagem eles estavam irredutíveis e juraram de pés juntos que eram inocentes. Até que depois de um tete-a-tete com os policiais, amoleceram… E confessaram o roubo! Amoleceram tanto que confessaram logo três roubos! O de ontem no Posto Dom Pedro; um no Posto Dom Pedro II no dia 22 de novembro e outro no Posto da Gruta em Estiva no dia 23 de novembro!

As provas do crime estavam na residência de Alessandro. Lá, com anuência do pai do assaltante, os policiais vasculharam o quarto do moço e encontraram o revolver Rossi 22, os capacetes usados nos roubos, 04 aparelhos de celular também ‘cabritados’ e a res furtiva tomada horas antes no caixa do Posto do bairro Cruz Alta, R$1.039! A bufunfa estava bem escondidinha num local acima de qualquer suspeita… Dentro de uma bíblia sagrada!

Assaltante capacete  Rodrigo & Alessandro, os assaltantes da Twister Vermelha do bairro Cruz Alta, saíram de cena… Depois de sentarem ao piano e assinarem o 157, pegaram o Taxi do Magaiver para o Hotel d Juquinha!

“Pesadelo” mata desafeto no Aterrado

O sinistro aconteceu às quatro da manhã deste domingo, 29, na rua Joaquim Benedito de Paula, na “baixada do Mandu”. Segundo o sobrinho da vitima, Carlos Alexandre Bento Lelis, ao chegar ao local do crime, atraído pelos gritos do tio, deparou com ele ainda com vida na frente da própria casa, com vários ferimentos feitos à faca nas costas e no peito. Ele teria saído em perseguição ao suposto autor dos golpes, o qual havia encontrado em fuga, e, quando voltou ao local do crime minutos depois, seu tio já havia morrido. Ainda segundo Carlos Lelis, antes de morrer, Mauro Lucio teria dito:

– Foram os menores… – se referindo a D.T.L., vulgo “Pesadelo” e seu irmão T.A.L.T., vulgo “Nem”, de 17 e 16 anos.

Embora a vitima estivesse na rua no momento do crime, às quatro da manhã, num local cercado de biqueiras de drogas, as primeiras informações passadas à policia é que o crime teria sido cometido por motivos fúteis! Nesta segunda feira a Delegacia de Homicídios da PC assume o caso a partir das informações prestadas à PM!

Roubo na Padaria Marcos

O primeireo assaltanet rendeu o entregadodr de pães nomomento que ele voltava da entrda ao lado

O primeiro assaltante ficou ao lado deste portão esperando a volta do entregador de pães…

Como faz cotidianamente, às seis da manha desta sexta, 27 o padeiro João abriu o portão ao lado da Padaria Marcos e foi até a casa nos fundos onde moram os patrões levar o pão quentinho. No momento em que voltava para a padaria, ainda no corredor de acesso à residência, João foi abordado por um sujeito claro de estatura mediana e foi obrigado sob a mira de trabuco a voltar para casa dos patrões. Segundo João, o assaltante teria chamado um comparsa que esperava lá fora e dito:

– Pegue a chave! – Se referindo a uma ‘micha’…

Em poucos segundos o assaltante abriu a porta da sala da casa, usando a micha e entrou!

Dona E. despertou dos braços de Morfeu com o barulho da fechadura se abrindo e quando colocou a cara na porta para ver o que era, o assaltante já estava entrando na sala. Percebendo que se tratava de roubo, num gesto rápido ela trancou a porta do quarto e se trancou no banheiro. Tudo inútil! O assaltante claro, de estatura mediana, com um trabuco na mão, abriu a porta do quarto no bico da botina e ameaçou abrir a porta do banheiro na bala se ela não abrisse!

Os assaltantes queriam a chave do cofre que fica na cozinha. Estando E. e a vó já dominadas, e, diante das ameaças dos ladrões de transformar o assalto em sequestro, E. entregou a chave do cofre.

Enquanto o assaltante gordo e claro e outro magro e moreno abria o cofre e consumava o roubo dentro da casa, uma garota magra, morena baixa de cerca de 20 anos, cuidava para que a funcionaria da padaria, na frente da casa, não desse o alarme.

– Ela me levou para os fundos da padaria e me trancou no banheiro – disse a balconista R.

Concluído com sucesso o assalto, os ladrões, dois claros e gordos e um moreno e magro e a garota baixinha foram embora levando cerca de R$ 50 mil do cofre da residência. Levaram também celulares e deixaram a padaria trancada com a chave por fora e o companheiro de E. amarrado dentro do próprio quarto.

Juntando as informações de todas as cinco vitimas, os assaltantes eram quatro e fugiram em dois carros, um Toyota Corola e um Fiat Palio.

Até o momento a policia ainda encontrou o fio da meada…!

 

 

Ladrões furtam TV da quadra Bola de Ouro

Arnaldo & Richard, os ladrões que fizeram a a tabelinha para furtar a TV da quadra Bola de Ouro tropeçaram na entrada da baixada do Mandu e receberam o cartão vermelho...!  O único titulo que vão ganhar é o troféu abacaxi - espinhento e azedo - do Hotel do Juquinha!

Arnaldo & Richard, os ladrões que fizeram a a tabelinha para furtar a TV da quadra Bola de Ouro tropeçaram na entrada da ‘baixada do Mandu’ e receberam o cartão vermelho…! O único titulo que vão ganhar é o troféu abacaxi – espinhento e azedo – do Hotel do Juquinha!

O roubo na quadra esportiva Bola de Ouro aconteceu no final da madrugada desta sexta, 27, na Avenida Perimetral. E teve uma pequena e atenta plateia! Enquanto os ladrões roubavam a TV da quadra esportiva, policiais assistiam sua jogada através do canal “Olho Vivo” instalado nas imediações! Em poucos minutos o juiz entrou em campo, quero dizer, os policiais entraram em cena e deram cartão vermelho para os ladrões!

Para entrar em campo, desculpem, nas dependências da quadra, os ladrões pularam o alambrado e arrancaram a TV Sansung plasma display preta, 60 polegadas da parede. A parte mais difícil foi passar a res furtiva por cima do alambrado. Eles foram vistos quando atravessaram a Avenida Perimetral levando a TV quase do tamanho de um campo de futebol. Ainda na penumbra da madrugada o trio se embrenhou no matagal em direção ao “baixada do Mandu’! Foi ali no matagal atrás da igreja evangélica que dois dos ladrões tropeçaram na bola e caíram nos braços da lei.

Apesar de terem participado ativamente da tabelinha no furto da TV, jogada que seria impossível para uma pessoa só, devido o seu tamanho, Arnaldo e Richard ‘acham’ que são inocentes!

– Eu só dei uma mãozinha para o Baiano para ele atravessar a avenida com a TV – comentou Arnaldo – que não é o Cesar Coelho capacho do Galvão!

– Eu estava no lugar errado na hora errada… – emendou Richard repetindo a corriqueira frase feita.

 

A TV  - ligeiramente contundida - com a tela trincada voltou para a Quadra Bola de Ouro!

A TV – ligeiramente contundida – com a tela trincada voltou para a Quadra Bola de Ouro!

Arnaldo Heleno Rezende, 30, morador do bairro Por do Sol em Silvianopolis e Richard de Oliveira, 26, natural de Jacutinga, há seis anos morando na rua, terão uma nova casa para morar… A partir desta sexta, 27, eles terão que assistir aos jogos através do uma TV bem menos imponente no Hotel do Juquinha!

Ah, e o tal Baiano que conseguiu chegar aos vestiários, coloque as barbas de molho pois a qualquer momento poderá cair da arquibancada…!

 

Andarilho estupra garotinho de 6 anos

DSC06463O crime foi descoberto pela avó do garotinho quando ele chegou em casa por volta de cinco da tarde se queixando de dores na região anal. Questionado ele contou que estava brincando na rua e ao passar perto da casa do cidadão Jose Vital, foi puxado pelo braço e levado para o interior do seu barraco no final da Avenida Airton Sena. Lá, após ser despido, Jose Vital introduziu o pênis nas suas nádegas e depois o obrigou a fazer sexo oral com ele. Antes de deixa-lo ir embora, Jose Vital fez ameaças com os dizeres:

– Se você contar para alguém eu vou ‘buscar’ sua família!

R.A.C.B. 6 anos, foi assistido por uma conselheira tutelar e encaminhado para o pronto socorro do Hospital Regional Samuel Libânio onde passou por exames e recebeu medicação preventiva.

Levado para a delegacia de policia, Jose Vital Filho, 53, negou as acusações do garoto.

– Eu vi mesmo esse garoto no portão da minha casa, mas eu não ele deixei entrar… Com tantas mulheres por aí, porque eu iria pegar uma criança? – disse ele com escarnio!

As evasivas do pedreiro tarado não foram suficientes para livrá-lo das grades. Jose Vital Filho sentou ao piano, assinou o 217-A e foi se hospedar no Hotel do Juquinha.

DSC06452 Enquanto o estuprador sentava ao piano do paladino da lei, moradores revoltados com o crime jogaram gasolina e atearam fogo no seu barraco. Os Bombeiros foram chamados e rapidamente debelaram o incêndio. No entanto houve queda do telhado da cozinha e destruição parcial de outros dois quartos do barraco ainda em construção na beira do rio Sapucaí Mirim. No momento do sinistro estava no local o irmão de Jose Vital, Arlindo Vital, 47. O mesmo não ficou ferido!

Os irmãos Vital, nascidos em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte, embora executem trabalhos de pedreiro e servente nas imediações do bairro Arvore Grande, são pouco mais do que andarilhos. Se o estuprador não tivesse sido preso no final a tarde de ontem, certamente o crime ficaria impune!